Home / Preço / De 50 a 70 reais / Mori Restaurante Sushi Bar Perdizes – bom preço e sushi!

Mori Restaurante Sushi Bar Perdizes – bom preço e sushi!

Olá todos amantes de um bom sushi contemporâneo!

Diferente da última review que escrevi, sobre o tradicionalíssimo Hamatyo, hoje voltamos a falar um pouco mais sobre sushis mais moderninhos e criativos mas que encontramos de forma realmente deliciosa apenas nos melhores restaurantes japoneses de São Paulo. A visita foi no Mori Restaurante Sushi Bar em Perdizes, localizado na Rua Melo Palheta, 284, tel 11 3676-1917, http://www.morisushi1.com.br/.

Agora ATENÇÃO! Este não é o restaurante Mori Sushi da rua da Consolação e que o Gourmet San, o restaurante de hoje é um outro Mori. O Mori Restaurante Sushi Bar Perdizes existe desde 1992, mais do que o outro, que completou 8 anos agora em 2012, porém se as duas casas tem uma coisa em comum é o foco no atendimento no balcão, isso você percebe logo de cara quando chega ao restaurante

A rua do restaurante é extremamente calma e porém estacionar o carro não foi das tarefas mais simples, mas no final conseguimos parar a 1 quadra e meia do restaurante, a frente do restaurante não é das mais chamativas e arrumadas e isso é uma impressão que te acompanha em todas as partes, o Mori Restaurante não é bem cuidado visualmente, mas falarei disso no final. A casa possui 2 andares, a de cima com mesas apenas e a debaixo com algumas mesas e o balcão. Mas nem pense, se dirija logo para a parte de baixo onde há um dos maiores balcões que já, talvez até maior do que o do Hideki Pinheiros. Ele circunda o ambiente onde uns 5 ou 6 sushimans tem sua própria bancada para trabalhar. A geladeirinha onde ficam os peixes é uma só e fica no centro do espaço dividido pelos sushimans, eles ficam de costas para ela e cada um vira para pegar o necessário. Ela infelizmente aparenta ser bem velhinha, eu trocaria com urgência.

Vamos logo falar do que realmente interessa, que enche a barriga e satisfaz a alma: comida, neste caso, deliciosos sushis! =) O rodízio do Mori Restaurante Sushi Bar em Perdizes custa 58 reais, acompanhem nossa refeição!

Tivemos que esperar um poquinho pois havia fila para os aproximadamente 20 lugares no balcão. A noite estava meio fria então resolvemos pedir uma missoshiro pra esquentar.

Tínhamos pedido também uma porçãozinha de guioza e shimeji, porém a cozinha quente do Mori Restaurante não foi tão veloz.

Após esperarmos uns 15 minutos, chegou nossa vez. Quando o garçom nos levou até o balcão onde tinha 6 lugares disponíveis, pedi para sentar mais no centro, ficar na porta do banheiro é bem inconveniente não acham?

Nosso sushiman da noite foi o Sérgio, bem habilidoso e rápido, no começo meio calado, mas depois se comunicou mais. Falamos que só não era para exagerar no creamcheese e que ele estava liberado para servir qualquer prato diferente.

Logo de cara uma surpresa ótima e inédita, junto com o nabo ralado eles colocam uma porção generosa de couve frita! Assim os clientes podem se servir como bem quiserem e misturar com qual sushi preferirem. Junto com oom a couve fritinha, belos sashimis de salmão e esses outros enroladinhos a direita. O salmão estava muito bom, um pouco superior a média que encontramos por aí.

 Os enroladinhos são uma total inovação, não o recheio, mas sim a casquinha. Eles são de salmão e creamcheese, até aí tudo bem né? Mas a casquinha é feita com massa de harumaki, isso mesmo, rolinho primavera! Logo que mordi e senti a crocância perguntei ao Sérgio sushiman o motivo de ser assim. Quando ele me respondeu que era feito com massinha de harumaki eu fiz: Ahhhhh, faz todo sentido! Mandaram muito bem!

Essa parte acima foi acompanhada logo depois do restante que vocês podem ver abaixo, vamos falar de cada um!

Hummmm vocês viram né? A porção de couve frita é generosa! Vejam os outros sushis, ali na esquerda os que já comentamos, feitos com massinha de rolinho primavera. Seguindo, não vou esquecer dos ótimos hot rolls ali em cima e desses sushis com cobertura de salmão abaixo. O que eu gostei do Mori Restaurante é que eles não economizam nas fatias de salmão.

Perceberam o que eu falei? Muitos restaurantes fazem esse sushi com lâminas de salmão, mas no Mori Restaurante elas estavam bem generosas, gostei muito! Aprovado! Depois de ter tirado essa foto ainda fui pego de surpreso por algo extra e que lembra muito o Mori Sushi da Consolação, camarõezinhos empanados com molho tarê! Vejam abaixo:

Algo que aproveitei para fazer e que eles nos dão a opção de fazer é montarmos nossos próprios sushis. Foi o que eu fiz, peguei uma fatia de sashimi de salmão, um camarãozinho empanado e um pouco de couve frita com molho tarê, essa junção é matadora! Infelizmente não tirei dele, mas eu fiz uma invençãozinha e usei a couve frita:

Após essa primeira rodada de sushis servida pelo sushiman Sérgio, finalmente chegaram as entradas quentes, realmente demoraram um pouco mais da conta, mas beleza, eu nem lembrava mais delas com tudo que já tinha sido servido! Chegaram o shimeji, guiozas e tempurá de legumes!

A porção de shimeji veio bem generosa e os shimejis estavam muitíssimo bem temperados e com ótimo caldo também, porém acabei deixando de lado um pouco pois queria me focar nos sushis. Como eu disse, também vieram os guiozas:

Um pouco queimados demais, passaram do ponto,  parece que eles não estão muito acostumados em pedidos por guiozas. O recheio estava ok, era o tradicional com carne suína, mas realmente servir frito não é a melhor maneira.

Por fim, o terceiro prato quente, o tempurá de legumes. Eles foram empanados separadamente e a massinha estava bem sequinha, mandaram bem, mas nada de excepcional, vejam abaixo:

De todos esses pratos quentes, o único que eu não repetiria é o guioza, tanto o shimeji como o tempurá estavam gostosos, mas nada excepcionais.

Bom, esse tempinho que ficamos focados nos pratos quentes que chegaram atrasados foi suficiente para o sushiman Sérgio nos servir mais alguns sushis:

Um deles é esse branquinho acima, logo de cara não fiquei muito entusiasmado pois ele parece mais uma sobremesa do que um sushi. Sérgio logo explicou que essa fatia de cima é de abacaxi. Reconheço que não foi ruim não, apenas diferente, quem gosta de sushi com fruta irá aproveitar mais que eu, vale a pena conferir!

Seguindo, Sérgio nos serviu o que ele chama de sanduíche, que é um sushi com salmão, salmão skin e arroz:

 

Reconheço que eu esperava um pouco mais desse sushi pelos ingredientes, acho que fui com a expectativa muito alta. Não sei o que faltou…talvez o salmão pudesse estar um pouco mais gelado, ou o skin mais crocante. Sabe quando você come algo e não consegue identificar os ingredientes na sua boca? Foi meio isso que aconteceu…Mas mesmo assim ele foi um sushi inédito né! O Mori Restaurante tem seu mérito.

O último desses sushis diferentes que nos serviram foi esse abaixo. Salmão grelhado com creamcheese, com um cobertura de salmão e uma lâmina de manga. Eu não sou muito fã de sushis com frutas como eu disse acima, e principalmente com manga, mas nesse mal pude sentir o sabor da fruta. Ele estava gostoso, mas nada de especial, segue abaixo a foto:

Bom, chegando nessa parte do jantar o sushiman já tinha nos perguntando o que gostaríamos de comer que não tinha sido servido ainda. Eu então citei polvo, atum e o peixe branco, que neste caso era o Meca!

O atum demorou um pouco, segundo o Sérgio, ele mandou buscar lá em cima e eu vi quando chegou um belo lombo do peixe vermelho. Enquanto isso ele nos serviu o Meca e um sensacional sashimi de polvo!

O peixe Meca é um peixe que me assusta um pouco quando vou ao CEASA, ele é enorme e os pedaços de peixe expostos não parecem muito propícios para um sashimi. Não dá para enxergar possíveis cortes nem nada. Mas ele estava gostoso, confiram abaixo:

O sashimi de polvo veio com uma característica única, zero porcento borrachudo. De verdade, quando eu mastiguei os pedaços de polvo perguntei a mim mesmo se aquilo era polvo, pois foi o polvo menos borrachudo que comi na vida. Super macio e gostoso e como eu disse ante e gosto de frisar, foi o polvo menos borrachudo que já comi, e olha que eu considero ser um pouco borrachudo uma característica própria do polvo.

Sinceramente? Eu acho que eles poderiam até dar um passo a frente e servir algum molho junto com esse sashimi de polvo, aí seria mais top ainda!

Logo em seguida nos serviram o atum:

Ele estava com uma boa grossura, assim como sabor, bem característico do atum, não foi o melhor atum que já comi, porém foi acima da média que geralmente servem em rodízio, além de que não foram econômicos, o que é o principal, o pior é ficar pedindo mais e mais sushi e sashimi quando você pede algo extra.

Após esse sashimi de atum, começou a melhor parte do jantar, por incrível que pareça! Eu tinha pedido ao sushiman Sérgio que nos servisse o que ele bem quisesse e que ele estava livre para invencionices. Pois bem, eles nos serviu mais 2 pratos para fechar a noite, ambos inéditos para mim e sensacionais! Vejam a seguir.

O primeiro foi um enrolado com recheio de camarão empanado, envolto por salmão e chamuscado no final, servido com couve crispe e molho tarê, uma apelação sem limites de sabor.

Saiu no capricho né? O loco! Me dá água no boca só de lembrar…esse prato me faz pensar e algo importante para fazer sushi em casa: um mini maçarico! Esse prato é dos melhores que já comi e entrará numa lista dos melhores sushi servidos ao Gourmet San! Esse merece mais uma foto sem dúvida:

Bom, seguindo, mais um prato inédito e que me surpreendeu muito. O sushiman Sérgio aproveitou o ótimo polvo que eles possuíam no dia e fez um prato inesperado também. Foi meio que um sushi jow deitado de salmão com recheio de polvo e um molho apimentado a base de limão, shoyú e tabasco. Este molho por sua vez servido num limão estilizado. Eu confesso que sou um pouco fraco em pimenta (mas não wasabi heim! haha) então achei o molho um pouco picante demais, mas estava uma delícia. Não tão bom quanto o outro, mas sem dúvida fora de série e inédito também, deem uma olhada!

Muito bonito não é mesmo? Para mim esse é o típico prato que com mais um pouco de toque ou desenvolvimento pode simplesmente ficar espetacular pois ele já é muito bom. Esqueci de falar que ele ainda veio coberto de gergelim, merece um zoom também:

Muito bom tudo isso né? Realmente o sushiman Sérgio conseguiu fechar nosso jantar com chave de ouro. A comida toda foi ótima!

Porém nem tudo é nota 10 no Mori Restaurante Sushi Bar de Perdizes…sim exato! Vamos falar dos pontos fracos pois são muito importantes! O espaço infelizmente não está bem cuidado, falta bastante reforma, sobretudo na bancada dos sushimans e em sua área de trabalho. Além da geladeirinha velha que citei no começo do post, as torneirinhas também estão horríveis! Eu diria que a reforma é urgente, uma renovação ali faria muita diferença.

Eu faço questão de discutir esse ponto pois o ambiente influi muito em nossa percepção geral de um experiência gastronômica. Não acho que seja um lugar que eu recomendaria para um casal que busca algo mais arrumadinho ou “romântico”, apesar de ter visto alguns casais lá. Eu recomendaria para grupo de amigos, família, ou para quem curte um jantar em rodízio em balcão. Se você não liga para que o ambiente seja muito sofisticado já acho que valha a pena. Mesmo com o ambiente deixando a desejar, eu voltaria ao restaurante sem dúvidas nenhuma, principalmente com uma qualidade de comida tão boa, serviço e bom preço!

Gourmet San vai ficando por aqui que já deu muita fome! Até a próxima!

 

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*