Home / Preço / De 50 a 70 reais / Quer um Kare apimentado em São Paulo? Vai pro Kidoairaku

Quer um Kare apimentado em São Paulo? Vai pro Kidoairaku

Oi pessoal, tudo bem?

Quando comecei a explorar a Liberdade (o bairro, não o conceito abstrato sociológico, rs) lá atrás, eu obviamente comecei pelos sushis e mesmo nos restaurantes mais tradicionais e com pratos quentes excelentes, acaba escolhendo os frios.

E teve a ocasião, onde indo contras minhas inclinações da época, fui ao Kidoairaku para comer um Kare e o atendente da época disse: “Olha…(gaijin, rs) é apimentado!” Com medo e ainda inexperiência, refuguei e pedi um teishoku de sashimi.

Mas tudo que vai volta! E após ganhar muita quilometragem (até no Japão), comendo Kare, recentemente retornei lá e fui firme:”QUERO O TONKATSU KARE”. Ouvi novamente: “olha…..é apimentado!”. Falei, “Pode trazer”, todo seguro de mim.

Pois bem, vejam abaixo:
Isso…agora vejam melhor!

Pessoal, se você gosta de Kare apimentado, esse é o lugar pra vocês, definitivamente ele não é mediano, ele é forte (pro meu paladar). Logo que vi, pensei o mesmo que vocês…”nossa, escuro, né?” Pois bem ele realmente é encorpado e delicioso em todos aspectos, mas…É PICANTE!

O Tonkatsu em si estava bom! MAs confesso a vocês, que depois do Japão sua concepção de tonkatsu muda. Mas isso não estraga o prato, ele é excelente.

Bom, fica a dica e o aviso, rs, se for ao Kidoairaku, já sabem o que esperar!

Abraços!

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*