Restaurante Nozomi: inovações na ponta da faca!

Olá a todos

Hoje mais uma review bem entusiasmada por parte do Gourmet San! Retornei ao ótimo restaurante japonês Nozomi,  localizado na Rua Eleonora Cintra 1040, tel (11) 2338-3327, no bairro Anália Franco. Infelizmente, diferente do que planejei ao final da primeira review do Nozomi, não pedi o Menu Degustação, fui com o rodízio que teve um leve aumento de preço e hoje sai por R$ 56,90, justíssimo ainda como vocês poderão perceber.

Não optamos pelo Menu Degustação pois estávamos preparados para comer um simples temaki em uma das muitas temakerias da região, porém estavam todas lotadas, então sem pensar duas vezes nos dirigimos ao Nozomi! Um pouco mais cheio do que a primeira vez, entramos e escolhemos o balcão que possuía alguns lugares diferentes, é sempre uma boa opção, principalmente no caso do Nozomi que tem, sem dúvida, um dos balcões mais bonitos da cidade e além disso permite uma interação maior com os sushimans.

O mesmo maitre de antes estava lá, o João simpaticíssimo e gerenciando o salão como poucos. Fizemos nossa escolha pelo rodízio e ficamos na espera ansiosos, afinal além da fome já estar grande, queria ver se o Nozomi havia mudado alguma coisa no cardápio.

As entradas continuam as mesmas, ainda bem!! Lembro bem que foram um ponto forte em nossa primeira visita, então nem bobeamos, pedimos quase tudo, teppan de salmão, shimeji, guioza, tempurá de camarão e o bolinho de carne.

De todas essas entradas, a única que pecou um pouquinho foi o shimeji, não que estivesse ruim, mas para o meu gosto, talvez tenha faltado um pouco mais de shoyo e uma fritadinha a mais na panela, estava um pouco amanteigado demais, aliás, nem sei se eles fazem na panela, parecem utilizar uma outra técnica!

Todas as outras entradas eu repetiria de olhos fechados, nota para o excelente guioza, feito na chapa, super leve e cheio de sabor. Quando como um guioza deste fico pensando como restaurantes tem coragem de fritar um guioza, é praticamente uma afronta!

Seguindo serviram pequenas fatias de teppan de salmão. Eu achei a porção muito correta, não consigo entender restaurantes japoneses que te servem 300g de salmão, você pediu um rodízio por que você quer comer um pouco de tuuudo. O Nozomi acertou na medida, o sabor estava apenas ok.

Ahhh mas claro que não esqueci da melhor entrada de todas, a dupla do bolinho e do camarão. Quando os bares e botecos de São Paulo descobrirem esse filão de comida japonesa, o bicho vai pegar! Esses bolinhos são incrivelmente macios e molhadinhos por dentro e super crocantes por fora, além do molho combinar perfeitamente! Os camarões estavam muito bem empanados e bem saborosos, porém podiam acompanhar algum molhinho também. Pedimos um pouco de tarê para acompanhá-los.

Seguindo, estávamos ansioso pelo ceviche deles, que é preparado um tempo antes para que o limão tenha tempo para cozinhar um pouco os peixes. Vejam abaixo que bonito que estava também. Aproveito para salientar que todos pratos servidos pelo Nozomi são de cerâmica, isso faz uma diferença enorme para a apresentação.

Chegou a hora dos sushis e sashimis. Assim como da outra vez nigiris belíssimos e peixes de ótima qualidade, o salmão tem aquele sabor a mais que te impressiona, sabe quase doce?! Outro fato que sem dúvida notei foram os enrolados, uma evolução notória da minha primeira visita, na qual justamente  citei que os uramakis destoavam um pouco de todo o jantar, sendo mais simples, não fazendo muito sentido. Não posso deixar de citar o sushi batera com molho a base de brócolis e finalizando com azeite em cima que, segundo o sushiman, é um toque italiano à culinária. Gostei muito de ouvir isso, sem dúvida demonstra o caráter contemporâneo que o Nozomi busca, eu incentivo e muito pois isso faz parte da gastronomia moderna, tem muito espaço para restaurante assim, o Mori Sushi que o diga!

O único ponto negativo deste combinado foi o sashimi de atum, veio bem mal cortado, pareciam pedaços para se utilizar em um temaki, provavelmente era o finalzinho de algum filé de atum, precisam ficar atentos nisso.

Seguindo, recebemos a maior surpresa da noite, um prato belíssimo mas com um sabor melhor e mais surpreendente ainda: carpaccio de salmão com azeite, limão, azeite de trufas e alcaparras. Não sei explicar mas quando você saboreia cada fatia de salmão com esses temperos e a alcaparra você passa por diferentes sabores, uma sequência bem distinta, e tem um toque especial, como os americanos dizem, um “kick” de sabor, parabéns, nota 10!

Estava na hora dos repetecos! O primeiro que veio a nossa cabeça foi pedir novamente sashimi de atum, pois não era possível o que tinham nos servido. Pedimos também mais alguns enrolados e nigiris, além também dos baterás com molho de brócolis, algo na linha contemporânea que o sushiman citou.

O sashimi de atum dessa vez não decepcionou, o sashimi de polvo estava  estava mais macio que o da outra vez, porém apenas ok também. Acho que um sashimi de polvo para ficar bom mesmo ou tem de ser excepcional ou tem de acompanhar algum molho ou tempero.

Vejam só que belos nigiris!! Sinceramente? Eu acho que quando um restaurante tem sushimans com habilidade tão boa assim para fazer nigiris, é preciso aproveitar, eu focaria mais ainda em variedades deste tipo de sushi!

Algo bem interessante que os sushimans nos contaram, sendo um deles o dono do restaurante,  foi que o restaurante está com uma ótima proposta de inovar toda semana, ou seja, procurar novos ingredientes e montar diferentes pratos, assim os clientes da casa não enjoam e sempre terão a expectativa de algo novo. Por exemplo, falaram que semana passada tinha tamagô, legal né?

E para finalizar, um grandíssimo e imprevisível prato que tive pedir a la carte, um nigiri sushi de toro (barriga do atum) chamuscado com foie gras! SIM o Nozomi trabalha com peixes dessa qualidade. Eu perguntei se eles sempre tinham toro assim, pois não é fácil de achar em São Paulo, é muita competição entre os restaurantes. O chefe me disse que possuem um fornecedor de confiança! Isso sim é um restaurante bom e confiável, estão vendo como todos pontos precisam estar alinhados? Fornecedor, ambiente, maitre, cerâmica, sushimans, comida e preço! Vejam o belo sushi abaixo:

O sabor estava divino, assim com a textura. O problema de começar a comer sushis assim é que você sempre quer mais e fica com preguiça de comer os mais normaizinhos, lembra o que eu disse na review do Hamatyo? O preço não sei informar, acabei esquecendo de anotar, mas saibam que obviamente não faz parte do rodízio, mas recomendo pedir a la carte ou pedir o Menu Degustação.

O Nozomi parece continuar como uma das melhores opções de comida japonesa em São Paulo para quem quer: ótimo ambiente, preço justo, serviço surpreendente e comida boa e sempre com novidades!

Gourmet San recomenda!

Abraços e até a próxima!

 

Restaurante Nozomi: ótima comida e sushibar mais bonito de São Paulo!

Olá a todos!

Em mais um de meus passeios pela Zona Leste de São Paulo, Gourmet San e sua companheira tropeçaram, felizmente, no incrível Nozomi, localizado na Rua Eleonora Cintra 1040, (11) 2338-3327, no bairro Anália Franco. Apesar dele ficar localizado num bairro bem movimentado, a altura em que está instalado é predominantemente residencial, inclusive ele fica entre 2 prédios se não me engano, você pode até passar por ele sem ver!

O Nozomi não era nossa escolha da noite, saímos para ver o que de melhor aparecia e depois de ligar e analisar alguns restaurantes, resolvemos parar nele mesmo, escolha muito feliz. Bom, ligamos e descobrimos que o rodízio de sushi sai por R$ 54,00! Um preço bem genérico não concordam comigo? Se vocês acompanham o blog aqui sabem que essa faixa de 50 e poucos reais é bem perigosa, pois você pode achar rodízios bons, médios ou ruins…

Ao entrar no Nozomi é impossível não se surpreender com o ambiente super refinado, decorado na medida, como um restaurante japonês chique deve ser na minha opinião! não perde em nada para restaurantes requintados de outras regiões de SP. E logo que sentei no balcão dei meu veredito: um dos mais bonitos de São Paulo!

Chegamos por volta das 19h30-20h e ele estava vazio, e como disse, sentamos no balcão. O host extremamente simpático e solícito, assim como os garçons. Perguntamos o que estava contemplado no rodízio e a resposta era sempre na mesma linha: tudo está incluso, a vontade, do jeito que os clientes quiserem! O serviço dos garçons é extremamente atencioso e como eu disse logo anotaram o que queríamos de entradas, começaram a nos servir! Inclusive foram super solícitos com nossas bebidas, pois o suco veio meio sem gelo e ao pedirmos gelo, um deles perguntou se não queríamos que eles batessem com gelo! Legal né? Serviço de 1a classe é isso, sempre oferecer mais do que o cliente pede.

Pois bem, chega de churumelas, vamos para a comida servida pela Nozomi!

De entrada pra começar a abrir o apetite, claro, sempre, os guiozas!

O Nozomi os serviu no ponto exato que eu acho que um guioza deve ser feito, na chapa, porém apenas de leve para o recheio de dentro ficar quentinho e a massa levemente marcada, com ar de feito no vapor!

Também nos trouxeram shimeji, é algo que sempre pedimos pois alguns restaurantes realmente conseguem variar da batida receita! Eles podem vir em pontos diferentes, alguns mais fritinhos e torrados, outros com mais molho, outros com menos e por aí vai! O do Nozomi foi desses bem diferentes! Eu fico bem feliz pelo restaurante ter ousadia de fugir do comum shimeji marronzinho no ferro quente (ainda bem)! Vejam abaixo:

Vocês viram? Bem diferente do costumeiro shimeji que encontramos por aí né? E ele estava super saboroso, com um gosto bem diferente do normal, mas muito bom de um jeito singular! Como eu disse acima, isso é muito bom para a riqueza da gastronomia, um mesmo prato com diferentes interpretações!

Seguindo começou uma atuação bem legal do host/maitre da casa…Ele trouxe mais uma das entradas porém com algo que não tinhamos pedido, 2 tempurás de camarão! Achei que tivesse sido algo especial pois estávamos tirando fotos com o celular, porém depois vi que nesta noite ele fez o mesmo com outros clientes! É uma sacada muito boa pois ele os serve dizendo que conseguiu algo especial da cozinha, fazendo nos sentir bem recepcionados! Ótima dica para qualquer restaurante! Vejam abaixo o que nos serviram:

Os tempurás de camarão estavam bem temperados porém eu acho que a massinha poderia estar um pouco mais crocante só. Além deles você também vê bolinhos de peixe, deliciosos e harumakis de peixe também! Exato, os comuns rolinhos primavera de legumes, bem diferentes, começando com o recheio! Além disso, a massinha em volta também não foi a costumeira, mas crocante igual, porém foi feita de outra forma, isso me fez pensar que eles provavelmente o fazem lá e não compram prontos como é o esperado!

Antes de irmos para o sushi, minha intrépida e muito sábia companheira resolver pedir lulas que também faziam parte das entradas. Que ótima idéia foi, vejam abaixo:

As lulas a dorê estavam no ponto, iguaizinhas as servidas na praia, o que é bem difícil de se encontrar por aí! Acho que faltou apenas um limãozinho para acompanhar! Elas estavam bem crocantes…saudade só de pensar nelas agora! Hummm!! Apenas vale a pena citar que senti um pouco de falta dos molhos acompanhantes dos pratos quentes!

E agora, a última e talvez uma das melhores entradas da noite (se isso é possível)! Ceviche! Sim, o clássico prato de influência peruana ganhando diferentes versões nos restaurantes japoneses paulistanos! Vejam abaixo que beleza os sushimans do Nozomi prepararam!

O ceviche estava preparado na medida, devem ter colocado os peixes para marinar um pouco antes de servir, como é a forma correta! Dá pra sentir facilmente quando o peixe já passou do ponto de cozimento com o “suco” de limão! Pois bem, mais um acerto do Nozomi! O ceviche veio com salmão, atum e peixe branco, o que acho ótimo, não precisa fazer misturas demais! Esse prato estava tão bom que repetimos depois no decorrer do jantar! Se forem lá, não vacilem, peçam esse ceviche delicioso!

Agora sim…chegamos…nos sushis e sashimis!!

Acima vocês podem ver a variedade do combinado para duas pessoas! Os nigiris estavam ótimos (polvo, atum, salmão e tilápia), dá pra ver que os sushimans sabem o que estão fazendo, o jeito deles trabalharem me lembrou muito o jeito do Juraci (ex Jun Sakamoto) em seu Restaurante Aya, cortando cada fatia com muita concentração e parecendo dar muita importância para cada corte! Foram colocadas raspas de limão sisciliano no nigiri de salmão, o que dá ótimo sabor pro sushi! Outro fato curioso são os 2 nigiris de camarão empanado, nunca tinha visto! Estavam gostosos, mas não sei se combina muito com este tipo de sushi!

Seguindo temos 2 hot rolls bem bons, com o salmão não no centro do enrolado mas sim na borda! Os outros sushis e os enrolados uramakis estavam apenas ok, nada de especial!

Já os sashimis, da mesma forma que os nigiris, são cortados com muita calma pelo sushiman e acho que ele os corta com uma grossura correta, nem grossos demais ou finos! O atum e a tilápia estavam ótimos! Veja abaixo um zoom pois merece:

Quando terminamos o combinado acima, como sempre, utilizamos o tempinho para dar uma descansada na comilança e avaliar o que iríamos pedir a seguir para repeteco! Foi aí que pedimos novamente o ceviche e também mais um combinado! Dessa vez pedi para que os sushimans focassem em nigiris e enrolados diferentes que eles tivessem! Olha só abaixo!

Vamos começar com a parte boa: os nigiris! Eles são realmente fora de série para um rodízio de sushi! Os cortes de salmão, tilápia e atum perfeitos, assim como o sabor de cada um deles! O salmão estava misturado com raspas de limão sisciliano, o que dá um outro sabor ao sushi! Além disso, também nos serviram um quase inédito sushi de linguado, que eu só tinha comido no Tanuki e no Aya! E também um fortíssimo nigiri de cavalinha marinada! Eu digo fortíssimo pois o sabor não é para qualquer um, ele é bem carregado com gosto de mar mesmo, provem, não deixem passar, mas se preparem!

Além dos ótimos nigiris, pedi também o sashimi de atum com corte japonês (mais grosso) e mais tako (polvo)! Estavam bons, porém o polvo estava um pouco durinho infelizmente…Agora a única parte meio decepcionante são os enrolados, vieram os mesmos, meio sem graça.

Nesse momento o maitre/host voltou a ação e nos serviu mais um prato bem especial, tataki de atum:

Ele nos disse que a forma correta de comer esse prato é desmontar a montanha de atum e deixar com que o peixe fique em contato com o molho por uns instantes para que adquira um sabor especial! Seguimos as instruções e o resultado foi divino, um prato delicioso! Já estávamos meio que satisfeitos porém comemos como se fosse o primeiro prato da noite! Parabéns, nota 10 mesmo!

E agora, para finalizar a noite…eu queria dar mais uma provada no que os habilidosos sushimans do Nozomi fazem com a faca e os peixes! Então pedi como se fosse um repeteco do último combinado, ou seja, nigiris e enrolados especiais! Para os nigiris eu apenas pedi que ele servisse novamente o de cavalinha marinada!

Acima vocês podem ver que em termos de nigiri o nível é alto! Me serviram polvo, linguado, salmão, atum, tilápia e cavalinha! Bons demais!! Porém fiquei decepcionado com os uramakis, parece que eles não combinam com o rodízio sabe? Ficam meio perdidos no  jantar! Eu acho que essa é a principal falha do Nozomi, eles precisam dar um upgrade nos enrolados, acho que fica a desejar mesmo!

Por último, se vocês não repararam, convido a reverem todas as fotos do post e ficarem de olho na cerâmica que o Nozomi serve os pratos! Sensacional, isso é um baita diferencial da maioria das casas que apostam no plástico mesmo!

Gostamos muito de visitar o Nozomi e ficamos com enorme vontade de retornar para experimentar o Menu Degustação! Eles são um restaurante muito bom e com ótimo preço além do ambiente ser nota 10! A única falta mesmo é de enrolados um pouco mais sofisticados para acompanhar o restante da refeição, nem se para isso precisem aumentar um pouco o preço do rodízio!

Abraços

Gourmet San