Djapa Moema – rodízio de comida japonesa se reinventando

Eae gente tudo bom?

Recentemente tive o enorme prazer de dar uma palestra no Japan & Asian Food Show, no Expo Center Norte. Comentei que apenas os melhores rodízios de comida japonesa sobreviveram nos últimos anos que não há mais espaço para os rodízios que oferecem o mediano do mesmo de sempre.

Assim sendo, se você não é um desses poucos restaurantes, você precisa ser criativo. O Djapa (leia “Jhapa”) fez justamente isso, o restaurante já famoso em Mogi das Cruzes e Arujá abriu as portas em São Paulo faz 1 ano e tive finalmente a oportunidade de conferir!

Ele fica localizado no bairro de Moema, na R. Gaivota, 168 – Indianópolis, São Paulo, Telefone:(11) 2691-2003 (www.djapa.com.br/moema/). O espaço é enorme, cabe muita gente no salão e o pé direito é altíssimo, 4m pelo menos, o que faz com que as mesas não participem da conversa uma das outras.

O sistema o Djapa é o grande diferencial (rodízio sai 79,90 o premium e 52,90 o executivo), ele serve no mesmo sistema das churrascarias, com os garçons andando no salão com bandejas servindo diretamente os clientes nas mesas. É uma idéia bem inovadora (apesar de eu já ter comida em outros restaurantes assim, porém de menor porte) e faz muito sentido para o restaurante, pois o sushibar não é massacrado por pedidos diferentes de cada mesa.

Mas antes de falarmos da comida, preciso falar de alguém, do Shundi Kobayashi! O que esse conhecido sushi chefe tem a ver com o Djapa? Pois bem, olha só essa história, os donos do Djapa chamaram o Shundi para prestar uma consultoria ao restaurante para dar um upgrade nos pratos, até aí tudo bem, o mais inesperado, é que eles conseguiram “efetivar” o chefe na unidade de Mogi das Cruzes, que para surpresa de todos, era a “cidade natal” do Shundi ao chegar do Japão quando criança. Então, para quem estiver na área de Mogi das Cruzes, dá um pulo lá no Djapa!

Agora, vamos a o que interessa, tudo que eu comi lá no Djapa:

Não pensem que esse é todo repertório do Djapa, não é, nem de perto, eles fazem muitos outros sushi e principalmente entradas. Aliás, nesse ponto vale a pena dizer que o Djapa não tem o intuito de ser um restaurante tradicional, então ele não se prende a tendências, ele é bem flexível, então é perfeito para “iniciar” um amigo ou levar pessoas que não tem muita segurança sobre restaurantes japoneses, o Djapa sem dúvida terá algo que eles gostem.

Todos pratos estavam bons, é um rodízio que se enquadra bem no cenário de rodízios de comida japonesa de São Paulo, acaba sendo uma nova boa opção para o paulistano que curte rodízio. Para falar de alguns destaques, sem dúvida a variedade de entradas e de sushis, são muitas mesmo, além das outras. Os pratos são bem feitos e contém ingredientes legais e do momento, por exemplo, serviram um sushi de salmão chamuscado com azeite trufado.

O ambiente também é muito bacana, achei ótimo para qualquer ocasião, mas sobretudo para grupos. E o serviço achei excelente, o maitre é daqueles espetaculares, nota 10!

Tem um outro ponto que é altíssimo, as sobremesas! Eles possuem 4 ou 5 opções bem diferentes, e eu fui de mousse de chocolate! Estava delicioso! Muito bom mesmo, textura ótima e geladinho, maneira perfeita de terminar a refeição.

Agora uma dicaa para o Djapa é trabalhar em todos os pratos, TODOS. Se começaram a caprichar em 1, 2 sushis, façam isso em todos, faz toda diferença. Por exemplo, a ostra foi servida em natura, estava boa, mas seria excelente se tivesse um molhinho ou tempero diferente.

Djapa é uma nova opção muito interessante em São Paulo e parece que o público está curtindo, fui numa quarta a noite e estava com o salão cheio!

E você, já foi? Curtiu? Me conte sua experiência!

Abraços

Gourmet San