Sushi Kan, excelente em 30 minutos!

Olá a todos sushizeiros de plantão!

Se tem um restaurante hoje em São Paulo que talvez seja o mais comentado, esse é o Sushi Kan! Chefiado no balcão por Egashira San, ele praticamente não fala português e acompanhou por muito tempo Ken e a turma do Shin Zushi, e ensinou muito ao Edson Yamashita do Aze Sushi também.

Bom, o fato é que esse sushiman, mais que gabaritado, resolveu abrir seu próprio espaço em São Paulo. O local escolhido é ao lado do Sushi Guen e do Yakitori Mizusaka, no mesmo lugar do antigo e ótimo Hisa, o endereço é Rua Manoel da Nóbrega, 76 – Loja 12, Paraíso, Tel (11) 3266 3819.

Primeira dica de todas: faça reserva, seja para o almoço ou jantar! Eu não segui essa regra básica e fui na cara e coragem! Entrei e uma japonesa super simpática, gerente de local, me perguntou se eu tinha reserva. Eu disse que não…Ela pensou um pouco e me perguntou, você come rapidinho? Eu disse que sim e logo sentei no primeiro banquinho do balcão.

Perguntei quais opções eu tinha e eles falaram que tinha o omakase de sushi e os menus degustação, mas como meu tempo era curto e eu disse que queria o prato simples de sushi, a gerente se adiantou e pediu por mim ao Egashira San o omakase de sushi de 45 reais e 8 peças. Tinha também o de 12 peças e 70 reais, será minha próxima pedida na próxima visita.

Eu e mais algumas pessoas estávamos no balcão e outras no primeiro andar. Egashira San não pára um instante e não faz nada com pressa, tudo no seu ritmo e destreza, vai montando os nigiris e os tekkamakis.

Me serviram rapidamente uma sopinha de caldo de peixe com shoyu:

Veio super quente então esperei um pouco mas logo comecei a bebericar. Uma delícia, super reconfortante e deve ser ótima para o inverno! Não vou negar que esse recipiente me assustou no começo, pois ele é quase do tamanho de um prato normal.

Depois de uns minutos virado nos movimentos de Egashira San ele me serve a seleção de sushis:

Confesso que minha intenção era conseguir um nigiri sushi diferente do outro, mas por 45 reais seria pedir demais. A seleção que Egashira San fez para mim apresentou sushis puros e excelentes, sem temperinhos contemporâneos como raspas de limão sisciliano.

O melhor foram o polvo, o atum, o  camarão e o tamago. O camarão é marinado no missô e super gostoso e generoso. Ouvi dizer que o Egashira marina o camarão pois nosso camarão não é de qualidade boa o suficiente. O polvo estava ótimo também e muito macio. E por final o tamago, sem dúvida um dos melhores, se não o melhor que já comi, super cremoso! Se posso dizer algo especial sobre ele é como ele era amarelinho por inteiro e não apresentava aquelas comuns linhas mais escuras que caracterizam o procedimentos da receita do tamago, vocês merecem um zoom:

No final paguei a conta que não inclui os 10% de serviço (como é comum nos restaurantes japoneses tradicionais). Aproveitei para pedir para a gerente da casa agradecer ao Egashira algumas palavras minhas em japonês e também que quem tinha me indicado o restaurante tinha sido o Edson Yamashita que conhecó de muitas visitas ao Aze Sushi. Nesse momento ele sorriu e agradeceu de volta dizendo num português bem arrastado: “prazer!”

A gerente aproveitou para bater um papo comigo dizendo para eu voltar com mais calma e explicou que eles servem um menu degustação com pratos quentes também.

Fiquei super feliz com essa visita que ocorreu em menos de 30 minutos e já fiquei ansioso para voltar!

Abraços

Gourmet San

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *