Tonaktsu kare no Yakitori Mizusaka

Eae gente, tudo bom?

O Yakitori Mizusaka era um restaurante que eu frequentava muito uns anos atrás. Trabalhava na Av. Paulista e aproveitava muito esse tradicionalíssimo restaurante japonês que serve teishokus excelentes e para todos os gostos.

Se você ainda não foi ao restaurante, recomendo que leia minhas reviews anteriores que são de alguns anos e representam a essência do lugar, o teishoku e anchova grelhada e o de salmão, ambos muito bons mesmo. O próprio dono do restaurante tempera os filés de peixe, enfia os espetos de metal e os coloca na churrasqueira (sim isso mesmo!) bem na sua frente, isso se você se sentar no balcão no térreo, o que eu recomendo muito!

Bom, depois de uns bons anos, retornei ao Yakitori, pouca coisa mudou, as flâmulas do SPFC e uma foto do Rogério Ceni ainda estão perto do caixa, a televisão continua no canal japonês, o dono do restaurante a frente do balcão mas dessa vez acho que era o filho do casal no caixa.

Como estou na missão do “rolê do karê” pedi o tonkatsu karê! O preço do prato se nao me engano sai por uns 38 reais.

O dono do restaurante  separou na minha frente um filé de porco, temperou e bateu nele (do jeito que mãe bate em bife para amaciar a carne). Como de praxe o restaurante servia as saladinhas e otoshi abaixo:

Na parte de cima alguns vegetais cozidos beeeem japoneses, não soube nem identificar alguns deles. Na parte de baixo uma clássica saladinha de alface. Mas o destaque fica pra essa pastinha marronzinha perto da alface, que é a base de misso, simplesmente delicioso! Molhos a base de misso aliás é uma arte a parte.

Seguindo, me serviram também uma saladinha de shimeji com momiji oroshi, que é nabo ralado misturado com pimenta. Estava excelente também. Aliás o Yakitori Mizusaka é mestre em quantidade, as porções são sempre perfeitas para você matar sua fome sem sair cheio.

Pronto, chegou a hora, meu tonkatsu karê chegou!!

Me animou bastante a cor do kare logo de cara. Bem mais escuro que o usual, achei que estaria mais apimentado, mas não. Assim sendo, a cor mais escura definitivamente veio do modo de preparo com a mistura de alguma carne e vegetais. O sabor do karê estava bom, mas só, esperava mais.

Indo para o segundo elemento, o gohan, estava bem preparadinho mas veio numa quantidade descomunal, para vocês terem uma idéia sobrou metade no prato, me senti um pouco mal, porém a quantidade de karê e tonkatsu não é suficiente para comer o gohan todo. Recomendo ao restaurante diminuir um pouco o gohan e aumentar o kare e o tonkatsu.

Agora o terceiro elemento, o filé de porco a milanesa! Casquinha super crocante, porém parou por aí, infelizmente. A casquinha estava descolando da carne e o filé estava um pouco duro. Sendo bem sincero não gostei mesmo.

Acompanhando o prato veio um delicioso e bem amarelinho tamagoyaki com um bolinho de carne e esse outro vegetal que parece bandana agridoce que espero que meus amigos leitores me ajudem a identificar:

Como considerações finais, acho que o Yakitori Mizusaka possui um tonkatsu karê fraco. Porco a milanesa mal preparado e quantidade de gohan, karê e porco desproporcionais. Não acho que seja um pecado enorme desse restaurante, afinal não é o foco deles e isso ficou mais claro ainda.

Se for ao Yakitori Mizusaka, foque no clássica deles, os teishokus que saem da churrasqueira =)

Abraços

Gourmet San

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *