Sushi Zone – Cult, com fila, mas com ótimo Sushi!

Olá a todos!

Depois de uma experiência ruim com o Kama Sushi logo na minha chegada a San Francisco, resolvi escolher melhor, hahaha! Busquei alguns guias famosos nos EUA, como o Yelp e o Zagat! Dentro deles encontrei boas opções que me guiaram nos próximos restaurantes que fui em San Francisco.

O segundo escolhido foi o Sushi Zone, localizado na Market St, 1815, San Francisco, CA 94103, Tel:+1 415-621-1114. Ele é um restaurante super badalado, concorrido e com aquele ar de exclusivo para quem realmente conhece os “points” da cidade californiana. Em todos lugaresque li sobre ele sempre falavam o mesmo, que tem fila desde cedo e que o lugar possui apenas 2-3 mesas e um pequeno balcão. Achei exagero mas cheguei cedo mesmo assim, as 18h30 estava lá e foi isso que avistei:

Exatamente! Restaurante lotado e aquelas perninhas ali na esquerda são pessoas esperando e do lado de fora tinha mais 3! Sorte minha que fui ligeiro, para colocar o nome na lista de espera, você mesmo escreve seu nome numa quadrinho e coloca o número de pessoas que estão no grupo.

Como era cedo resolvi aguardar e conferir, mas vou te falar que demorou muito mais do que imaginei, praticamente 1h ou mais! E olha que não tinha muita gente na espera não. Teve um momento que a garçonete me perguntou quem eu era na lista de espera e depois disse que seria mais de 45 minutos ainda, desacreditei e resolvi esperar apenas mais alguns minutos, dei sorte e fui chamado pra sentar no balcão (senti que a garçonete usa essa técnica para fazer pessoas desistirem e rodas mais rápido).

A questão da espera são basicamente 3 pontos: os sushis não são feitos com muita rapidez (sim, nossos sushimans dão de 10!), são poucos lugares e o restaurante é badalado mesmo, com um público super moderninho e cult.

Assim, quando sentei, tentei pedir o mais rápido possível pois não queria esperar mais, estava faminto! Sentei bem em frente ao Itamae!

Como vocês podem ver acima, o sushi chefe rapidamente me deu um pouco da gari (gengibre) e wasabi. E eu já estava buscando, dentro do limitadíssimo menu, o que eu ia pedir. Sim, exato, achei o menu pequeno demais, se não me engano não tinha nem lula entre outros ingredientes, meio básico pra um sushibar tão conceituado.

Meu pedido consistiu em 2 enrolados e um conjunto de nigiris a escolha do chefe, saindo por volta de uns 36 dólares:

Que beleza heim!! Não posso negar tudo que falaram sobre o Sushi Zone, os enrolados estavam delicioso, super bem montados e recheios fartos! Já os nigiris melhores ainda, peixes muito saborosos, fresquínhos e quase todos sushis acompanhavam algum tipo de tempero!

O enrolado na parte de cima é o Rock`n Roll que consiste em enguia, ovas e avocado, é uma mistura que funciona muito e se enguia não fosse tão caro aqui no Brasil eu sem dúvida diria para todos restaurantes incorporarem. O enrolado de baixo é o califórnia, com caranguejo de verdade (não kani), pepino e avocado, muito bom também.

Vale a pena dizer que o arroz (shari) do Sushi Zone é dos melhores, temperatura ambiente, quase um pouco quentinho, super suave e macio, nota 10! Os nigiris estavam super equilibrados, o arroz trabalhava em harmonia com as fatias de peixe, o sushi chefe realmente sabe o que faz! Vejam abaixo mais uma foto, olha que enguia (unagui) farta!!

Preciso comentar que o restaurante só tem 3 funcionários, o sushi chefe (um japonês barbudo descolado), a garçonete oriental e um terceiro chefe que faz só os pratos quentes, que também é um japonês mais velho e tem um rabo de cavalo (ambiente doideira)!

Não posso esquecer um ponto importantíssimo antes de vocês irem lá, eles não aceitam cartão, ou seja, só dinheiro!

Devido a justamente essa limitação na forma de pagamento eu não poderia pedir praticamente mais nada, então peguei o cardápio com poucas opções a vista e resolvi pedir o clássico tamago (omelete japonês):

Não vou negar que me decepcionou um pouco essa lateral mais escura meio queimada! Me lembrou o primeiro tamagoyaki que fiz aqui em casa de forma bem amadora, deixando queimar. O sabor também estava médio. E meu jantar acabou por aí.

Sendo bem sincero? Eu acho que eu retornaria pois o nível do sushi realmente é bom, assim como dos enrolados, mas acho que a aura criada pelo lugar é um pouco mais do que deveria, esperar mais de 1h é demais, porém se o Sushi Zone chegou a esse nível de point cult de San Francisco é culpa das pessoas e mérito dos donos!

Espero voltar acompanhado de mais pessoas para provar outros pratos =)

Abraços e até a próxima!

Gourmet San

Kama Sushi – um jeito ruim de começar uma viagem!

Olá a todos!

É no Kama Sushi que começa a jornada gastronômica do Gourmet San em San Francisco, CA. Passei 2 semanas lá e pude visitar diversos restaurantes japoneses. Recomendo acompanhar esta sequência de posts para comparar o que temos aqui no Brasil e eles lá!

Cheguei na cidade num domingo de manhã e é sempre aquele mini drama, pegar a mala e torcer pra ela ter vindo, pegar shuttle pro hotel, fazer check in etc… Aproveitei para conhecer um pouco da cidade e almoçar em qualquer lugar que deu. Chegando mais a noite tive tempo de voltar para o hotel e busquei o sushi mais próximo! O escolhido foi o Kama Sushi, localizado na 294 9th Street, San Francisco, CA 94107(415) 800-8287 (http://www.kama-sushi.com/). Peguei minhas coisas e fui caminhando até lá.

Cheguei e parecia um sushi local normalzinho mas que poderia me oferecer um boas vindas ao sushi norte americano. O local era pequeno com um salão apenas e o sushibar ao fundo, mas não era um sushibar muito propício para se sentar, não lembro se tinha bancos para sentar lá. Para não perder tempo pedi logo uma coca-cola e veio um edamame cortesia de entradinha:

Bom, após pensar um pouco, resolvi pedir logo um combinado padrão com uma sequência de nigiris do chef e uramakis califórnia ou spicy tuna, chama Jo Sushi Dinner set, por U$ 15.95. Resolvi pela segunda opção pois não tava afim de um califórnia logo de cara, eu estava no espírito dos clássicos americanos, como o spicy tuna.

Não demorou muito e meu prato chegou:

A aparência não foi das melhores, mas provei com boa vontade. Não adiantou muito, o arroz estava bem mal temperado, com um sabor agressivo de vinagre, o nigiri tinha fatias de peixe super mal cortadas e me lembrou quando eu era iniciante na arte de cortar peixe, ou seja, fatias de peixe meio rasgadas…

A aparência não foi das melhores, né? Bom, também não posso esquecer do uramaki de spicy tuna! Confesso que fui inocente demais, afinal eu estava nos EUA, país onde gostam de comida apimentada! Então o spicy tuna veio beeeem apimentado, eu comi meio que no esforço e nem ousei passar wasabi. O arroz estava na mesma dos nigiris, bem ruinzinho.

Com essa experiência ruim até pensei em pedir outro prato, algum enrolado diferente pra ver se seria melhor, mas minha intuição disse que não. Se eles não fazem nem o básico bem, imagina o resto! Paguei a conta  fui embora!

Em breve o próximo restaurante que visitei em San Francisco, o Sushi Zone, top 5 da cidade pelo famoso guia Zagat!

Abraços

Gourmet San

Passei no Shigueru e peguei um sushi pra viagem!

Olá a todos,

Sempre que consigo levo comida japonesa para casa, sobretudo pois meu pai gosta muito e ele já comia sushi “before it was cool”. Aproveitei ainda que era aniversário dele tive a idéia de levar um sushi um bacanudo, acabei optando pelo Shigueru! Sim ele mesmo, um dos meus restaurantes japoneses favoritos, localizado na Rua Leopoldo Couto de Magalhães Junior, 275 – Itaim Bibi (http://www.shiguerusushi.com.br/).

O Shigueru faz delivery também, mas não ia ser bacana para a ocasião, eu queria ter mais controle do horário que a comida iria chegar, para combinar com quando todos estivessem em casa.

Cheguei ao Shigueru com meu irmão e estava meio que vazio, como de costume, a noite geralmente é bem tranquilo. Sentamos numa mesinha para escolher do cardápio e logo fizemos nosso pedido, um combinado de sushi e sashimi e um teishoku !

Nós fomos muito bem recebidos lá e nos ofereceram missoshiro e bancha enquanto aguardávamos. Não vou negar, para o meu gosto demorou um pouco mais do que eu gostaria, mas no final de tudo certo, o pessoal do Shigueru é super atencioso e tomam um cuidado extra com as embalagens.

Voltamos rapidamente para casa, vejam só nosso pedido:

E agora sem os saquinhos, hahaha:

Vejam que a parte de cima é a do teishoku, compreendendo um delicioso gohan, alguns nigiris, salmão grelhado, shimeji e alguns sashimis. Além disso as duas sopinhas ao lado são a famosa missoshiro e chawn mushi que é um caldo de frutos do mar super reconfortante.

Tudo estava ótimo, com exceção do salmão grelhado, eu esperava algo melhor sem dúvida nenhuma, ou talvez eu tenha um salmão grelhado em mente muito excelente, como o do Yakitori Mizusaka.

Agora o principal para mim:

O combinado Matsu do Shigueru! Vejam que belos sashimis e sushis que eles preparam, é incrível como o nível é sempre mantido, sem palavras, muito bom mesmo. Os sashimis são fartos e os nigiris possuem o tamanho perfeito.

Além deste combinado, ainda veio para acompanhar ótimos tekkamakis (hossomakis de atum):

Na verdade, bons entendedores dirão que esse hossomaki na verdade são tekkamakis negui, ou seja, atum com cebolinha! Estavam demais mesmo, é sem dúvida o meu hossomaki preferido!

O jantar foi ótimo, comemos em 4 mas o ideal seria para 3 pessoas mesmo, o valor saiu mais ou menos 160 reais. Não sei como é o serviço de delivery do Shigueru, se tudo chegaria bonitinho ou não, mas sem dúvida nenhuma vale a pena fazer um pedido e levar pra casa!

Abraços

Gourmet San

Rodízio de Temaki e Robata no Ras!

Olá a todos,

Hoje faço uma review de um dos poucos restaurantes japoneses em São Paulo especializados em algum tipo de serviço, e que fogem dos batidos rodízios de sushi. O Ras Robata & Art Sushioferece um rodízio que se foca apenas em temakis e robatas, que são os espetinhos grelhados japoneses! Eles possuem duas unidades, mas a que eu visitei foi a da Av. Corifeu de Azevedo Marques, 795 – Butantã, tel 11 2308-4062 .?

No mesmo endereço antes funcionava um outro restaurante japonês, o Hai Sushi Bar, que sempre estava vazio e acabou fechando. Logo de cara dá pra ver as diferenças que o Ras já fez no local e que são contrastantes! As paredes antes pretas agora são brancas, deixando o ambiente mais claro, espaço com mesas do lado de fora, mesas mais bonitinhas etc!

Outro ponto importante é o preço, rodízio de temaki e robata por R$ 42,00 em dias de semana e R$ 46,00 de final de semana! Qualquer rodízio bom por menos de 45 ou 50 reais já vale a pena, pois hoje o que mais tem são rodízios caros e que não valem nem um pouco a pena.

A noite estava fria, o ambiente já tinha mais 2 ou 3 mesas ocupadas, logo sentei, perguntei sobre o sistema e preço e logo me decidi pelo rodízio mesmo. Outro ponto que logo me deixou feliz foram os cartõezinhos para marcar o que queremos, vejam abaixo:

Isso é super comum nos EUA, quase todos restaurantes japoneses lá possuem esses cartõeszinhos, apenas para o Ras melhorar ainda eu recomendaria eles já deixarem um potinho na mesa já a disposição, inclusive com os lápis ou canetas.

Fiz um pedido longo até, hahaha e o pessoal do Ras é bem rápido, vejam só o que pedi…

Temakis num tamanho ótimo para se degustar diversos, alga crocante e o recheio chega até o último bocado. Vale a pena comentar que o wasabi foi recém feito pois estava macio, exalando aroma e verdinho claro.

Vale a pena comentar que fiquei surpreso em polvo estar incluso na lista de temakis, estava bom, apenas gelado demais para o meu gosto, o polvo é melhor em temperatura ambiente. Aproveitando, vejam o temaki de camarão empanado abaixo, estava delicioso! Mas ter o rabinho para ser mordido e retirado acho meio inconveniente, eles poderiam servir sem o rabinho mesmo, ou cortado ao meio na transversal.

O hot roll também foi feito na hora, estava quentinho, crocante e bem gostoso, só faltou um pouco mais de molho tarê:

O primeiro round foi ótimo, agora era hora do segundo! Pedi um repeteco dos temakis e do hot roll! Eu também explorei um pouco mais o cardápio e valeu muito a pena!

Pedi o onigiri de porco defumado!

Para quem não sabe, onigiri é um prato super tradicional japonês e geralmente faz parte dos bentôs (marmitas japonesas) e é comum as crianças japonesas levarem para a escola! Este do Ras estava quentinho, muito reconfortante!

Também pedi uma das robatas, como sou meio carnívoro escolhi a de costela bovina com tempero de alho, simplesmente demais!

Para quem gosta de robatas, há muitas opções e diversas vegetarianas.

De “sobremesa” pedi um temaki de salmão com morango, que o Mori Sushi já me ensinou que combinam muito bem:

A experiência no Ras foi ótima, vale a pena dizer que o gerente do local é super gente fina e deixa você bem a vontade, por exemplo, gostei muito de ele dizer para eu “mandar bala” quando estava escolhendo os temakis.

Eu acho que retornarei, mas acompanhado pois já recomendei para muitas pessoas!

Abraços

Gourmet San

Kiraku o “Friturinha” – o almoço no Itaim que eu procurava!

Olá amigos que acompanham o blog do Gourmet San!

Hoje uma review de um restaurante que foge um pouco dos padrões dos últimos que eu tenho visitado. Estou falando do Kiraku, conhecido no boca a boca e carinhosamente por “Friturinha” . Ele fica localizado na Rua Prof. Atílio Innocenti, 227 Itaim Bibi, (11) 3079-4345.

Ele tem aparência de um restaurante self-service comum, como aqueles que você vai comer  um bom arroz com feijão. O estilo por kilo está em toda parte, nas mesas, ambiente, serviço e maneira de posicionar comida também. com a diferença que é um buffet apenas de comida japonesa, ou seja, não é um lugar com pessoas granfinas onde você faz contas para não gastar uma fortuna no almoço porém ao seu lado vë alguém pagando 150, 200, 300 reais. Todos estão ali pagando o mesmo e comendo o mesmo, é a arte do self service. =D

O buffet do Kiraku sai por volta de 45 reais e vale cada centavo! O sushiman é habilidoso e rápido, apesar de sério e com poucas palavras. As opções são todas bem satisfatórias, sashimi de salmão, atum (belo atum a propósito), peixe branco e também algumas variações, como salmão com um molho de alcaparras a o que me pareceu.

Os sushis são satisfatórios e de bom tamanho, sobretudo os nigiris de salmão e uramakis, onde tem até de camarão empanado! Que que é isso, fiquei muito surpreso. Outro sushi que me agradou muito foi o gunkan de salmão batido. Vejam um dos meus pratos:

Hahaha mandei bem né? Camarão empanado delicioso e quentinho, harumaki, uramakis de salmão e camarão, sashimi de salmão e de salmão com alcaparra, gunkan sushi de salmão, shimeji e guioza. Tudo muito mas muito gostoso mesmo, o único ponto negativo é o molho agridoce do harumaki (rolinho primavera) o sabor poderia ser bem melhor, parece que algum ingrediente está em quantidade desproporcional, é um receita que o Kiraku deveria rever.

Vocës devem ter visto que a parte dos pratos quentes também é boa! Tem de tudo: shimeji, guioza, yakisoba, rolinho primavera, tempurá e o melhor de tudo, vocês já sabem: o camarão empanado! Simplesmente delicioso mesmo, eu já vi gente encher um prato inteiro só de camarão empanado! Ok. não é o melhor de todos que já comi, mas o custo benefício é ótimo! Só de ter camarão já é surpreendente!

Vejam um outro prato que eu fiz:

E também um terceiro prato!! Olhem só:

 

Humm…vocês devem estar algo estranho, certo? Como eu consigo  comer 3 pratos assim no almoço! Mas esses pratos correspondem a 2-3 visitas que já fiz ao Kiraku, pois é acabei indo lá seguidas vezes num tempo bem curto, realmente gostei muito!

Gostei do preço, da comida, do serviço, do ambiente. No meio do Itaim, almoçar uma comida japonesa honesta de forma relaxada e descontraída. Apenas um ponto importante: amigos meus que me apresentaram o “Friturinha” disseram que ano pasado o buffet saía por 38 reais e agora já está 10 reais mais caro! É… eu acho que o preço atual é honestíssimo, mas se ultrapassar os 50 reais acho que ficará um pouco carinho…

Mas gente, quase esqueci, tem sobremesa também! Gelatina e salada de frutas, ambos muito bons!

Não percam chance de almoçar no Kiraku, ou melhor dizendo, o “Friturinha”, vale bem a pena, só se preparem para trabalhar a tarde com a barriga cheia

Abraços

Gourmet San

 

 

 

 

Restaurante Jam Warehouse – Um conceito diferente com altos e baixos

Olá a todos amantes de um bom arroz temperado com uma fatia de peixe fresquinha!

Hoje o Gourmet San visitou um restaurante que é bem pop aqui em São Paulo, mas poderia ser mais até. É o restaurante japonês Jam Warehouse, localizado na R. Lopes Neto, 308 – Itaim Bibi, Tel 11 3473-3273 (www.jamwarehouse.com.br). Ele também possui uma unidade no Jardins, na Rua Bela Cintra, 1929 .

O conceito do Jam é bem diferente da grande maioria dos restaurantes japoneses da cidade. Ele possui um ambiente escurinho que parece mais um bar “descolê-moderninho” com luz de velas nas mesas e iluminação indireta, gostei muito apesar de um pouco escuro demais para o mim, gosto de enxergar bem a comida, hahaha! A música de fundo é excelente, MPB com aquele toque pessoal de cada intérprete e a partir das 20h tem música ao vivo que não cheguei a presenciar. Vale a nota que, a partir que o músico começa a tocar, o couvert de 7 reais será incluído na conta.

Cheguei, me deparei com toda essa ambientação que comentei acima e fui direto pro balcão. Balcão comprido em “L” e que estava praticamente vazio, com exceção de um cliente bem falante e que sem dúvida vai sempre a casa pois chamava todo mundo pelo nome.

Demorei um pouco para ser atendido, nenhum garçom me dava o cardápio ou me atendia, precisou o sushiman me comprimentar e pedir para me darem o cardápio (valeu sushiman). Aliás já digo logo aqui, todos sushimans bem gente fina para uma primeira visita ao lugar.

Pedi um bancha que era cortesia, vejam só que beleza, adoro quando trazem o bule, pra mim é sinal de generosidade:

Foi difícil decidir o que pedir, o cardápio é bem grande e possui inúmeras opções de combinados. Após consultar o sushiman, optei por um combinado com 9 sashimis e 9 sushis que era um nível acima do combinado mais básico. O valor achei um pouco salgado, 67 reais! Mas claro fiquei na expectativa do que viria.

Depois de um tempinho, um pouco mais do que o devido, veio meu combinado (o sushiman na minha frente pediu para um outro acelerar e dar prioridade ao meu, acho que percebeu que eu estava ficando meio impaciente). Vejam abaixo o combinado:

 

Não vou negar que a priori fiquei um pouco decepcionado que os “sushis”  não eram nigiris, mas por outro lado fiquei espantado com a criatividade, praticamente todos sushis inéditos para mim, mandaram muito bem! Eu sou fã de enrolados (makis) também! Vejam uma outra foto:

Todos estavam super saborosos e possuíam um caráter único, apenas um que não gostei, o que tinha doritos em pedacinhos em cima, não vejo motivos para isso, não combina em nada ao meu ver… Muito diferente da batata doce fritinha bem fininha, que complementa muito bem o sabor do sushi.

Também me impressionei com o enrolado com ovo, vejam só a esquerda um enrolado que, ao invés da alga nori, ou o arroz do lado de fora, possui esse amarelinho, é ovo, surpresa grata!

Agora, PARA! PARA! PARA TUDO! Eu sempre como gengibre entre cada sushi, é ótimo para limpar o paladar e se preparar para o próximo sushi. Durante esses anos comendo sushi jã provei uns mais docinhos, outros azedos, uns macios, outros duros. Mas o do Jam Warehouse é sem dúvida o melhor gari que já comi. Assim que provei perguntei pro sushiman se eles faziam o próprio gari, ele olhou pra mim e disse que sim, perguntando depois se estava bom ou ruim, minha resposta foi: Uma delícia!!!

 

Ele confirmou que sim, eles preparam e fazem uma mistura com uns ingredientes que não ia passar. A questão é, o gari fica super macio, um pouco cremoso e super docinho! Sensacional, estou fincando até com água na boca!

Seguindo, depois dessa êxtase do gengibre, vamos falar sobre os sashimis. Não tenho muito a declarar, estavam ok, e servir peixe prego é covardia, a um preço deste, poderia ser algum peixe melhor ou com um preparo especial, justo seria servir polvo, por exemplo.

Após esse combinado peguei o cardápio de novo e pedi duas unidades de sushi, um de vieira especial (com salmão chamuscado) e outro de salmão chamuscado e trufado. Acho engraçada essa mania de colocar “trufado” em tudo hoje em dia, parece que é um procedimento todo meticuloso, quando se trata apenas de colocar azeite trufado por cima. A dupla saiu por 21 reais se não me engano, vejam os dois sushis abaixo:

O de salmão chamuscado e trufado estava bom, incrível como a técnica de chamuscar somando-se ao azeite trufado trazem uma combinação tão boa assim! Apenas achei o nigiri um pouco pequeno, também, quando lembramos os do Régis Shiguematsu do Nakka, fica páreo duro para qualquer um.

O de vieira é um equívoco por parte do restaurante, foi uma das primeiras vezes que a vieira não ficou nem perto daquele refrescância característica. E além disso, a mistura com o sabor do salmão chamuscado (é o que pareceu) por cima, fez com que o sabor da vieira ficasse bem encoberto, precisam mexer nesse sushi com urgência.

O Jam acaba sendo uma ótima opção para quem quer um ambiente bem intimista e diferente, a música ambiente e ao vivo é um diferencial, sem dúvida. Os enrolados também são bacanas, apesar do combinado ter um preço salgado. Aliás, vendo o cardápio do Jam dá pra ver que eles não tem nada barato, se não me engano, não tem 1 ou 2 pratos abaixo de 20 reais, tudo acima, incluindo os temakis. Isso parece uma estratégia comercial de preços mesmo (nada contra, deixo claro!). Porém os combinados maiores ficam num preço mais ok. Recomendo ir em casal, para um primeiro encontro ou um jantar romântico ou num grupo maior.

Abraços

Gourmet San

Sushi Deck – rodízio com boas opções e atendimento mas faltando empenho

Olá todos amantes de um bom rodízio de sushi!

Como prometi um tempinho atrás, vou me focar em visitar novos restaurantes, principalmente os que vocês leitores me indicam! =)

Claro que não é fácil pois recebo muitas indicações de vocês, o que é muito gratificantes, mas não é possível visitar todos, mas farei o máximo possível a partir de agora!

Desta vez, por uma indicação também, visitei o Sushi Deck, restaurante japonês localizado na Rua Leopoldo Couto Magalhães, 539, tel 2538-6550, fica bem em frente ao Kappa & Kanashiro e bem perto do Shigueru!

O restaurante fica realmente no que parece um deck, a porta não fica no pé da rua, achei bem bacana esse recuo, você chega e tem uma portinha de correr. Logo que você entra vê que um grande diferencial é o ambiente, muito mas muito bacana mesmo! Tudo é legal, a iluminação, a decoração, as mesas possuem diversos tamanhos e inclusive há algumas mais compridas para 6 ou mais pessoas. Na parte de trás do restaurante tem tatames e um jardim muito bonito também:

Eu estava sozinho, então sentei numa mesa pequena no canto para aproveitar meu almoço. A boa vontade de todos garçons é algo extraordinário, juro, acho que fui atendido por todos no recinto, super boa vontade e disponíveis.

Fui rapidamente atendido na mesa, me perguntaram se era rodízio mesmo e aproveitei para confirmar que o preço do rodízio é R$56,90. Os pratos rapidamente começaram a chegar.

O primeiro foi ótimo, um carpaccio de salmão com azeite, cebolinha e flocos de sal, tudo combina, mandaram muito bem.

Muito mas muito bom mesmo, esse saiu no capricho, a combinação de todos elementos do prato é ótima, recomendo!

Na sequência chegou o único prato quente que eu pedi, o shimeji. Para minha enorme surpresa veio uma mini chapa quente de surpresa, vejam abaixo:

É a 1a vez que vejo servirem porções individuais de shimeji numa quantidade boa e numa chapa quente. Geralmente servem, mesmo para uma pessoa, numa chapa imensa de shimeji, ou servem num potinho um shimeji a caminho de esfriar.

Na sequência me trouxeram um temaki de salmão com gergelim que estava bem no padrão, nada a declarar.

Também me trouxeram o combinado de sushi e sashimi. Ele estava ok, mas antes vale a pena comentar um ponto…

Quando chegou o combinado, percebi que não vieram alguns sushis que tinham me recomendado, então chamei um dos garçons e perguntei sobre o jow com shimeji chamuscado e um outro sushi flambado, ambos que um leitor aqui do blog me indicou falando muito bem. Para minha surpresa, o flambado só estava sendo servido a noite, então fiquei com o chamuscado mesmo, enquanto ele não chegava comi o combinado:

Os nigiris de atum estavam honestos e o de salmão chamuscado estava gostoso. O curioso foi esse nigiri de salmão skin, super laranjinha, ele veio bem crocante, parece que foi de certa forma empanado em cima, bem diferente. Os sashimis vieram ok e outro ponto que gostei foi do hot roll, infelizmente veio 1 só =(, e os 2 baterás também estavam melhores que o restante.

Agora voltando ao sushi chamuscado, o leitor estava certíssimo, que delícia! Jow de peixe-prego com shimeji chamuscado em cima, nossa demais, muito bom mesmo, os sabor do peixe prego combina super bem com o shimeji, que tem seu sabor realçado ao ser chamuscado. Me surpreendeu! =) Dá água no boca só de lembrar!

Ao terminar o combinado, perguntei se eles possuíam sashimis selados, que o leitor também havia me indicado, eles disseram que sim, e pedi uma porção de cada: salmão, atum e peixe branco. Eles vieram bem rápido, vejam abaixo:

Claro, eles não estavam nenhum primor, mas bem gostosinhos sim. Sabe, é isso que me deixa desanimado as vezes…o restaurante tinha tudo para mandar bem, enviando, sem eu ter de pedir, o que eles tem de melhor e mais diferente: sushis flambados, chamuscados e sashimis selados, mas não…você tem de pedir ao garçom, é absurdo, praticamente jogar fora seu trunfo! E olha que eu só comi esses pratos pois me avisaram antes, se eu não soubesse, eu diria que o rodízio seria justo por uns 45,90! Mas como eles realmente possuem alguns pratos diferentes, eu acho que o valor justo seria por volto de 50…52 reais.

Sushi Deck, fica a dica, mesmo que uma pessoa sente sozinha, é a grande chance de conseguir um cliente para sempre, sirva logo de cara o ótimo carpaccio, o sushi chamuscado e também o flambado, depois no combinado, já envio os sashimis selados também, seria uma refeição que impressionaria em todo prato. Não caiam no erro de querer servir o módico, o comum, isso é só pior para vocês mesmo.

Abraços

Gourmet San

 

 

Lego e Sushi

Dois artistas, um fotógrafo e um estilista criaram uma sequência de imagens com uma combinação de Lego e Comida, a de comida japonesa você confere abaixo, as restantes você confere aqui.

Um farto almoço de sábado no buffet do Hideki Pinheiros

Olá a todos!

Fazia muito mas muito tempo que eu não ia ao Hideki! Um tempo atrás, quando eu trabalhava mais próximo ao Hideki que fica localizado na R. dos Pinheiros, 70 – Pinheiros, São Paulo, Telefone:(11) 3086-0685, cheguei a ir algumas vezes para o delicioso e completo buffet que eles oferecem no almoço e uma vez também provei o rodízio que acaba sendo um pouco caro demais (+ de 90 reais!)

Eu estava passeando com minha companheira pelo bairro de Pinheiros e queríamos comer um bom sushi, não estávamos no pique de algo caro, bom porém em pouca quantidade, como o Tanuki, nem em algo tão ruinzinho como aqueles rodízios mais simples…Pensamos logo no Mori, porém já vamos lá com bastante frequência, então lembramos de 2 buffets ótimos de almoço, o Yashiro e o Hideki! O primeiro sai por 65,00 e o segundo por 75,00. Sim o Hideki é mais carinho mesmo, porém eu acho que o buffet é um pouco mais organizado e apresentável. Outro motivo é que eu sempre sempre falei do Hideki e nunca a tinha levado lá ainda!

Chegamos cedo, 12h30, e já estava bem cheinho até! Sentamos na parte do salão que fica perto do imenso balcão que o restaurante possui. O sistema não tem segredo, você pega um prato, um pegador de metal e percorre os pratos frios (sushis, sashimis, enrolados, carpaccios) e também os quentes (guioza, tempurás, bolinhos, grelhados etc) e retorna para sua mesa.

Eu, como sempre, pedi um bancha (chá cortesia), minha companheira pediu um suco delicioso e que sempre tomamos, um de abacaxi com hortelã, porém a grande surpresa veio na conta: 10 reais! EXATAMENTE , 10 reais um suco, e não to falando de uma jarra e sim de um copo, absolutamente ridículo Hideki…

Bom, mas vamos ao buffet e os pratos que fiz! Geralmente faço 3 pratos em buffets e desta vez não foi diferente, porém o último foi pequeno demais e não teria nada de diferente, então segue abaixo os meus 2 primeiros pratos =)

Primeiro:

Para começar, vamos falar dos pontos bem altos: ostra gigantesca e deliciosa, os tempurás de camarão super bem temperados, quentinhos e crocantes (sempre me pergunto qual o segredo para tempurás assim!). Além disso, os gunkan de ovas também estavam deliciosos.

A variedade de sashimis é incrível, realmente mais de 6-7 opções e todos bons, sobretudo os de atum e polvo (super macio).

O único ponto baixo vem agora, o arroz dos nigiris estavam frios demais! O Hideki tem a ótima iniciativa de colocar as bandejas de sashimi sobre uma camada de gelo (para ele ficar fresco por mais tempo), porém colocaram também as bandejas de nigiri, o que é um erro. Qualquer pessoa que conhece um pouco mais de comida japonesa sabe que a temperatura do arroz tem de ser ambiente e não fria. Porém a variedade de nigiris é tão boa quanto a de nigiris, se não melhor, recomendo!

Vamos ao segundo prato:

Como vocês podem ver não resisti e peguei um repeteco da ostra, do tempurá de camarão (que tinha acabado de sair), do gunkan de ovas, do baterá entre outros.

De novidade, tive de pegar o guioza, que minha companheira super especialista em guiozas disse que era um dos melhores que ela já tinha comido, e realmente estava demais! Peguei também um pouco de uma lula e de shimeji, que vocês podem ver ao lado do guioza, ambos muito bons mesmo.

Nesta foto vale a pena notar o sashimi de atum, cortado na perpendicular, perfeição. Isso mostra que os sushimans do Hideki tratam o sushi do buffet da mesma forma que numa refeição a la carte!

Bom, foi isso gente, almoçar num buffet como esse sempre vale a pena, comida de alto nível, incrível variedade, fartura, bom serviço. O único ponto realmente negativo foi o preço do suco, 10 reais é um assalto. Claro que 75 também não é barato, de verdade, a melhor opção seria eu comer o buffet por 75 e a minha companheira pedir a la carte, como um tirashi, teria valido mais apenas!

Abraços

Gourmet San