Home / Bairros / Shigueru – um sushi que vale a pena!

Shigueru – um sushi que vale a pena!

Gourmet San agora anda por outras regiões de São Paulo!

Quando o blog nasceu eu andava mais pela região da Av. Paulista, onde pude visitar diversas vezes o bom Mitsuyoshi, o tradicional Yakitori Mizusaka e o animal Sushi Guen.

Depois frequentei mais o bairro de Pinheiros, onde pude comer diversas vezes na Temakeria e Cia, o melhor temaki de São Paulo e outros restaurantes de um nível bem mais alto, como o Hamatyo e o Aya, além de alguns dias visitar o justo e com ótimo custo benefício rodízio do Sushi Tori.

E por final, hoje caminho mais próximo ao Shigueru, um restaurante que dispensa apresentações, localizado na Rua Leopoldo Couto de Magalhaes Junior, 275 – Itaim Bibi (http://www.shiguerusushi.com.br/). Já tinha ido uma vez e foi sensacional, sashimi de atum diferenciado e nigiris de primeira linha. Resolvi voltar pois é quase irresistível, o serviço é ótimo, a experiência no balcão é boa e a comida é top!

Desta vez, como da outra, sentei obviamente no balcão, mas fiquei no único lugar onde dá pra ver pra toda movimentação dos sushimans, bem do lado esquerdo, onde o próprio Shigueru fica posicionado.

Pedi novamente o combinado do dia, que são 6 sashimis, 5 nigiris e 4 uramakis. Pelo o que percebi, os peixes que compõe esse prato varia de acordo com o que há melhor no dia, mas com uma predominância maior do atum. O valor aumentou um pouco, fica por 39 reais

Mas antes do combinado chegar, me serviram uma entradinha. Dessa vez, melhor do que a já batida sunomono (saladinha de pepino) que a maioria dos restaurantes servem, o Shigueru serviu uma entradinha que eu comi muito no Mitsuyoshi, peixe cozido:

Não vou negar, a aparência não foi das melhores, apesar do sabor estar ótimo. Acho que seria melhor servir em uma cumbuquinha chawan como a do missoshiro, com um molhinho mais grosso. Desse jeito, solto no prato ficou meio borocoxô e causa uma má impressão para os mais atentos e eu diria até para as mulheres, mais ligadas em detalhes e apresentações.

Seguindo, me serviram o combinado do dia que mencionei acima,  três reais a mais do que a primeira vez que fui lá, mas acho que ainda vale a pena, apesar de que um pouco mais do que 40 reais já ficará caro para um combinado de 15 peças sem nenhum sushi especial, porém vale lembrar que a qualidade é incontestável, é top mesmo. O shari (arroz temperado para sushi) é muito, mas muito bom mesmo, dá quase vontade de pedir uma chawan (cumbuca) só desse arroz.

O peixe então não tem nem o que dizer, o atum é um dos melhores, se não o melhor akami que já comi (parte mais vermelha e menos gorda do atum, que é retirada das costas do peixe). Todos peixes, incluindo o salmão, são diferenciados e muito acima de qualquer rodízio que você possa ir, é nível restaurante tradiciona dosl bons mesmo, o pessoa lá não ta brincadeira. Os uramakis são diferenciados justamente pela qualidade do arroz que mencionei acima, me lembra um pouco os macios uramakis do Sushi Guen, onde o experiente Itamae San Mitsuaki Shimizu os prepara quase de forma unitária.

Após comer esse delicioso combinado, é óbvio que fui para os nigiris a la carte, não resisto! Eles possuem tantos produtos de qualidade tão alta que faz com que a oferta e possibilidade de nigiris seja enorme! Desta vez pedi um sushi de uni (ovas de ouriço) , um serra e um tamago. Neste momento, aproveitei para puxar papo com o Shigueru, perguntando para ele qual era a diferença entre o tamago e um outro tipo de omelete japonês que ele tinha citado na minha primeira visita, porém dessa vez ainda não consegui entender como se pronúncia =(. Vou correr atrás dessa informação!

Vejam abaixo o uni e o sushi de tamago, que o do Shigueru vem em tamanho família!

Vocês viram só que beleza esse gunkan de uni abaixo. Cada vez mais fico fã desse sushi, ovas de ouriço! É engraçado que com sushi de uni é assim, a primeira vista você acha horrível, experimenta e acha estranho…Depois você come a segunda vez e já acha melhorzinho, depois você vai gostando cada vez mais e mais. Merece até um zoom:

O sushi de pargo também estava belíssimo, não há dúvidas que os peixes do Shigueru são dos melhores e realmente é uma preocupação deles servir o melhor aos clientes.

Também tive sorte o suficiente para bater um papo com o simpático e habilidoso sushiman Ricardo, gente finíssima! Que me preparou um nigiri especial demais! Muito, mas muito inesperado e surpreendente, foi um sushi de foie gras de tamboril (peixe sapo), chamuscado e com um molho por cima que me pareceu tarê, mas sinceramente acho que era outro molho.

Talvez o que tenha mais me impressionado nesse sushi de foie gras de tamboril tenha sido a textura, claro além do sabor bem peculiar. Eu repetiria sem dúvida nenhuma. Esse sushi foi simplesmente totalmente fora do que eu já vi ou esperei, isso mostra o quanto o Shigueru é um restaurante de altíssimo nível e com produtos que surpreendem os clientes.

Durante essa minha sequência de sushis a la carte, o Shigueru viu que eu estava comendo os sushis com uma quantidade de shoyu pequena, ou seja, bem raso, o suficiente para apenas pincelar o peixe, e também não estava mergulhando o sushi no molho, o que acabaria molhando o arroz e desmontando tudo, estava colocando apenas o suficiente. Ele então me ofereceu um shoyo um melhor e mais avançado e depois me ofereceu um ainda mais diferente ainda, mas eu já havia terminado…pena, mas ele disse que dá próxima que for, posso pedir direto, pois infelizmente não dá para disponibilizar para todo mundo, pois a maioria faz aquela clássica piscina de shoyo no recipiente para o molho.

Todos esses diferencias que apontei nessa review do Shigueru são o que fazem um restaurante se destacar, espero que eles continuem assim.

Bom gente, fico por aqui, mas podem ter certeza, em breve estarei de volta com mais uma review, pois estou gostando demais de lá!

Forte abraço

Gourmet San

 

 

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*