Boa experiência com o SAC da Temakeria e Cia!

Olá a todos!

Hoje venho falar de algo muito legal, quando um SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) realmente funciona!

Um mês atrás  fui a Temakeria e Cia da Al. Santos Nº 1187 (11) 3287.3291 e pedi o Temaki de Salmão com Camarão Empanado (150g), custa por volta de 19 reais. A maioria dos temakis da Temakeria e Cia são preparados e servidos com uma velocidade assustadora, eles nunca pecam por isso, e o sabor é sempre ótimo, mas quando você pede um temaki mais elaborado, é comum que demorem alguns minutos para te servirem, afinal, como no meu caso, tiveram de empanar o camarão, fritá-lo e montar o temaki.

Até aí tudo bem certo? Sim, claro se não tivessem me servido um temaki de salmão simples com 1 stick de camarão divido pela metade. Chamei o garçom para perguntar se era aquilo mesmo, uma diferença de preço de 7 reais do temaki de salmão simples para esse devido a 1 stick de camarão, ele disse que sim e que era assim que montavam atualmente. Fiquei inconformado.

Vejam a diferença da primeira vez que comi este temaki para a segunda:

Só para constar, no primeiro temaki, além desses camarões por cima, havia também camarões empanados dentro do temaki, junto com o salmão batido.

Bom, após entrar em contato com o SAC da Temakeria e Cia, eles lamentaram o ocorrido e que iam verificar o que estava acontecendo, mas que eu poderia retornar ao mesmo lugar e pedir o mesmo temaki por conta da casa!

Este foi o novo temaki servido:

E assim depois de eu colocar molho tarê (veja a receita desse delicioso molho aqui)

Bom, tava uma delícia, não havia camarões no meio do temaki como da primeira vez, porém creio que a quantidade foi a mesma! Poxa sou um fã da Temakeria e Cia e fico feliz que eles se esforcem para manter o alto nível de seus temakis. Fora isso o serviço também estava bom, ao meu lado, diversas mesas ocupadas, ou seja, um ambiente bem corrido e os atendentes estavam dando conta de todos, aliás eu vi um temaki chegar numa mesa em menos de 2min, incrível!

Vale a pena também ver os outros posts do Gourmet San sobre a Temakeria e Cia: Temaki Mauro Naves, Temaki de salmão em cubos e temaki do chefe 1, os temakis menores (mas nem tanto) e o post com o temaki de salmão completo e o salmão com maionese temperada com ovas!

Abs

Gourmet San

Restaurante Meu Sushi – comida japonesa delivery na madrugada de São Paulo

Olá a todos!

O Gourmet San teve sua primeira experiência com comida japonesa delivery e está aqui para contar como foi! O restaurante japonês escolhido foi o especializado em delivery, o Meu Sushi, localizado na Al. Campinas, 1179, tel: 3051-6701 (www.meusushi.com.br). Eles abrem de segunda a quarta-feira das 19h às 2h e de quinta a sábado das 19h às 3h! Ou seja, se você tiver fome de comida japonesa de madrugada, já tem uma opção! Mas vamos ver se vale ou não!?

Pedir sushi por delivery pode ser um pouco duvidoso, certo? Afinal você não tem como reclamar pro garçom ou pro sushiman, o que vier você provavelmente comerá, pois estará morrendo de fome, então a entrega e a qualidade dos pratos tem de ter um cuidado todo especial! Nesse ponto o Meu Sushi realmente capricha, eles possuem embalagens exclusivas que trazem os combinados de forma perfeita e bem montada!

Parando com as enrolações, fizemos o pedido e após 45min, num dia de tempestade em São Paulo, chegou a entrega!

Vieram as duas sacolas abaixo:

Nosso pedido até que foi extenso, pois estávamos famintos!

Abrimos logo as sacolas e fomos ver o que estava dentro e como são essas embalagens exclusivas para delivery de comida japonesa do Meu Sushi! Veja como vieram os pratos!

Como podem ver, as embalagens realmente seguram a temperatura interna, ainda bem, ninguém merece comer um hot roll gelado, não é mesmo? A embalagem acima a direita, mais embaçada, é a do atum selado com purê de wasabi, falaremos mais abaixo.

Para cada pessoa eles enviaram um conjunto desse com hashi, 3 frascos de mini shoyo, recipiente de plastico para por o shoyo, guardanapo e um chiclete japonês de laranja!

Eu gostaria que vocês atentassem para a qualidade da embalagem do hashi, de verdade, fiquei impressionado, achei até um pouco exagerado, parece que eu estava comprando um hashi personalizado! Pedi para minha intrépida companheira ruivinha, com suas mãos cuidadas,  que demonstrasse onde vem os hashis.

Ok…ok…vou parar de falar de embalagens e partirei logo para a comida! Desculpem a enrolação, mas é que realmente é algo que o Meu Sushi parece que se preocupa!

Bom, estávamos famintos, afinal era mais ou menos 20h e minha última refeição tinha sido o almoço.

O primeiro prato de que falarei será o combinado de salmão! Ele vem assim como você vê abaixo, montadinho, nada fora do lugar. Gostei bastante da variedade, 8 sashimis, 2 nigiris, 4 uramakis e 2 jyos. Sai por 49,90

Tudo estava muito bom, talvez o arroz estivesse um pouco fora do ponto, mas a qualidade do peixe estava ótima. Fiquei  feliz com a quantidade de salmão em cada peça, a pior coisa é quando miguelam no salmão…Resumindo, os sushis e sashimis vieram em tamanhos corretos. O preço, não se alarme, comentarei tudo no final da review.

Aí vai um zoom pra vocês:

Agora vou falar do prato que mais nos impressionou, de longe. Nunca tinha provado purê de wasabi, na verdade, quando li no cardápio, nem sabia o que esperar, afinal poderia vir algo intragável com o gosto forte e picante do wasabi, porém não foi o ocorrido, ainda bem. O atum selado com purê de wasabi é uma delícia. Ainda bem que a embalagem deixou o purê quentinho para comermos, raspamos tudo. O prato sai por 49,90 também.

Então, para deixar claro, não se trata de um purê unicamente de wasabi, é um purê de batata com um pouco de wasabi, o resultado final é que fica bom demais. A grossura dos sashimis de atum também me surpreenderam, achei que fossem vir mais finos, mas vieram em cortes japoneses, ou seja, mais grossos que os costumeiros sashimis de restaurantes de rodízio. Ou seja, apesar do preço parecer bem salgado, eu acho que é justo o que serviram, primeiro que purê com wasabi você não vê em lugar algum e os cortes de sashimis foram super generosos, os 8 sashimis servidos poderiam facilmente se tornar 16, ou até mais!

Se aqui entra uma crítica, é o processo de selamento do atum. Apesar de ter sido um belo pedaço de peixe e que tenha sido cortado da maneira correta (vejam as fibras perpendiculares),  acho que ele passou um pouco do ponto na frigideira, fica mais bonito quando há o contraste mais forte entre a parte selada e o vermelho vibrante do atum dentro. Mas eu desconfio que no trajeto de entrega, o peixe tenha continuado a cozinhar um pouco mais dentro da embalagem. Bem, talvez essa seja a dificuldade de misturas pratos frios e quentes, mesmo que fiquem uma delícia. Aliás, eu quero a receita do purê com wasabi! Um zoom pra verem de pertinho:

O prato seguinte foi o mais simples que recebemos, é o Hot Roll de salmão Meu Sushi. Ele estava gostoso, quentinho e veio numa quantidade boa, eu não esperava, 11 enrolados, ou seja, eles fritaram 2 rolinhos antes de cortar, também acompanha uma generosa quantidade de cebolinha! Mas a receita que eles usam é bem diferente da favorita do Gourmet San! Eu prefiro a que fazem o enrolado com alga por fora e dentro com salmão cream cheese e kani. Essa porção de hot roll salmão sai por R$ 27,90.

Mas eu sei que eu posso estar sendo um pouco fresco, pois esses uramakis enrolados são gostosos. O Meu Sushi enviou um potinho com molho tarê, porém não tínhamos colocado ainda! Foto mais de perto:

Agora, pro final, um dos melhores pratos, se não o melhor, o combinado frutos do mar do Meu Sushi. Que além do 3 jyos de salmão, e os 2 nigiris, ainda vierem 2 nigiris de camarão, uns 6 sashimis de polvo e o melhor de todos, 4 nigiris de polvo com finas fatias de limão por cima! Nunca havia provado dessa forma, aprovadíssimo! Ele tem o preço mais salgado de todos, sai por R$ 67,90! No site ele contempla 2 outros enrolados que não vieram, que eram com ovas, acho que por isso eles enviaram algumas substituições. Eu sei que muitas pessoas não são fã de ovas, porém há outros, como eu, que esperavam comer as ovas, pena!

Se você não gosta de polvo, não sabe o que está perdendo, minha intrépida companheira ruivinha também não gostava, mas depois de conhecer, virou o prato favorito dela!! Além do polvo, os nigiris de camarão me agradaram bastante, utilizaram camarões de tamanho ok, sem miguelar.

Bom, a experiência com o restaurante japonês Meu Sushi foi boa. São talvez os únicos especializados em delivery de comida japonesa em São Paulo, inclusive de madrugada e fazem um bom serviço. Os preços a primeira vista parecem ser um pouco elevados porém valem cada centavo.

Talvez o que eleve um pouco o preço seja justamente as embalagens personalizadas e patenteadas por eles, que funcionam muito bem aliás. Mas acho que deveriam procurar um meio termo entre quais embalagens usar, por exemplo, nenhum cliente ligaria em receber hashis em embalagens tradicionais de papel. Até no Kinoshita é de papel! Todos pratos pedidos acima alimentam 3 pessoas, para 2 foi um pouco demais, comemos além da conta!

No final das contas, acho que o Meu Sushi tem tudo para crescer, sobretudo em sua área de entrega atual, bairros nobres de São Paulo. Sei de muitos hotéis de altíssimo nível, como o Fasano, que precisam se virar para achar opções de entrega em plena madrugada para satisfazer seus hóspedes. Também há muitas empresas na região que, sem dúvida, contratariam o serviço do Meu Sushi para delivery durante reuniões e coffee breaks.

Outra nota é que eles infelizmente só atendem a noite! Eles dariam um baile no Flying Sushi na hora do almoço!

Até a próxima!

Abs

Gourmet San

Restaurante Midori – rodízio de sushi barato nos Jardins!

Olá a todos,

Faz um tempo que o Gourmet San estava planejando ir a um restaurante japonês do bairro dos Jardins aqui em São Paulo! O seu nome era Kazan, mas agora se chama Midori e se localiza na R. Dr. Melo Alves, 343, tel 3068-9665,(http://www.midorisushibar.com.br) aberto de segunda à sábado!

O restaurante em questão aparentemente passou de mão em mão algumas vezes e agora se estabilizou e parece que acertou as pontas! Há 2 tipos de rodízio, o normal por R$ 45,60 e o de frutos do mar, por R$ 60,60 no jantar. No almoço a opção mais barata sai por R$ 36,00. Aparentemente também há uma opção especial para crianças! Vale a pena perguntar!

O Gourmet San, sem querer, de verdade, não foi proposital, chegou depois das 23h no recinto, por volta das 23h10! A hostess, o garçom e o sushiman foram super cordiais. Em nenhum momento aparentaram aquele ar de bravos por termos chegado perto do fechamento! Gourmet San conhece o drama…já trabalhou inclusive em restaurantes fora do país!

Pois bem, nos sentamos, e de praxe o garçom perguntou o tipo de rodízio e quais entradas queríamos! Escolhemos o mais barato, de R$ 45,60, não estávamos no pique de gastar 75 reais num jantar de semana. De entradas, veja abaixo que o Gourmet San vai explicando uma a uma!

Talvez uma unanimidade de todas visitas do Gourmet San a restaurantes japoneses. Dessa vez o primeiro prato foi um dos melhores de toda refeição! Sem brincadeira, abaixo vocês encontram carpaccio de salmão e peixe branco com um molho que pareceu o ponzu, e com muitos outros temperos. Pareceu um mix de carpaccio no ponzu com ceviche, aprovadíssimo!

Logo depois veio o clássico shimeji na chapa, quantidade boa para eu e meu amigo! O sabor estava dentro da média, não deve nada a ninguém. O fato que lembrei agora é que a porção possuía cogumelos extremamentos grandes! Vejam abaixo.

Nesse momento uma pausa, para falar das bebidas, geralmente os sucos são esquecidos e todo mundo vai no refrigerante ou cerveja correto? Ou…você sempre fica naquela dúvida cruel do suco ser pequeno demais, pois bem, esse não é um problema se você for ao Midori, pois olha o tamanho do copo!

Pronto, nada mais de bebidas, vamos falar da comida que é o que nos importa!

Tem duas outras entradas que me surpreenderam, cada uma por motivo diferente. Primeiro o guioza. Para meu espanto o garçom perguntou se queríamos ele frito ou no vapor, pedimos no vapor, eu acho muito mais gostoso, é mais leve e com mais sabor! Já comemos muita coisa frita por aí, quando dá pra variar vale a pena! A segunda entrada, um peixe frito empanado com um molho sensacional! Não sei o que era, mas era meio doce e picante, parecia uma mistura de tarê, barbecue e tabasco! Nossa bom demais! Pedi o prato novamente depois!

Mais duas entradas, o primeiro, é um ceviche em cima de um nacho, me gusta! Acho que combina! Também serviram a sunomono, que é a saladinha de pepino. 

Chegou finalmente a hora do combinado de sushi! Sushis bem variados, até alguns inéditos como esse com limão e cream cheese no meio do enrolado! Vale notar que a quantidade enviada foi boa também, odeio quando mandam pouco ou muito, caramba, um restaurante que não tem noção de quantidade por pessoa não dá!

Nenhum enrolado estava espetacular, mas todos estavam gostosos, eu sempre me empolgo em experimentar os novos. Pessoalmente gostei desse com o pequeno pimentão em cima do cream cheese! Aliás, o Midori mostra um certa influência de outras culinárias, muito bom. Outro enrolado que sempre gosto de comer é o acelga-maki, esse sushi que eles substituem a alga nori, pela folha de acelga!

Após devorarmos esse combinado, queríamos mais! Então chamamos o garçom e pedimos mais alguns pratos, entre eles o tempurá! Nada de especial, talvez seja o ponto fraco do Midori!

E mais um combinado! Da mesma forma que o primeiro, não veio nenhum enrolado mais ou menos, o sushiman caprichou, valeu a pena! Como vocês podem ver, nigiris de salmão skin a esquerda, com uma cobertura especial, sashimis de salmão com gergelim, enrolados de salmão, mais acelga makis, e um que eu nunca tinha visto,  djyos com salmão skin e pepino, fiquei surpreso, acho que pra deixar sensacional, dava pra chamuscar um pouco e cobrir com tarê! Hahaha, ok, apelei!

E para finalizar, o mais bonito prato de hot rolls já servido ao Gourmet San, com direito a 2 com camarão!

Bom, é isso ae, o Midori vale a visita! Conversei com o garçom e ele disse que estão preparando uma promoção para alguns dias de semana com um preço mais baixo, creio que abaixo de 40 reais! Eles estão certíssimos! O Midori é um restaurante bom, o preço está ok, poderia ser mais barato mesmo, e se lançarem essa promoção, deve dar uma bombada, pois o bairro é bem caro! Se você estiver passando pela região a noite, será uma boa escolha para jantar! Odeio restaurantes que cobram caro e não servem conforme o preço!

Abs

Gourmet San

 

Restaurante Hisa – um almoço no Japão ( Fechado =( )

Olá a todos!

Hoje o Gourmet San almoçou no 3º e último restaurante japonês da Galeria Ouro Branco. Depois do Sushi Guen e do Yakitori Mizusaka, a vez agora é do Hisa! Localizado na R. Manoel da Nóbrega, 76, cruzamento entre a Av. Paulista e a Brigadeiro Luiz Antônio.



É importante dizer que o Hisa não fica atrás dos outros dois, e é incrível como cada um desses restaurantes japoneses vizinhos são ótimos com suas propostas diferentes. O Sushi Guen fica mais com o lado do sushi e sashimi de alto nível e outros pratos correlatos. O Yakitori Mizusaka traz o lado do churrasco, com os peixes feitos na churrasqueira, pelo próprio dono, em frente ao balcão. E o Hisa…bom, este post é pra isso mesmo!

Eu já havia ameaçado comer no Hisa algumas vezes, mas em todas recuei pois tinha a impressão de que não conseguiria me comunicar lá dentro! Sempre que entrava, só tinha japoneses, de ambos os lados do balcão, inclusive com o cardápio praticamente apenas em japonês.

Mas dessa vez entrei com coragem! O balcão estava cheio, uma senhora japonesa atendendo no balcão e outra descendo as escadinhas do 1º andar. Perguntei se podia subir, ela disse que sim, mas que lá era tatame! Subi e realmente era tatame com decoração toda japonesa, umas 5 mesas com tatames e almofadas. Me sentei aguardando uma delas subir, ela me deu o cardápio abaixo e foi atender outra mesa ao meu lado.

Infelizmente a luz do teto pegou o preço da 1ª opção, mas digo a vocês que é o teishoku e que custa 30 reais e foi a que escolhi! Para quem não sabe, teishoku é como se fosse o PF (prato feito) japonês, o Gourmet San já fez um post sobre ele, clique aqui.

O serviço é extremamente preciso, é incrível como os pratos chegam aos clientes com uma ordem justíssima, não tem atropelo!

Bom, vamos ver o que contempla o teishoku do Hisa?

 

 

 

Parte 1: anchova grelhada, tempurás de camarão e vegetais, sashimi e gohan.

Parte 2: missoshiro e o pote com gohan para você se servir mais.

Uma das senhoras japonesas me serviu todos os pratos e ela mesmo colocou o arroz (gohan) na minha cumbuca. Agora vamos ver a análise de cada prato!

Anchova grelhada: comparada a do Yakitori Mizusaka, eu achei essa mais bem temperada, porém com menos carne e com muitos espinhos, muitos mesmo, não recomendo para pessoas com problemas com espinhos, só para quem tem paciência! Porém, como eu disse estava bem gostoso.

Tempurá de camarão e vegetais: estavam todos ótimos, uma das razões que pedi o teishoku foi justamente por esse prato estar incluso, como pude atestar das outras mesas. Os tempurás de camarão (2) estavam muito bons, bem temperados, assim como o de batata doce e dos outros vegetais. A única pena é que eu ainda estava na memória o tempurá do Aizomê, com sal especial e limão sisciliano, que será difícil de esquecer de tão bom.

Gohan: o arroz não tem muito o que dizer, estava bom, macio e bem grudadinho! Lembrem-se que este não é o shari do sushi, é o gohan, Gourmet San já explicou a diferença no post da receita sobre o shari! Clique aqui para a receita.

Sashimis de atum, salmão e peixe branco: simplesmente ótimos, o de peixe branco veio em fatias gordas e bem macias, o de salmão nada de especial, agora deixo por último o sashimi de atum. Vejam o degradê formado no sashimi de atum, do claro pro escuro, assim como as fibras perpendiculares, isso significa que foi servida uma parte muito boa do peixe e que ele também foi cortado com sabedoria. Nota 10 ao Hisa pelo sashimi de atum! (Suspeito que importam do Sushi Guen…hummm…).

Aqui mostro pra vocês o lado direito da minha mesa com a missoshiro, uma saladinha japonesa e o recipiente com o gohan. Esse recipiente é uma beleza, ele não é tão profundo como parece e dá vontade de montar um tirashi-sushi! Mas fiquei na vontade…

De sobremesa ainda me serviram uns pedaços de laranja bem doce:

Eu não tirei fotos, mas logo no início me serviram de cortesia o chá verde! Como sempre digo, um bom restaurante japonês serve essa bebida sem cobrar nada!

O Hisa me surpreendeu pela comida e pelo ambiente. Quem não gostou foi minha coluna pois sentar no tatame, sem encosto, necessita de alguma prática que não possuo!

Retornarei sem dúvida, vale muito a pena. Agora uma dúvida que paira no ar…quando fui pagar a conta não vi mais ninguém além das duas senhoras japonesas, será que elas tomam conta de tudo sozinhas? =O!

Abraços

Gourmet San

 

Restaurante Aizomê – a pérola do Jardim Paulista

Olá a todos,

É com grande entusiasmo que escrevo o post de hoje. O Gourmet San visitou o famoso restaurante japonês Aizomê, do chefe Shin Koike, que fica na Al. Fernão Cardim, 39,  tel 3251-5157 (www.aizome.com.br). Para quem não sabe, o chefe Shin Koike era o responsável por um dos mais tradicionais e badalados restaurantes japoneses de São Paulo, o A1, que possuía uma aura de algo meio secreto etc…porém este fechou as portas em 2008, ele se localizava alino prédio do Top Center, na Av.Paulista.

Mas, voltando ao Aizomê, um tempo atrás fiquei curioso de ir lá, porém eu simplesmente não achava o local! Passava no endereço e só via comércio, casas familiares e prédios…até que…percebi que uma dessas casas abrigava o Aizomê!! uma jóia, praticamente escondida ali no bairro do Jardins! Ok, mas jóia por que? Bom, é isso que tentarei mostrar a vocês abaixo.

A primeira vista você tem impressão de que está entrando num lugar proíbido, secreto mesmo. Sou saudado pelos garçons, pelos sushimans no balcão (haviam dois) e por uma japonesa extremamente simpática. Vejo que o balcão possui lugares e já fico feliz, ela pergunta onde desejo sentar, eu digo que onde for melhor para eles, ela me retruca e diz: “onde for melhor para você!” Escolho a diagonal do balcão e sento.

Na porta eu havia pego uma filipeta impressa no papel sulfite com o cardápio do almoço, são 4 opções, Udon ou Soba, Almoço Express, Una-ju ou Kaisen-ju e Almoço Especial. Fico com a último opção, cujo preço é o mais alto e sai por 100 reais. Sim, bem salgado para um almoço, porém dentre todas opções, esta me pareceu a que valia mais a pena mesmo (eu levo marmita para o resto do mês, hahaha).

Peço o Almoço Especial e pergunto se o chá verde é cortesia, como bom restaurante japonês, sim, ele é servido sem custo adicional. Junto com o chá me servem a salada abaixo.

Como vocês podem ver, nada de especial, salada de alface, tomate, cenoura e pepino, porém extremamente bem temperada! Você não precisa se preocupar em adicionar sal nem qualquer outro molho, aparentemente eles usam alguns daqueles molhos prontos da Hellmans, ou talvez seja feito lá mesmo de forma caseira. Comi tudo.

Após um momento, me servem a chamada Entrada, que são os tempurás de camarão e vegetais:

Simplesmente deliciosos, todos, todos mesmo. A casquinha é muito leve e saborosa, o camarão e os vegetais são bem temperados, e…há um plus. Como vocês podem ver, eles servem um pedaço de limão sisciliano e uma cumbuquinha com um sal especial. Eu espremo o limão na cumbuca com o sal e depois, com os hashis, pego os tempurás, passo na mistura e como, o resultado é uma explosão de sabor, dessas que você faz careta de tão bom mesmo. Esses tempurás são do nível do Kinoshita, com a diferença de que há o sal especial com o limão.

Na sequência, aguardo os sashimis, na minha frente o sushiman Luciano, oriental, é extremamente focado em seu trabalho e demanda, se há pratos a fazer, ele está em ação, caso contrário, ele limpa seu balcão, e arruma sua faca, e seus hashis metálico de chefe. Ele é responsável pelos sushis (nigiris) enquanto o outro, de seu lado esquerdo, faz o sashimis.

Meu prato chega:O sushiman Luciano me explica o que é cada um, dentro da cumbuca, pedaços de carapau já temperados, a direita, pargo com molho de missô, sobre a rodela de limão, o polvo e o roxo é a chamada ostra vagalume, há também dois cortes generosos de atum, um de buri e um enrolado bem único que não me recordo agora, me desculpem.

Tudo estava sensacional, não vou negar, os sashimis pré temperadas são fora de série, o pargo com missô talvez seja o melhor sashimi que já comi na vida, a ostra vagalume igualmente saborosa, uma surpresa para os olhos e paladar. O polvo, ok apenas , os pedacinhos de carapau muito bons também raspei a cumbuca toda. O atum extremamente macio assim como o buri, peixes de alta qualidade, não há como negar, e com corte japonês, bem grossos, como tem de ser.

Na sequência, o Prato Principal, o carré de cordeiro! Estava bem ansioso para esse prato, afinal cordeiro não é todo dia que você come!

O carré de cordeiro acompanha cogumelos, pimenta biquinho e couve flor. Comecei pelos congumelos, não dava para parar de comer, extremamente bem temperados, dá água na boca só de lembrar, a pimenta biquinho provei pela primeira vez na vida, um pouco receoso, pensei um pouco, mais coloquei na boca, ela não é quase nada ardida e extremamente doce, boa demais! Agora o carré de cordeiro, os temperos utilizados deixam o sabor na medida certa, eu acho que ele poderia ser um pouco maior e também ser servido ao ponto, o meu estavam bem passado, na minha visão perde um pouco o sabor! A crosta é parte essencial do prato, e te faz tentar arrancar até o que cobre o osso de tão boa que é!

Após o cordeiro, chega a hora do que eu realmente queria ver, os sushis, ou melhor, os nigiris!

Eles são 4, o primeiro é o de vieira, diretamente do Canadá, segundo o sushiman Luciano, as vezes eles recebem de Santa Catarina, mas elas são bem menores que as do Canadá. Antes de ser servida, espreme-se limão sisciliano sobre o nigiri. Não há palavras pra descrever o frescor que é, foi a 2a vez que provei, a primeira foi no Kinoshita, mas esse superou em muito minha primeira experiência.

O segundo e terceiro nigiris são de robalo e atum, estão gostosos, nesses dois é possível reparar o conjunto total do prato, o arroz perfeito, o peixe fresco e bem cortado, o wassabi entre o peixe e o arroz e o shoyo que passei com leveza sobre o peixe, tudo isso junto torna ambos nigiris maravilhosos. Nesse momento, apreciando um dos melhores nigiris que já provei na vida, lembro do Jiro, do documentário Dreams of Sushi e penso…se esses do Aizomê são assim, imagina os do Jiro!

Bom, por último, um dos meus favoritos, o de enguia (acima a direita). No Aizomê ela já estava pré cortada, eles preparam um papel alumínio e colocam num forninho elétrico, após um tempo, a retiram, montam o nigiri, colocam tarê por cima e servem, o resultado é acima do esperado. Um dos pontos que faz a diferença nesse nigiri é a fatia generosa de enguia!

Para terminar, servem a sopa de missô com tofu, missoshiro. Gourmet San confessa, não é grande fã, mas tomei boa parte, segue abaixo:

A cumbuca da esquerda foi usada como tampa para manter quente a sopa de missô que era de tofu.

Após a missoshiro, o garçom me pergunta que sobremesa desejo, dentre as escolhas há a chamada sopa de frutas e o sorvete de gengibre e de moti, se entendi bem. Escolhi a sopa de frutas por curiosidade e por ter visto pessoas ao lado com uma enorme taça que parecia deliciosa. Eis a sobremesa:

Bom, assim que chegou e pude provar fiquei chocado, geralmente restaurantes japoneses não possuem como forte a sobremesa, porém no Aizomê é diferente, até a sobremesa me surpreendeu. A sopa de frutas se trata de um sorvete de creme levíssimo, servido com algum tipo de molho…parece gaseificado, não soube identificar, ao redor são lâminas de fruta e casam perfeitamente com o sorvete e o molho, raspei até o talo!

Gente, é isso ae, recomendo a ida ao Aizomê quando puderem, não sei como fuciona o menu do jantar, mas no almoço as opções vão de 38,00 a 100,00 reais. É caro? Sim, mas vale a pena. O serviço é de altíssima qualidade, nota máxima mesmo. Eu nem tive de pedir mais chá, eles passam e servem quando veem que o seu está no fim.

Comparado ao Kinoshita, prefiro o Aizomê, não que o nível da comida seja maior, pois o restaurante do mestre Murakami serve pratos com molhos excepcionais, mas no dia a dia, o Aizomê é uma escolha melhor, com um custo benefício que favorece os desprovidos de uma renda mais avantajada como eu. Se come tão bem quanto, mas por muito menos. Espero retornar em breve!

Até a próxima!

Abraços

Gourmet San

Comida japonesa em São Paulo após a balada!

Olá a todos,

O UOL (www.uol.com.br) lançou uma reportagem com o Mc Max B.O. sobre um restaurante em São Paulo, no bairro do Jardins, que fica aberto até 4h da manhã em alguns dias e até as 5h em outro! Sim! Incrível!!! Fica aberto por toda madrugada!

Este restaurante japonês é o Kayomix (http://www.kayomix.com.br/), que fica na rua da Consolação, 3215, telefone 11 3082 2769. Infelizmente o Gourmet San ainda não teve a chance de visitar e provar da culinária japonesa servida de madrugada, mas agora pelo menos já sabemos desta opção!

Dentre os pratos que oferecem, aparentemente não foge do já encontrado na maioria dos restaurantes japoneses com rodízio de sushi de São Paulo, ou seja, guioza, harumaki, temakis e combinados de sushi! Porém o responsável disse que há intervenções italianas em alguns pratos, ele mostra no vídeo abaixo! Vale a pena conferir!

 

Já foi ao Kayomix? Por favor deixe sua experiência abaixo para os próximos visitantes!

Gostou? Curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Abraços

Gourmet San

Rodízio Flying Sushi

*Esta experiência do Gourmet San foi obviamente um ponto fora e não representa a maioria das experiências dos leitores =)

Olá a todos!

O Gourmet San traz para vocês, como 1ª review do ano de 2012, uma análise do restaurante japonês Flying Sushi! A unidade visitada foi a da Al. Jaú, 1.567, tel (11) 3588-1613 e diferente do que o site indica (link com fotos das unidades), não é assim a entrada, haha, pelo contrário, é uma portinha bem simples! E dá até pra ver na foto que o número do estabelecimento não é o mesmo…Bom, mas vamos falar da comida né?

A minha primeira experiência no Flying Sushi foi ruim, faz alguns anos já, se bobear uns 4, foi nessa mesma unidade, logo que comecei a gostar de comida japonesa, não manjava muito, mas queria comer em lugares diferentes! O lugar estava vazio, atendimento ok mas os enrolados vieram destruídos, caindo aos pedaços…Prometi nunca mais voltar!

Porém…o tempo passa…as coisas mudam…criei este blog… e resolvi retornar ao Flying Sushi sobretudo pelos comentários positivos encontrados no próprio site! O resultado é que fiquei bem surpreso! Este restaurante japonês deu a volta por cima! Ok…não tão por cima assim…hahah mas ele está bem aceitável! O preço do rodízio de sushi no almoço sai por 29,90 e nos demais horários por 36,90! Caramba, parabéns pelos preços! Restaurantes japoneses que não servem ingredientes e pratos sofisticados não podem passar dos 40 reais!

Cheguei, estava esfomeado e pedi os clássicos shimeji, harumaki (rolinho primavera), guioza e um temaki de salmão simples com gergelim! Também me ofereceram uns bolinhos de peixe que aceitei.

Deem uma olhada!

O shimeji estava ok, nada demais, diferente do Sushi Guinza, veio shimeji de menos, mal deu para comer direito, porém, uma forma positiva de pensar é que você está lá para o sushi…ou será que não? 

Os 2 rolinhos primavera me surpreenderam em muito, sobretudo pelo tamanho, cor e sabor. Diferente de casas que servem sabores como carne e queijo, o que eu acho absurdo, o Flying Sushi serve o de legumes e já com o molho agridoce, muito bom mesmo!Aqui um probleminha…o guioza…poxa o que houve? Eu pedi bem passado? haha, engraçado que se você entra no site do restaurante, há até uma parte dedicada ao guioza, que na foto foi preparado de maneira tradicional, no vapor, foto. Eu prefiro, ou pelo menos na chapa, guioza deep fried é um assassinato ao prato ao meu ver.

De praxe, pedi um temaki de salmão simples com gergelim, estava normal.

Bolinho de peixe ok! Nada a declarar!

Aqui eu peço perdão…me serviram um combinado muito, mas muito estilizado mesmo, inclusive com uma flor de salmão no centro com uns 9 sashimis, acho que foi a 1a vez que recebi um combinado feito de maneira tão cuidadosa em um restaurante japonês de custo baixo! Sushiman, parabéns! E era enorme o combinado, bem servido mesmo, não miguelaram, o que é muito bom…porém, um acidente, na transferência das fotos, perdi esta! Lamentável mesmo, tentei recuperar mas não consegui!

Bom, depois do combinado, peguei o cardápio! Sim, lá você pode pedir no rodízio com o cardápio também, e há um espaço de enrolados especiais, pedi 4, vejam abaixo!

Não são nenhuma maravilha, mas para o preço, justíssimo! Recomendo que logo que cheguem já peçam o combinado de vocês com esses enrolados diferentes. O primeiro uramaki da direito e embaixo não é apenas de salmão, não se enganem!

Bom gente, é isso ae, o Flying Sushi saiu de um restaurante medíocre para uma boa e justa opção! Eles são especializados em delivery, nunca testei esse serviço, se alguém souber de algo, avise!

Abs!

Gourmet San!

Gostou? Curtiu? Compartilhe com seus amigos!

Restaurante Mori Sushi – criatividade e renovação

Olá a todos!!

Como já devem ter percebido, o Gourmet San é fã do Mori Sushi, localizado na Rua da Consolação, 3.610 (www.morisushi.com.br). Aqui no site vocês encontram duas reviews de lá, vale muito a pena conferir, são campeãs de visitas! Review 1 e Review 2

Não poderia faltar, Gourmet San e sua intrépida companheira ruivinha visitaram o Mori Sushi uma última vez antes do final do ano. Antes de mais nada, o Mori apresenta algumas mudanças significativas, o rodízio agora custa por volta de 70 reais! Sim um pouco carinho. Eles também mudaram o logo com o carimbo japonês que os representa. Vocês podem ver na imagem em destaque acima, nesta própria página.

Outro fato que surpreendeu bastante ao Gourmet San foram os pratos servidos, com o bom aumento de preço veio a melhora de qualidade e isso é louvável neste restaurante japonês! Ou seja, apesar do preço bem salgado, o serviço oferecido e a comida valem a pena dentro do custo benefício!

Se preparem! Sigam abaixo as maravilhas servidas nesta última visita ao Mori no ano de 2011.

Primeiro, uramakis de spice tuna com ovas em cima! Para quem não sabe, enrolados do “atum picante” são muito comuns nos EUA, acho que vale super apena começar a incorporar à gastronomia japonesa brasileira, elementos de lugares diferentes! Esse é um bom exemplo!

 

Esse nunca pode faltar, o delicioso polvo no molho a base de missô! O preparo básico do polvo é simples, mas sem dúvida existem pequenos truquezinhos pois alguns restaurantes servem polvo totalmente sem gosto e borrachudo, o que não é o caso deste abaixo!


Esse é um tartar de atum havaiano! Chamado de Ahi Poke! Esse é mais um exemplo do que eu disse acima, ou seja, da globalização da culinária dentro de gastronomias específicas. Dá pra perceber que os sushimans do Mori são muito conectados com o que é feito mundo a fora!

Agora um repeteco mas muito gostoso, o ceviche! Peixe marinado em diversos ingredientes, entre eles o limão. Esse processo faz com que o peixe seja levemente cozido pela acidez da marinada! É uma delicia, alguns restaurante já estão apostando neste prato de raiz peruana.

Seguindo o padrão dos marinados, segue um inédito! Salmão marinado com azeitonas, muito gostoso, vale muito a pena ver como o sabor tão pronunciado do salmão muda em contato com demais ingredientes! Mesmo com o Gourmet San não gostando de azeitonas, este prato é demais!

 

Agora um dos favoritos do Gourmet San, o buttah jow, vulgo porquinho. Saca só na apelação: camarão empanado (ebitem), enrolado com salmão, couve fritinha e tudo isso com molho tarê!!! É uma delícia, delícia mesmo, provem esse sem dúvida nenhuma!

Agora se este anterior é um dos favoritos do Gourmet San, esse seguinte é o uramaki mais delicioso que há. É um uramaki ebitem, mas feito com cream cheese e alface. É incrível, mas a alface e o creamcheese combinam demais no resultado final! Esta é uma receita que o Gourmet San sem dúvida tentará reproduzir em casa!

Mas como o Mori não é feito apenas de pratos contemporâneos, o Gourmet San pediu duplas de nigiri sushi para levar seu jantar para um lado um pouco mais tradicional, se bem que o Mori sempre pôe um toque a la Mori em tudo! Então vejam abaixo as duplas de olhete, camarão, salmão e atum! Cada uma com um toque especial!

Parece que é muita comida não é? Sim, mas ainda havia espaço para mais 2 uramakis especiais!

O primeiro é o uramaki golden ebi, ou seja, um enrolado de salmão enpanado com muitas ovas cobrindo ele por todos os lados, com cebolinhas e raspas de limão sisciliano!

O segundo, que finalizou a noite, me surpreendeu, uma uramaki de salmão com chips de batata doce! Muito inovador! Muito gostoso!

No final, de praxe, comemos o sorvete Häagen-Dazs, que acompanha o serviço do rodízio de sushi do Mori faz tempo!

Não há o que dizer, apenas apreciar e ficar contando os dias para voltar lá!

Abraços!

Gourmet San

Temaki Mauro Naves da Temakeria e Cia

Olá a todos,

O Gourmet San acabou de voltar da Temakeria e Cia da Al. Santos.  Hoje ele provou o curioso temaki Mauro Naves do cardápio. A Temakeria e Cia que possui 4 endereços: Rua Joaquin Floriano, 307; Rua Oscar Freire; 507 e Rua Henrique Monteiro, 70, e Al. Santos, 1.187  (www.temakeriaecia.com.br/) Ele .

Esse temaki faz parte dos temakis especiais da Temakeria e Cia, ele custa R$ 18,90 e consiste em salmão e camarão empanados e acompanha um molho especial de cream-cheese e tarê!

O molho é uma delícia e a mistura de camarão com salmão também, o Gourmet San apenas não gostou muito da casquinha em si. Os outros empanados da Temakeria e Cia são bem mais bem feitos e crocantes.

Mas isso não menospreza o temaki, que é muito gostoso mesmo.

Fica mais essa dica!!

abs

Gourmet San

Restaurante Mori Sushi – omakasê do Mori

Olá a todos,

Recentemente o Gourmet San visitou o seu rodízio de sushi favorito de São Paulo, o Mori Sushi, Rua da Consolação, 3.610, www.morisushi.com.br. Na primeira review desse badalado restaurante japonês aqui no Gourmet San, foram comentados pratos num âmbito geral e superficial, apenas para quem nunca foi ter uma idéia do que eles servem!
Mas hoje seremos mais específicos e com fotos, muitas fotos!

Eu e minha intrépida especialista ruiva de sushi fomos novamente ao Mori e sentamos no balcão (salve Retalhador!). Antigamente o Mori Sushi possuía um preço mais alto para o rodízio de sushi no balcão, mas hoje é o mesmo preço que sentar nas mesas: R$ 64,00. Parece salgado o preço? Sim é um pouco, mas apenas até você começar a comer!

Bom, logo de cara, 2 diferenciais do Mori Sushi: ambiente e serviço. Restaurante aconchegante, com iluminação baixa, mas com as mesas iluminadas para você enxergar o que come. E todos garçons muito bem treinados, rápidos e prestativos, assim como as hostess!

Sentamos no balcão! Como eu sei que o Mori serve muita variedade eu não como muitas entradas, o que comemos dessa vez foi:

Enrolado de salmão, cream cheese e shimeji e camarão empanado. O primeiro é simplesmente delicioso, bom demais! Comeria uns 10! Os mini camarões empanados então nem se fala, eles são cobertos por molho tarê, ficam bom demais, mas nesse momento tudo que eu penso é em não me empanturrar! As entradas não se resumem a esses pratos, eles possuem muito mais, vale a pena comer!

Além dessas entradas de cima, o Mori oferece muitas outras, como trouxinhas de salmão, lula, peixe com maionese e shimeji.

Logo após as entradas nosso honorável itamae-san inicia nossa noite de comilança. No título do post eu coloquei a palavra omakasê, que basicamente significa que nós confiamos no chefe para nos servir o que há de melhor no dia!

Como sempre, foi servi os melhores sashimis, nesse caso, atum, salmão e olhete. O Mori é um restaurante que se destaca na oferta de peixe, eles sempre oferecem peixes muito bem escolhidos e igualmente fatiados.

Após esse início, para não ficar de fora do final, pedi para que ele servisse os enrolados a la Mori, são enrolados muito bons, pra mim os que mais se destacam são os dois da direita, o com o morango e o com camarão. Da próxima vez que eu for fazer em casa tenho de lembrar de tentar imitá-los! O primeiro enrolado da esquerda é um enrolado com salmão chamuscado em volta da alga, é o mais simples de todos, o segundo enrolado, é o uramaki com couve fritinha em cima, essa couve é uma delícia, sem palavras, o terceiro enrolado talvez seja o meu favorito, é o uramaki com salmão e ainda um camarão cozido em cima! O quarto enrolado é o que vai uma fatia de morango por cima, combina de forma incrível!

Depois desses enrolados delicioso começou a metralhadora Mori, se preparem!

Carpaccio de Salmão no molho ponzu e ovas, chamado usuzukuri. O salmão estava de encher a boca de sabor, como diria um amigo meu: explosão de sabor!

1 par de nigiri de atum chamuscado com pedacinhos de alho frito:

Bochecha de olhete grelhada, um prato servido de forma muito inteligente, para quebrar um pouco a sequência de peixe cru, afinal gastronomia japonesa está longe de ser apenas sushi e sashimi! O único lado negativo desse prato foi a quantidade de espinhas, numa outra ocasião provei a de Buri, que tinha mais carne e menos espinhas, mas fora isso, bom demais!

Sashimi de polvo (tako) a provençal, com azeite. Polvo…polvo…gente apreciem e agradeçam quando te servirem polvo num jantar japonês, ele é cada vez mais raro!

Aqui um de meus pratos favoritos, carpáccio de polvo no sumisso, polvo ou tako com molho a base de missô, o restaurante Kinoshita usa muito esse molho clássico japonês:

Aqui a grande surpresa da noite, muito boa por sinal! o Umeboshi Maki, ou seja, o enrolado de umeboshi, que é um tipo de ameixa japonesa de gosto forte e peculiar! Vale a pena provar, nunca tinha experimentado algo parecido!

Aqui outra surpresa da noite! Um onigiri a la mori! Onigiri para quem não sabe é o tradicional bolinho de arroz com algum tipo de recheio, geralmente de umeboshi! Mas nesse caso o nosso honorável itamae colocou salmão, molho tarê, cream cheese e deu uma chamuscada, resultado: delicioso!

4 neta-makis, que são esses enrolados de camarão pré-cozido com ovas e raspas de limão siciliano! Não confundam com o “buttah-jio, vulgo porquinho que leva, por sua vez, camarão empanado, a couve fritinha e o molho tarê” (SUSHIMAN RETALHADOR, 2011). Essa descrição foi alterada devido ao comentário abaixo, o Gourmet San preza muito sobre o nome correto dos pratos da culinária japonesa e jamais será desleixado quanto a isso!

Como o Gourmet San é tradicionalista, pedimos nigiri-sushis, nos serviram 4, chequem o último, de camarão com ovas em cima!

Bom gente, esse foi nosso jantar no Mori Sushi! Não se esqueçam da sobremesa! Sorvete Häagen Dazs!

Vou parando por aqui que o Gourmet San não é cheio da grana e ficar vendo essas fotos dá uma vontade de voltar lá amanhã! Ah uma dica ao Mori, não aumentem muito mais o preço, se não começa a ficar caro de verdade! hahaha

Abs

Gourmet San