Home / Curiosidades sobre sushi / Especial Dia das mulheres: guia de como manter a dieta no rodízio de comida japonesa. Por UOL

Especial Dia das mulheres: guia de como manter a dieta no rodízio de comida japonesa. Por UOL

Olá a todos!

Feliz dia das mulheres! Hoje o Gourmet San traz a vocês uma matéria especial para quem não quer comprometer a dieta e não deixar de ir em rodízios de comida japonesa! Tenho certeza que interessa a muitas pessoas, mas sobretudo às mulher, correto? Não não estou chamando vocês de gordas, mas vocês se preocupam bem mais com a saúde! =)

O UOL fez uma reportagem dias atrás abordando os cuidados ao ingerir os pratos mais comuns da culinária japonesa servidos nos rodízios de sushi! Para ler a boa reportagem clique aqui.

Porém é sempre bom um resumo, certo? A reportagem traz muitas informações então o Gourmet San fez um compilado para ajudar vocês a ter uma idéia de como se controlar num rodízio de sushi e não estragar a dieta. 

Primeiro passo: foque-se em não abusar, segundo Roseli Rossi, nutricionista da clínica Equilíbrio Nutricional“os ingredientes da culinária japonesa são saudáveis e ricos em nutrientes que ajudam a emagrecer, mas ainda assim é preciso ficar atento à quantidade de comida ingerida”. Ou seja não imagine o rodízio japonês pela fartura e sim pela variedade servida!

Shimeji: 

  • Reportagem UOL: a nutricionista Rossi dá a dica de começar pelos cogumelos shimeji ou shitake, sem manteiga e com pouco molho shoyu. “Esses cogumelos devem ser consumidos primeiro, pois têm poucas calorias e proteínas de alto valor biológico que dão sensação de saciedade e fortalecem o sistema imunológico”, afirma.
  • Gourmet San: não se deixem levar por essa dica da reportagem, onde já se viu shimeji sem manteiga? Eles são banhados em manteiga, vá com muita calma, apesar de ser gostoso eles enchem a barriga mesmo e você não conseguirá comer muitos sushis depois.

Shoyu:

  • Reportagem UOL: “O molho é rico em sódio, mineral que provoca retenção de líquido e deixa a pessoa mais inchada”, explica Rossi. A nutricionista indica trocar o shoyu tradicional pelo light, que tem redução de 35% do sódio.
  •  Gourmet San: não abusem do shoyu, segundo a cultura e etiqueta japonesa, após você terminar de usar o shoyu não deve sobrar nada no pires, então sempre coloque pouco. O shoyu é como se fosse o sal, serve para salgar e aumentar o sabor do prato. Agora me diz, antes de comer no dia-a-dia você pega sua garfada e mergulha num pires cheio de sal? Não né, então não faça isso com o sushi.

Sushis e Temakis:

  • Reportagem UOL: devem ser consumidos com moderação. “Como são feitos de arroz, o carboidrato em excesso pode atrapalhar a dieta”
  • Gourmet San: vai muito além de ser só o arroz, o tempero que vai nele contém muito açúcar! Eu diria que os maiores vilões do regime no rodízio japonês são o shoyu e o arroz. Os piores sushis para a dieta devem ser os com maionese, cream cheese, salmão skin e molho tarê (50% shoyu 50% açúcar).

Peixes:

  • Reportagem UOL:  todos os peixes presentes na culinária japonesa são indicados pelas nutricionistas, pois além de terem nutrientes importantes, apresentam poucas calorias. “O atum, o salmão e o peixe branco tem ômega 3 e ácidos que previnem doenças cardiovasculares e inflamações”, aponta Rossi.
  • Gourmet San: não é bem assim… existem ressalvas! A reportagem do UOL foi muito generalista! O salmão é extremamente gorduroso, por isso seu sabor tão desejado (é…você achava que era assim de graça? ahah) Outros peixes também o são e não é recomendado comer imensas quantidades pois muitos desses peixes possuem pequenas toxinas que em grande quantidade podem afetar seu organismo.

Frituras:

  • Gourmet San concorda com a reportagem do UOL, exclua todas de sua refeição: harumaki (rolinho primavera), guioza frito, hot roll, yakissoba, tempurá. Esses alimentos extremamente gordurosos são uma adaptação da culinária japonesa aqui no Brasil. Harumaki são bem mais conhecidos na gastronomia chinesa, o guioza é tradicionalmente feito no vapor, hot roll (empanado e mergulhado no óleo, muitas vezes com cream cheese), yakissoba (macarrão frito), tempurá (mesmo sendo o de vegetais não é uma boa).

Espero que tenham gostado! E agora já sabem como não ficar com vontade de comida japonesa mas não comprometer sua dieta! Mas a tarefa é difícil heim…ta loco!

Abs

Gourmet San

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*