[VIDEO] Gourmet San visita o Mori Ohta

Eae galera, tudo bom?

Hoje apresento a vocês um “vislumbre” do que eu gostaria de focar meu trabalho com o blog daqui em diante: em fazer vídeos de minhas visitas =)

O primeiro restaurante da minha série é um dos restaurantes que mais visitei na vida, o Mori Ohta da R. da Consolação! Ele é o melhor rodízio de São Paulo na minha opinião, mas você tem de sentar no balcão, é minha recomendação pelo menos.

Não vou negar que foi fácil gravar, tive a ajuda do Daniel, um profissional de vídeo de alto calibre (vejam mais trabalhos dele aqui) e além disso os restaurantes não são muito abertos (espero que isso mude), agradeço ao Mori Ohta terem gostado da iniciativa =).

Como não quero enrolar mais vocês, vejam abaixo como ficou, espero que gostem:

Eae o que acharam? Tem alguma sugestão, comentário? Quero te ouvir!

Abraços

Gourmet San

Mori Sushi Consolação – foie gras, chipotle e o prazer de sentar no balcão por R$78,00

Olá a todos!

Fazia um tempinho que eu não escrevia sobre o Mori Sushi, né? Ele é para mim o melhor rodízio sem sombra de dúvidas. O que fez ele ganhar este posto foi um conjunto de fatores e história. O Mori Sushi, localizado na Rua da Consolação, 3.610 (www.morisushi.com.br) seguiu uma caminhada segura e constante e fico até curioso para ver até onde vai! Vale a pena mencionar que o grande trunfo é o capricho de quem trabalha e os ingredientes de qualidade. Os ingredientes é um misto de querer e poder, mas a parte do ser humano é única, tive a oportunidade de conhecer melhor os ótimos San, Kell, Ronaldo e o sushiman chefe Daniel Hirata.

É engraçado ver como a história do Gourmet San andou paralela com a do Mori. Quando eu nem analisava restaurantes ainda, acabei conhecendo o Sushiman Retalhador (hoje no Degust by San) através de um vídeo no Youtube (fonte de muito aprendizado sobre comida japonesa), onde eu perguntei para ele onde comer enguia, no final ele acabou me convidando para ir ao Mori!

Recentemente visitei o Mori 2x, uma no balcão, com mais um pessoa e uma na mesa com um grupo de amigos. Aqui você lêem algumas novidades que comi no balcão com um ingrediente surpresa, e também descobri o novo preço do rodízio.

Antes de mais nada, vamos falar de algo sério, do preço, afonal dinheiro não nasce em árvore! Hoje o rodízio de sushi sai por R$78,00! Pois é, não está barato, é como eu já previa, vai chegar um momento que ficará o mesmo valor de ir num restaurante a la carte, é por isso que o rodízio precisa evoluir junto! Vamos conferir isso agora mesmo!

No balcão, não tem como negar a variedade de sashimis, sempre frescos e sempre deliciosos!

Se você é fã número 1 de sashimi e nunca foi ao Mori não sabe o que está perdendo! Vale muito mesmo! Mas esses sashimis eu já mostrei muitas vezes não é mesmo? O Mori sempre tem um atum de qualidade e um salmão acima de média, além do polvo e da dourada com ovas e raspas de limão sisciliano.

Vamos partir pra super novidade servida pelo Kell Salomão! Fiquei mais do que surpreso com a iguaria chamada foie gras! Tive sorte, pois não é toda semana! O Salomão me serviu primeiro estes deliciosos nigiris de atum com foie gras e tarê por cima! Parecido com o que comi no Nozomi.

Depois foi um super diferente e criativo, mas com os mesmos ingredientes: atum picadinho misturado com foie gras. Esse faltou algo extra para deixar o atum mais molhadinho.

Claro que eu perguntei pro Kell Salomão de onde saiu esse foie gras, hahaha. Ele me disse que o Daniel Hirata chamou o pessoa na semana e disse que o restaurante tinha conseguido um pouco. Fiquei muito feliz, pois acho que são passos como esse que permitem o Mori cobrar um pouco mais. Perguntei para ele também como os clientes estavam reagindo. Ele disse que é difícil, que alguns gostam mas muitas vezes eles servem, enviam a mesa, mas são rejeitados =/.

Para finalizar essa sequência criativa do Kell de atum e foie gras, um prato que parecia mais vindo do criativo e sofisticado Nakkasashimi de atum com foie gras, gergelim e cebolinha.

É por isso que afirmo e reafirmo como é importante criar esse laço com o restaurante que você gosta e visita mais. Você permite ao sushiman te servir ingredientes melhores e que ele sabe que você gosta, o que causa uma satisfação mútua, pode ter certeza!

Seguindo, ums dos sushis mais inesperados que já comi, nigiri sushi de atum com alga nori picada e molho chipotle:

Sabor único e super diferente! Definitivamente um dos pontos altos do jantar, mesmo com o foie gras presente! Esta é uma combinação que deve ser mantida e deveria ser um prato permanente, nota 10! Retornarei pra conversar com o Kell sobre essa misturinha de nori e molho chipotle!

Geralmente, depois que o Kell manda o que ele acha que tem de melhor, ele pergunta o que queremos comer de especial. Falamos que ele poderia descansar um pouco e mandar sem pressa mais alguns pratos! Entre eles pedimos uramakis de camarão! Veja só que bacana abaixo e que bonitos! Uramakis envolvidos por ovas e levemente apimentados!

Sendo honesto, uma das partes que mais gosto de quanto janto no Mori Sushi é esse finalzinho com os uramakis que cada vez são diferentes!

Essa experiência no Mori foi única e acho difícil de se repetir, a não ser que foie gras entre no cardápio deles. Fiz questão de saber se eles estavam servindo para todos clientes, pois não quero que vocês achem que possui um tratamento diferencial lá, eu tenho o mesmo tratamento de muitos que são fregueses fiéis e fazem questão de comer no balcão! 78 reais é barato? Não, mas enquanto servirem um rodízio de alto nível e sempre com novidades, valerá a pena!

Abraços

Gourmet San

Mori Sushi nos Melhores da Folha & o balcão do Salomão e do Ronaldo

Olá a todos,

Da mesma forma que fiz uma review composta do Shigueru, hoje é dia de um post composto por 2 jantares no Mori Sushi! Talvez vocês já estejam cansados de review sobre o Mori, certo? Talvez não, quem sou eu para julgar!? Mas o Mori tem sido indicado ano após ano como um dos melhores, se não o melhor rodízio de comida japonesa de São Paulo, e eu concordo muito!

Inclusive saiu uma reportagem da Folha recentemente sobre os melhores restaurantes japoneses (DataFolha). Segundo a divulgação, houve um empate quádrulo! Afff…nada mais estranho, certo? Como assim… empate quádruplo entre Aoyama, Mori Sushi, Nagayama e Nakombi? Tirando os 2 primeiros que são rodízios, os outros possuem propostas totalmente diferentes, não faz o menor sentido essa comparação!

Enfim, apenas finalizando premiação da Folha, eu não acho o Aoyama no mesmo nível do Mori Sushi, porém faz muito tempo que não vou ao Aoyama e seria injusto comparar, tem uma unidade pertinho de mim, visitarei em breve! Sobre o Nakombi, sei que eles se reinventaram, acho que foi bom, pois me parecia que ficaram a ponto de desaparecer. Por final, o Nagayama, só ouço coisas boas dele, porém me dizem sempre que é um restaurante japonês tradicional bem carinho…Se é o melhor japonês tradicional de São Paulo? Duvido muito, mas muito mesmo, irei em breve também, porém diferente dos rodízios de sushi, onde há poucos no topo, em termos de um bom sushi tradicional, temos muitos que são absolutamente incríveis, então a pesquisa é muito incompleta.

A reportagem da Folha consta também com uma página só com fotos! Vale conferir! Fui ao Mori Sushi recentemente e fiquei sabendo que esses sushis que apareceram são dos sushimen Salomão e do Ronaldo, e como minhas últimas visitas ao Mori foram justamente no balcão de cada um deles, acho que vale a pena vocês verem do que os 2 são capazes! Então abaixo uma review de como é sentar no balcão do Salomão e do Ronaldo.

Eu sempre, sempre, sempre, começo com o sushi de salmão com creamcheese pegando fogo, é uma delicia, não tem o que dizer, eles usam um licor especial, vale muito a pena. Também sempre peço os clássico camarõezinhos empanados com molho tarê! São deliciosos!

Enquanto a cozinha nos serve estes 2 pratos, os sushimans do Mori já vão iniciando o papo e servindo os sashimis:

Esses sashimis são muito bons mesmo, são facilmente um nível acima de todos os outros rodízios, principalmente o de salmão. E sinceramente duvido que o Aoyama tenha um sashimi melhor, mas irei conferir em breve…Os sashimis são feitos no capricho e sem migué, eles mandam logo no começo um monte de fatias.

Seguindo, geralmente eles preparam pratos especiais de entrada, como usuzukuris, o Ronaldo me serviu esse lindo prato de salmão com molho ponzu:

E também um ceviche! Infelizmente o ceviche estava um pouco passado, é preciso sempre ter cuidado com esses pratos que dependem da ação feroz do ácido do limão:

O Salomão por sua vez, me serviu um usuzukuri combinado de salmão e camarão:

E também sashimi de polvo com cebolinha e sumisso, este um dos meus favoritos. O polvo do Mori é dos mais macios!

Geralmente depois desses pratos você já começa a ficar satisfeito e vê que o sushiman não chegou nem na metade do que pode te servir. Se você demonstrar que está ficando cheio assim, vai ver uma risadinha amistosa do Salomão perguntando se pode continuar “mandando ver”. É claro que você dirá que sim e vai perceber que eles estão fazendo o que gostam!

Quando estava no balcão do Ronaldo, pedi uns uramakis e nigiris diferentes a escolha dele, os sushimans adoram bater papo e quanto mais  a conversa evolui mais legal o jantar é. Ronaldo me serviu uns uramkis que eu nunca tinha comido no Mori ainda, uns com um molho a base de pimenta:

Além disso serviu ótimos nigiris com destaque para esse lindo jow de atum com ovas:

 

Nesse momento pedi a ele algum uramaki com camarão empanado e ele nos serviu este que sem dúvida nenhuma essa é uma das melhores combinações que existe para montar um sushi, nota 10!!

E para finalizar, o Ronaldo fez questão de preparar um sushi especial, se trata de um gunkan spicy tuna com tomate cereja, muito muito bom, mas apimentado viu, tomem cuidado, ahahaha:

Já com o Salomão a coisa é louca, se você permitir ele fará uma fila enorme de sushis que você não conseguirá nem contar. Vejam abaixo como esses sushis são parecidos com os da reportagem da Folha – desculpe a má qualidade dessa foto =( –

 

Infelizmente nesta última vez que fui a Mori no balcão do Salomão não consegui passar destes sushis, foi demais para mim, ahaha demais!

Então vou visitar o Aoyama em breve para ver em qual nível estão, mas não confio muito nessa reportagem da Folha!

Abraços e até a próxima!

Gourmet San

Mori Sushi continua firme e forte!

Olá a todos,

Hoje um  restaurante que vocês já estão carecas de ouvir eu falar, o Mori Sushi Consolação, Rua da Consolação, 3.610 nos Jardins, porém fazia um bom tempo que eu não ia lá, uns 6 meses! Minha última visita tinha sido num jantar fantástico com o sushiman chefe Daniel Hirata e todas outras experiências e visitas foram com um excelente sushiman e grande amigo Sushiman Retalhador, que levou suas facas para outras bandas. Recomendo, e muito lerem as reviews: Omakasê do Mori, Criatividade e Renovação e Gourmet San e a Cartilha do Mori Sushi.

Não achem que eu ganho algo para ter feito tantos posts entusiasmados do Mori, nada, nadinha, apenas boas experiências e a certeza de que é um dos melhores rodízio de sushi em São Paulo, e sentando no balcão provavelmente é o melhor.

Após a saída do Sushiman Retalhador desencanei um pouco de retornar, pois eu teria de começar do zero a relação cliente-sushiman no balcão, que o Mori tanto aposta. Para o blog e para os leitores foi ótimo, pois explorei muitos outros restaurantes =)

Mas resolvi voltar ao Mori Sushi para ver se conseguiria ter o mesmo nível de atendimento e comida no balcão como antes, mas indo com o primeiro sushiman que me atendesse no balcão. Fui surpreendido pelo sushiman Salomão! E fui atendido tão bem, fiquei tão feliz com tudo que retornei uma semana depois!

Então o que vocês terão abaixo é um mix dessas minhas duas útimas visitas, ambas no balcão, ambas servidas pelo sushiman Salomão e ambas fantásticas e surpreendentes.

O início do jantar veio com entradas ótimas, como sempre. Alguns pratos já clássicos do Mori Sushi como o ussuzukuri, sushis flambados, camarãozinhos empanados e os fantásticos sashimis de olhete com ovas e raspas de limão sisciliano, salmão e atum.

Olhete, salmão e atum

O sashimi de atum estava bom demais, além de que foi cortado com perfeição, como deve ser, com as linhas perpendiculares.

No 2o jantar Salomão preparou um ussuzukuri um pouco mais especial na entrada:

Este ussuzukuri apresenta lâminas de laranja na base, carpaccio de salmão, camarões, ovas, raspas de limão sisciliano e molho ponzu. Vale a pena ver mais uma foto:

Uma outra entrada nova que recebi no 2o jantar foi um ceviche muito bem preparado com batata palha hiper fina. Não vou negar que fiquei surpreso com este prato, principalmente na textura, bem interessante. Mas algo precisa ser dito, o peixe estava um pouco cozido demais para o meu gosto, provavelmente foram preparados com muita antecedência. A incorporação de batata palha bem fininha e leve foi ótima, acho uma boa inclusão nessa leva de contemporaneidade que a comida japonesa está recebendo no Brasil.

Vocês sabem como funciona né? Depois das entradas vem os enrolados tradicionais do Mori Sushi, porém fiz questão de falar ao Salomão que podia pular esses sushis padrão e me mandar o que ele preferisse, que estava livre para ser criativo e me servir o que ele achava melhor. Aqui faço uma pausa. Vocês viram a mensagem que passei? É desse nível de papo com o sushiman que é necessário para você ter uma experiência surpreendente. Isso é tão fundamental que fiz um post sobre isso.

Então eu não sabia o que viria, é o omakasê basicamente, você deixa nas mãos do sushiman, confia nele! Tive sempre experiências ótimas com o fantástico Sushiman Retalhador, é um processo que vai se desenvolvendo. O Retalhador possui um talento incrível para montar enrolados extremamente deliciosos, inovadores e bonitos, mas não que ele não servisse nigiris, servia sim e muito bons, mas focava mais nos enrolados. O Salomão mostrou a que veio, com um sequência inesquecível de nigiris!

Salomão serviu, nessas duas visitas, sequências inesquecíveis de nigiris, que, em qualquer restaurante a la carte, sairia por volta de 100 reais, lembrando que o rodízio do Mori fica por R$71,00.

Não consigo nem me expressar sobre essa incrível sequência de nigiris. Eu gostei de todos, sem erro, entre eles, posso citar: polvo com tarê e gergelim, pargo com folha de shissô, atum chamuscado com ovas, jow de salmão com ovas, gunkan de polvo com umeboshi, salmão chamuscado com alho frito e muitos outros! Salomão caprichou nas invenções, vejam abaixo algumas fotos dessa sequência, como o gunkan de polvo com umeboshi e o jow de salmão com camarão.

E o nigiri de polvo com tarê e gergelim, camarão com ovas e raspas de limão sisciliano e jow de salmão com ovas.

Após essa sequência de nigiris que fizeram parte dos dois jantares, você não aguenta praticamente mais nada, apesar que, bem no fundinho você ter vontade de repetir todos os pratos!

Salomão, para finalizar, nos serviu mais 2 pratos inéditos: atum selado com gergelim e tarê e salmão enrolado com lichia e pepino a la sunomono. Um melhor que o outro, vejam abaixo:

O atum feito dessa maneira estava sem dúvida delicioso, só acho que é um prato um pouco pesado demais para o final do jantar, talvez ele devesse ter sido colocado no meio da refeição e numa quantidade um pouco menor, talvez calcular 2 fatias por pessoa. Mas olha só, Salomão mandou muito!

Agora um dos mais imprevisíveis pratos, esse salmão com recheio de lichia e pepino é no mínimo surpreendente. Eu acho que é um dos pontos mais altos que já vi em rodízio de sushi, nota 10 Salomão!

Esse prato é um dos mais refrescantes que já provei e recomendo muito, muito mesmo. Só um porém, acho que ele deveria ser colocado como entrada, seria um jeito espetacular para se começar um jantar.

Depois deste jantar ficou apenas uma certeza, o Mori ainda é o Mori, porém acho que o preço do rodízio está chegando a um limite…pela minha experiência em restaurantes por aí, um pouco mais de 71,00 reais já irá valer mais a pena ir em restaurantes a la carte do que em rodízios. Ou…o Mori pode aproveitar esse grande nível de comida que estão servindo, com esta sólida escalada e dar uns passos a diante, como incluir mais e outras ovas nos sushis, ostras e algumas iguarias.

Abraços

Gourmet San

 

Mori Sushi por Daniel Hirata!

Olá amantes de uma boa comida japonesa,

Gourmet San como todos sabem é fã do restaurante japonês Mori Sushi da rua da Consolação, 3.610 nos Jardins (www.morisushi.com.br), isso é óbvio percebendo o número de posts que já foram feitos sobre o notável rodízio de sushi que servem! Alguns que vocês devem ler são: Omakasê do Mori, Criatividade e Renovação e por fim a Cartilha do Mori Sushi.

A grande maioria dos posts você encontra fotos de pratos montados pelo lendário Retalhador, ex-sushiman de lá, e sua brigada do balcão. Desta vez porém tivemos uma experiência diferente, fomos servidos pelo sushiman chefe: Daniel Hirata! Há tempos que Daniel não trabalha rotineiramente no balcão do Mori Sushi, pois no passar do anos ele adquiriu tarefas administrativas e gerenciais, afinal não tem como né, um restaurante com tanto giro precisa de foco!

Não foi sorte termos encontrado Daniel Hirata em dia de labuta no balcão, entramos em contato com o restaurante para saber quando que ele trabalhava no salão. Fomos informados que isso raramente acontecia e acabamos ficando conformados com isso. Porém, num belo dia, recebemos um feedback de que por um acaso ele trabalharia aquela noite! Nos programamos para ir, reorganizamos a agenda e seguimos a noite para o jantar!

Chegando ao Mori, é o que sempre digo, não tem moleza, para sentar no balcão você tem de chegar cedo ou ter paciência para esperar! Esperamos, e quando chegou nossa vez fomos em direção ao balcão do Daniel! O rodízio estava pelo preço de 71 reais e o jantar está todo abaixo, ponham o babador!

Se tem um único prato que não abro mão no Mori Sushi é a clássica entradinha dos sushis flambados:

É simplesmente delicioso! Não dá nem pra dizer, só não peço mais pois fico com vergonha de pedir muito da mesma entrada, mas sem dúvida vale a pena! Se for lá, peça, e mais que um por pessoa, recomendo uns 3, assim como fizemos, ahahha.

Logo depois Daniel já nos serviu uma série magnífica de sashimis! Atum, salmão, pargo, serra, robalo e um peixe especial  importado que veio em conserva na alga! Vamos dar uma olhada em todos!

O primeiro abaixo é o delicioso sashimi de salmão do Mori, eles sem dúvida escolhem muito bem seus peixes pois o salmão tem um sabor que se destaca muito dos outros restaurantes que oferecem rodízio! Ok…talvez no Hideki os peixes sejam um pouco melhores ainda!

Também nos foi servido o clássico sashimi de atum, estava bem firme e com o sabor normal, não foi um sashimi espetacular como o de atum pode ser, mas estava bom.

A partir de agora, pratos que vocês realmente tem de prestar atenção, pois não é no peixe que mora o segredo.

O primeiro peixe é o robalo com folhas de shissô picadas! Vocês não tem noção do poder de aromatização que essas folhas dão, elas acrescentam muito sabor do prato! É simplesmente demais, traz uma refrescância única!

Abaixo um peixe que não é fácil de fazer, é o peixe pargo! Para fazê-lo não basta apenas fatiar um peixe fresco, a pele precisa ser rapidamente banhada por água fervendo e depois o peixe precisa ser colocado rapidamente na água com gelo! Bom, não é fácil de fazer, eu mesmo já tentei e não deu muito certo! Contei a história ao Daniel e ele disse para não me preocupar pois é difícil mesmo! É um peixe delicioso e a momiji oroshi (mistura de nabo e pimenta) completa o sabor perfeitamente.

Agora um clássico que aprendi a apreciar no Mori, sashimi de polvo no sumissô, que é um molho a base de missô. É incrível também, coisa que depois de comer você pensa: preciso aprender a fazer em casa! O polvo também não fica para trás, estava bem macio, afinal das contas ninguém merece polvo borrachudo!

Por final um peixe que não lembro o nome, me desculpem! Mas é este abaixo, um peixe que veio importado, em conserva e com uma alga grudada nele para dar um sabor especial! Foi uma grande surpresa, gostei muito mesmo!

Seguindo o jantar, Daniel nos serviu algumas entradas bem inspiradas. Segundo ele mesmo, quis aproveitar o belo robalo que tinham disponível e fez um usuzukuri delicioso:

A entrada acima talvez seja uma das melhores que qualquer restaurante possa servir. Na minha visão o usuzukuri serve muito bem como início de um jantar japonês, é bem refrescante e não enche muito! Parece que abre o apetite!

Seguindo no jantar, Daniel nos serviu um prato bem famoso, sobretudo nos EUA, é o Ahi Poke, que é como se fosse um tartar de atum, onde o peixe é temperado com diversos ingredientes diferentes! Essa receita é oriunda do Havaí e você a encontrará facilmente em restaurantes da América do Norte. O servido para nós estava muito bom, infelizmente vocês não podem experimentar, só ver, haha:

Bom, é isso que eu chamo de bom jantar japonês, ótimos sashimis e entradas que não ficam atrás. Para continuar a refeição Daniel optou por nos servir sushis, o que eu pessoalmente aprovo muito, eu não consigo entender pessoas que preferem sashimi a sushis, o arroz japonês temperado para sushi, chamado de shari, é uma das maiores delícias que existem!

Não vou mais deter vocês, Daniel nos serviu diversos nigiris diferentes, tudo bem fora do comum, abaixo vocês verão nigiri sushi de robalo com folha de shissô, pargo com momiji oroshi, serra e camarão!

Não tem nem o que falar saber, nigiris feitos de forma perfeita e o melhor, não são comuns, todos tinham detalhes para enaltecer o sabor, desde a folha de shissô, passando pela momiji oroshi, alho frito e por final esses brotos de nabo no nigiri de camarão! Dá vontade de esquecer os sushis normais que você come rotineiramente e só comer assim! Aviso: é viciante comer sushi bom.

Além desses nigiris, Daniel nos serviu jows também, que estavam ok, nada de especial se formos comparar com o jantar até então:

Também nos serviu uramakis especiais, muito gostosos. Se tem algo que acho que o Mori acerta em cheio são os uramakis! São sushis que são muito mal feitos na maioria dos restaurantes mas eles tem um potencial gigantesco que na maioria das vezes é subaproveitado. O Mori Sushi acerta também no tamanho dos uramakis, fazendo a relação recheio x arroz muito bem, assim como o tamanho do sushi em si para o colocarmos inteiro na boca, que é o correto. Sem mais delongas, vejam o uramaki servido, com salmão e camarão! Faltou só o molho tarê!

Seguindo, como é de praxe do Mori, Daniel nos perguntou o que queríamos, se faltou algo que sentimos falta, tínhamos algum desejo especial etc. Sem dúvida nenhuma a 1a coisa que pedi foi o uraebiten, ou seja, um uramaki de camarão empanado!

Este sem dúvida é um dos melhores enrolados do tipo uramaki que você pode comer e até fazer para os outros, todos ingredientes combinam super bem e é um dos meus favoritos disparado!!! Neste de cima só faltou mesmo uma alfacinha para ficar um pouco mais leve, ela cai muito bem com o camarão, creamcheese e arroz!

Bom, como ir ao Mori não é coisa de todo dia, então sempre tento comer o máximo que posso para a saudade não bater tão rápido! Seguindo no jantar, deixamos com o Daniel para nos guiar no que mais ele tivesse em mente! E ele não nos decepcionou!

Primeiro foi um nigiri sushi de salmão skin super estilizado, utilizando um nori bem crocante envolvendo todo sushi! Foi a primeira vez que vi uma proposta dessa, me surpreendi, vejam abaixo:

Aproveitando a deixa do Daniel de nos perguntar o que queríamos. Informamos que talvez fosse interessante comer mais sashimi de polvo, pois é um de nossos favoritos! Daniel , além de nos servir o polvo, serviu também robalo, um prato bonito que eu nunca havia visto, inédito. Abaixo vocês veem sashimis de polvo e robalo com tomates cereja, azeite e cebolas roxas!

Após o prato acima não conseguíamos comer mais nada, estávamos 110% satisfeitos! Sempre gosto de deixar o sushiman que nos serve bem ciente disso, pois se te algo que odeio é o desperdício, nada pior do que receber um prato em que alguém teve um trabalho para fazê-lo e você não comer quase nada, afinal, tudo vai para o lixo depois!

Avisamos o Daniel que não queríamos mais nada e que estávamos satisfeitos! Porém, como também é de praxe de todo sushiman do Mori, ele disse que era muito cedo ainda e que precisávamos pelo menos experimentar um mais! Claro que quando um sushi chef pede para você experimentar um prato dele você não pode negar!! Sempre há espacinho para algo a mais, nem se a sobremesa ficar de fora!

Em pouco tempo Daniel nos serviu um par de sushi gunkan que ele disse é que é dos favoritos dele! O que vocês verão abaixo é um spicy gunkan tuna, ou seja um sushi no estilo gunkan de atum apimentado com tabasco!

Assumo para vocês que a pimenta foi um pouquinho demais para mim, sou fraco nesse quesito, mas Deus do céu, é um sushi delicioso, atum com este tipo de tempero, acompanhado de arroz e uma alga crocante é sensacional! Este vai pra aquela listinha dos sushis para fazer em casa também!

Nosso jantar acabou por aqui! Que dinastia de pratos não é mesmo? Daniel mandou muito bem! E algo que eu não citei foi o papo que batemos, sensacional, não é só comida que interessa quando você senta no balcão de um sushibar, aprenda também com o sushiman o que ele tem a ensinar!

A review fica por aqui! Espero que tenham gostado! O Mori Sushi é um restaurante fantástico e já fizemos muitas reviews dele, então é provável que fiquemos um bom tempo sem novas reviews, ok?

Vocês já foram ao Mori? Deixem suas opiniões abaixo!

Abs

Gourmet San

Tempurá de Sorvete

Olá a todos!

Recentemente escrevemos um post sobre o Mori Sushi. Relatamos que a visita foi justamente no dia do aniversário do Gourmet San, na review não falamos sobre algo muito especial, pois achamos que não cabia mais informações, porém de hoje não passa.

Para finalizar o jantar comemos um fantástico tempurá de sorvete! É uma versão diferente da outra experiência que tivemos, do fantástico tempurá de floresta negra! Mas mesmo assim estava uma delícia! Saca só…

É gente, comida japonesa não é só sushi não, é sorvete também!

Abraços

Gourmet San

Gourmet San e a cartilha do Mori Sushi

Olá a todos!

Muitos de vocês já devem ter percebido que o rodízio de sushi favorito do Gourmet San é o Mori Sushi localizado na Rua da Consolação, 3.610 nos Jardins. www.morisushi.com.br. Porém já recebi alguns feedbacks de amigos meus não tão empolgados quanto minhas palavras e reviews sobre o restaurante. Vou tentar explicar o motivo a seguir.

O Mori Sushi é um restaurante onde o papel do sushiman é um pouco maior do que na maioria dos restaurantes japoneses que oferecem rodízio de sushi. Tenho certeza que muitos de vocês possuem um restaurante favorito, que vocês visitam com maior frequência e que acabam já sendo conhecidos pela moça da porta, os garçons e no caso de restaurantes japoneses, os sushimans. No Mori esse processo de fidelização é um pouco mais forte  devido ao serviço frontal e personalizado no sushibar.

Gourmet San a partir de sua 2a visita ao Mori resolveu sentar no balcão e desde então fez questão de ser atendido sempre pelo mesmo sushiman (Salve Retalhador!). Durante 5 anos de visita ao restaurante, uma ou outra vez arrisquei ir fora do balcão, mas não foi a mesma coisa, tem gente que ama da mesma maneira, mas para mim, pobre mortal, o custo benefício é muito maior no balcão mesmo. Então as pessoas que dizem que não acham o Mori bom, talvez devessem tentar o balcão, e mais de uma vez.

Porém chegou o momento de encerrar as reviews do Mori Sushi, pelo menos por enquanto, são muitas já, então teremos esta  review e mais uma que merece ser postada. Depois vamos dar chance a outros restaurantes, ok? A visita deste post foi no dia do aniversário do Gourmet San!

Para começar foi servida uma bela seleção de sashimis:

 Acima, vocês podem ver, da esquerda pra direita: atum, salmão, dourada, carapau e polvo! Todos são fenomenais, em especial o salmão, o carapau e o polvo! O restaurante possui uma nutricionista e uma rotina de recolher amostras de cada peixe para assegurar a qualidade do pescado servido. Geralmente não sou muito fã de me encher de sashimis, porém nesta ocasião eu estava com vontade de comer variedade de peixe mesmo!

A seguir uma das melhores entradas que você pode ter, um usuzukuri de salmão e camarão com molho ponzu, ovas e cebolinha. Para quem está acostumado a comer entradinhas de salmão no molho ponzu, essa é das melhores, muito resfrescante, dificilmente deixar uma sequer fatia no prato, recomendo muito!

 Seguindo no jantar de aniversário, alguns nigiris de salmão skin com lâminas de limão, claro que tudo com molho tarê por cima. Muito bom, apesar de não ser um de meus pratos favoritos, eu aprendi a apreciar no decorrer dos anos!

O prato a seguir é um dos mais famosos do Mori Sushi e é campeão de pedidos, tenho certeza! É o netamaki, também conhecido por butaah jow ou simplesmente porquinho, hahaha. É um enrolado de salmão com camarão empanado, couve crispe e molho tarê! Comeria todo dia este prato, muito bom mesmo, nota 10!

Até agora, com esses pratos, você consegue perceber que o Mori é um restaurante que serve um sushi contemporâneo, certo? Mas eles também sabem fazer o tradicional, um exemplo é que pedi um tirashi sushi (chirashizushi) e o resultado foi o abaixo!

Estava ótimo, uma refeição completa! Hahaha, atum, salmão, polvo, carapau, camarão, dourada e claro que por baixo de tudo isso o arroz para sushi, o shari! Claro que não podemos comparar o tirashi do Mori com outros por aí, pois diversos restaurantes tradicionais oferecem tirashis de nível altíssimo, com ovas, enguia etc, etc. Mas para um rodízio está bom demais!

Seguindo com meus pratos favoritos do Mori Sushi, temos o golden uraebitem, que é o enrolado uramaki com camarão empanado e ovas! E como vocês podem ver ele possui alface no meio ainda. Este é o tipo de enrolado que quando você come, você esquece de todos os outros! Mas ele não está sozinho neste grupo…

Como foi dito acima, há alguns enrolados que te fazem esquecer dos normaizinhos que você já comeu, um deles é o uraebitem com ovas acima, porém há variedades, com outros tipos de tempero, como o abaixo, com cebolinha e alho frito, que é tão bom quanto, se não melhor! Neste abaixo você pode ver que vai creamcheese e um pouco de molho tarê também, estou louco para fazer em casa!

Desses enrolados inesquecíveis, há um último…que é sensacional e segue bem a linha contemporânea de sushi que o Mori segue! Se trata de um enrolado de salmão estilo jow com creamcheese, com salmão e camarão no topo e claro molho tarê! É com experiências como essas que faz o Gourmet San dar uma incrementada por conta própria em pratos de outros restaurantes, como o Shake Negui da Temakeria e Cia!

Claro que eu não sou fã de sushi com creamcheese, porém se a proposta é essa, tem de fazer bem feito como foram esses enrolados acima! Um negócio é servir um uramaki de salmão com creamcheese com arroz ruim, sem tempero e gelado, outra, totalmente diferente, é servir o que o Mori serve: um sushi contemporâneo de qualidade.

Os próximos 2 pratos talvez sejam os maiores representantes da culinária japonesa contemporânea do Mori!

Primeiramente, nigiris de atum chamuscados e temperados com alho frito entre outras coisas.

É simplesmente uma delícia, dá vontade de comprar um desses mini lança-chama para fazer igual em casa! Lógico que a qualidade do atum também é ótima!

Por último, o prato que demonstra todo interesse do restaurante em se mostrar a frente de todos os outros, sendo referência em rodízio de sushi de São Paulo.

É o Salmão Gravlax! Uma receita nórdica de salmão, onde o salmão é curado e fica armazenado por dias com uma mistura de açúcar, sal e ervas. O resultado é delicioso, além de visualmente diferente!

Eae, gostaram da seleção do jantar? Bom, então vamos voltar a discussão inicial do post…se você for ao Mori Sushi você comerá tudo isso acima? Não, muito provável que não.

Primeiro que eles são um restaurante que tentam sempre servir coisas diferentes, além dos clássicos é claro, então talvez alguns pratos não estejam disponíveis, como algum peixe ou ingrediente especial (salmão gravlax por exemplo). Segundo que voltamos aquilo da fidelidade do cliente, me diga, vocês acham que eles vão mandar para mesa nigiris estilizados? Polvo no sumissô? Sashimi de carapau?  E arriscar ver o garçom voltar e jogar tudo fora? Claro que  não…

Então como fazer para conseguir o melhor do Mori Sushi? Primeiro, tente sentar no balcão, não ignore o sushiman, mostre que você gosta e se interessa pela comida japonesa além de temakis de salmão completo e também está disposto a comer coisas diferentes. Segundo, não adianta ficar mudo e achar que os pratos lindos vão surgir na sua frente, o sushiman não é advinho, converse com ele, diga o que gosta ou gostaria de experimentar! Caso você não sente no balcão, não é o fim do mundo, converse com o garçom, peça pratos e ingredientes diferentes!

Agora já falei muito, vamos comer um sushi que ganhamos mais.

Abs

Tempurá de sorvete de Floresta Negra

Olá a todos, o post de hoje é curto, mas é incrível…

Sem mais delongas, apreciem, pelo menos visualmente, o Tempurá de sorvete de Floresta Negra, sobremesa fantástica do Mori Sushi, localizado na Rua da Consolação, 3.610 (www.morisushi.com.br). 

Aqui no site vocês encontram três reviews de lá, vale muito a pena conferir, são campeãs de visitas! Review 1Review 2 e Review 3.

Abraços

Gourmet San

 

 

 

Restaurante Mori Sushi – criatividade e renovação

Olá a todos!!

Como já devem ter percebido, o Gourmet San é fã do Mori Sushi, localizado na Rua da Consolação, 3.610 (www.morisushi.com.br). Aqui no site vocês encontram duas reviews de lá, vale muito a pena conferir, são campeãs de visitas! Review 1 e Review 2

Não poderia faltar, Gourmet San e sua intrépida companheira ruivinha visitaram o Mori Sushi uma última vez antes do final do ano. Antes de mais nada, o Mori apresenta algumas mudanças significativas, o rodízio agora custa por volta de 70 reais! Sim um pouco carinho. Eles também mudaram o logo com o carimbo japonês que os representa. Vocês podem ver na imagem em destaque acima, nesta própria página.

Outro fato que surpreendeu bastante ao Gourmet San foram os pratos servidos, com o bom aumento de preço veio a melhora de qualidade e isso é louvável neste restaurante japonês! Ou seja, apesar do preço bem salgado, o serviço oferecido e a comida valem a pena dentro do custo benefício!

Se preparem! Sigam abaixo as maravilhas servidas nesta última visita ao Mori no ano de 2011.

Primeiro, uramakis de spice tuna com ovas em cima! Para quem não sabe, enrolados do “atum picante” são muito comuns nos EUA, acho que vale super apena começar a incorporar à gastronomia japonesa brasileira, elementos de lugares diferentes! Esse é um bom exemplo!

 

Esse nunca pode faltar, o delicioso polvo no molho a base de missô! O preparo básico do polvo é simples, mas sem dúvida existem pequenos truquezinhos pois alguns restaurantes servem polvo totalmente sem gosto e borrachudo, o que não é o caso deste abaixo!


Esse é um tartar de atum havaiano! Chamado de Ahi Poke! Esse é mais um exemplo do que eu disse acima, ou seja, da globalização da culinária dentro de gastronomias específicas. Dá pra perceber que os sushimans do Mori são muito conectados com o que é feito mundo a fora!

Agora um repeteco mas muito gostoso, o ceviche! Peixe marinado em diversos ingredientes, entre eles o limão. Esse processo faz com que o peixe seja levemente cozido pela acidez da marinada! É uma delicia, alguns restaurante já estão apostando neste prato de raiz peruana.

Seguindo o padrão dos marinados, segue um inédito! Salmão marinado com azeitonas, muito gostoso, vale muito a pena ver como o sabor tão pronunciado do salmão muda em contato com demais ingredientes! Mesmo com o Gourmet San não gostando de azeitonas, este prato é demais!

 

Agora um dos favoritos do Gourmet San, o buttah jow, vulgo porquinho. Saca só na apelação: camarão empanado (ebitem), enrolado com salmão, couve fritinha e tudo isso com molho tarê!!! É uma delícia, delícia mesmo, provem esse sem dúvida nenhuma!

Agora se este anterior é um dos favoritos do Gourmet San, esse seguinte é o uramaki mais delicioso que há. É um uramaki ebitem, mas feito com cream cheese e alface. É incrível, mas a alface e o creamcheese combinam demais no resultado final! Esta é uma receita que o Gourmet San sem dúvida tentará reproduzir em casa!

Mas como o Mori não é feito apenas de pratos contemporâneos, o Gourmet San pediu duplas de nigiri sushi para levar seu jantar para um lado um pouco mais tradicional, se bem que o Mori sempre pôe um toque a la Mori em tudo! Então vejam abaixo as duplas de olhete, camarão, salmão e atum! Cada uma com um toque especial!

Parece que é muita comida não é? Sim, mas ainda havia espaço para mais 2 uramakis especiais!

O primeiro é o uramaki golden ebi, ou seja, um enrolado de salmão enpanado com muitas ovas cobrindo ele por todos os lados, com cebolinhas e raspas de limão sisciliano!

O segundo, que finalizou a noite, me surpreendeu, uma uramaki de salmão com chips de batata doce! Muito inovador! Muito gostoso!

No final, de praxe, comemos o sorvete Häagen-Dazs, que acompanha o serviço do rodízio de sushi do Mori faz tempo!

Não há o que dizer, apenas apreciar e ficar contando os dias para voltar lá!

Abraços!

Gourmet San

Restaurante Mori Sushi – omakasê do Mori

Olá a todos,

Recentemente o Gourmet San visitou o seu rodízio de sushi favorito de São Paulo, o Mori Sushi, Rua da Consolação, 3.610, www.morisushi.com.br. Na primeira review desse badalado restaurante japonês aqui no Gourmet San, foram comentados pratos num âmbito geral e superficial, apenas para quem nunca foi ter uma idéia do que eles servem!
Mas hoje seremos mais específicos e com fotos, muitas fotos!

Eu e minha intrépida especialista ruiva de sushi fomos novamente ao Mori e sentamos no balcão (salve Retalhador!). Antigamente o Mori Sushi possuía um preço mais alto para o rodízio de sushi no balcão, mas hoje é o mesmo preço que sentar nas mesas: R$ 64,00. Parece salgado o preço? Sim é um pouco, mas apenas até você começar a comer!

Bom, logo de cara, 2 diferenciais do Mori Sushi: ambiente e serviço. Restaurante aconchegante, com iluminação baixa, mas com as mesas iluminadas para você enxergar o que come. E todos garçons muito bem treinados, rápidos e prestativos, assim como as hostess!

Sentamos no balcão! Como eu sei que o Mori serve muita variedade eu não como muitas entradas, o que comemos dessa vez foi:

Enrolado de salmão, cream cheese e shimeji e camarão empanado. O primeiro é simplesmente delicioso, bom demais! Comeria uns 10! Os mini camarões empanados então nem se fala, eles são cobertos por molho tarê, ficam bom demais, mas nesse momento tudo que eu penso é em não me empanturrar! As entradas não se resumem a esses pratos, eles possuem muito mais, vale a pena comer!

Além dessas entradas de cima, o Mori oferece muitas outras, como trouxinhas de salmão, lula, peixe com maionese e shimeji.

Logo após as entradas nosso honorável itamae-san inicia nossa noite de comilança. No título do post eu coloquei a palavra omakasê, que basicamente significa que nós confiamos no chefe para nos servir o que há de melhor no dia!

Como sempre, foi servi os melhores sashimis, nesse caso, atum, salmão e olhete. O Mori é um restaurante que se destaca na oferta de peixe, eles sempre oferecem peixes muito bem escolhidos e igualmente fatiados.

Após esse início, para não ficar de fora do final, pedi para que ele servisse os enrolados a la Mori, são enrolados muito bons, pra mim os que mais se destacam são os dois da direita, o com o morango e o com camarão. Da próxima vez que eu for fazer em casa tenho de lembrar de tentar imitá-los! O primeiro enrolado da esquerda é um enrolado com salmão chamuscado em volta da alga, é o mais simples de todos, o segundo enrolado, é o uramaki com couve fritinha em cima, essa couve é uma delícia, sem palavras, o terceiro enrolado talvez seja o meu favorito, é o uramaki com salmão e ainda um camarão cozido em cima! O quarto enrolado é o que vai uma fatia de morango por cima, combina de forma incrível!

Depois desses enrolados delicioso começou a metralhadora Mori, se preparem!

Carpaccio de Salmão no molho ponzu e ovas, chamado usuzukuri. O salmão estava de encher a boca de sabor, como diria um amigo meu: explosão de sabor!

1 par de nigiri de atum chamuscado com pedacinhos de alho frito:

Bochecha de olhete grelhada, um prato servido de forma muito inteligente, para quebrar um pouco a sequência de peixe cru, afinal gastronomia japonesa está longe de ser apenas sushi e sashimi! O único lado negativo desse prato foi a quantidade de espinhas, numa outra ocasião provei a de Buri, que tinha mais carne e menos espinhas, mas fora isso, bom demais!

Sashimi de polvo (tako) a provençal, com azeite. Polvo…polvo…gente apreciem e agradeçam quando te servirem polvo num jantar japonês, ele é cada vez mais raro!

Aqui um de meus pratos favoritos, carpáccio de polvo no sumisso, polvo ou tako com molho a base de missô, o restaurante Kinoshita usa muito esse molho clássico japonês:

Aqui a grande surpresa da noite, muito boa por sinal! o Umeboshi Maki, ou seja, o enrolado de umeboshi, que é um tipo de ameixa japonesa de gosto forte e peculiar! Vale a pena provar, nunca tinha experimentado algo parecido!

Aqui outra surpresa da noite! Um onigiri a la mori! Onigiri para quem não sabe é o tradicional bolinho de arroz com algum tipo de recheio, geralmente de umeboshi! Mas nesse caso o nosso honorável itamae colocou salmão, molho tarê, cream cheese e deu uma chamuscada, resultado: delicioso!

4 neta-makis, que são esses enrolados de camarão pré-cozido com ovas e raspas de limão siciliano! Não confundam com o “buttah-jio, vulgo porquinho que leva, por sua vez, camarão empanado, a couve fritinha e o molho tarê” (SUSHIMAN RETALHADOR, 2011). Essa descrição foi alterada devido ao comentário abaixo, o Gourmet San preza muito sobre o nome correto dos pratos da culinária japonesa e jamais será desleixado quanto a isso!

Como o Gourmet San é tradicionalista, pedimos nigiri-sushis, nos serviram 4, chequem o último, de camarão com ovas em cima!

Bom gente, esse foi nosso jantar no Mori Sushi! Não se esqueçam da sobremesa! Sorvete Häagen Dazs!

Vou parando por aqui que o Gourmet San não é cheio da grana e ficar vendo essas fotos dá uma vontade de voltar lá amanhã! Ah uma dica ao Mori, não aumentem muito mais o preço, se não começa a ficar caro de verdade! hahaha

Abs

Gourmet San