Benihana – jantar para a família!

Tem alguns lugares que nós visitamos uma vez só, o Benihana eu achava que seria um deles.

Fui lá um tempo atrás, e escrevi tudo nessa review que você lê aqui. O Benihana fica localizada na Rua Amauri, 517, tel (11) 3078-2549 (www.benihanabrasil.com.br). Resumindo um pouco, eu tinha achado caro, comida média e o show bem mais ou menos. Mas como minha experiência tinha sido durante um almoço, resolvi voltar e dar mais um chance.

Desta vez fui a noite e descobri logo de cara algo interessante, eles não abrem mais no almoço! Achei um ajuste inteligente, afinal pelo menos pra mim, a proposta não combina com um almoço de semana corrido.

Bom, cheguei umas 20h, o restaurante já estava com bastante gente, mas sem fila de espera, pegamos uma das chapas que estava vazia. Por falar em chapa, elas são lindas, vale a pena ressaltar que brilham mesmo e que os teppanyakiman (melhor do que chapa man) cuidam muito bem delas.

Meu pedido dessa vez foi para provar um pouco de tudo, vocês verão no decorrer do post.

Pra beber pedimos uma sangria! Ela veio bem saborosa e leve, eu particularmente prefiro um pouco mais forte, mas eu recomendo pedir.

Bom, vamos lá, falar da comida! Pra começar, eles serviram uma saladinha, muito bem temperada e uma sopa de cebola que é famosa do Benihana:

A sopa de cebola com cogumelos realmente é muito boa e pro inverno ela caiu muitíssimo bem. Pelo o que pesquisei, ela leva 6h pra ficar pronta! Ah no final você encontra uns filetes de cebola empanada que fecham bem.

Logo depois chega o teppanyakiman, dessa vez um beeem mais simpático do que na minha 1a experiência, como eu disse, não acho que o primeiro estava tão empolgado em fazer showzinho num almoço durante a semana num restaurante vazio. Já esse foi o oposto!

Ele começa se apresentando e já fazendo malabarismos e colocando a chapa pra pegar fogo, literalmente! É um show que vale a pena, surpreende!!

Depois, ele começa a preparar o arroz, que é como se fosse um arroz primavera. Ele tempera o arroz, faz o ovo, o frango, tempera com gergelim e obviamente vai fazendo umas gracinhas e show no meio:

Em um momento ele chama um dos clientes para quebrar um ovo de uma maneira toda especial, veja abaixo um vídeo que achei no Youtube:

A seguir ele serve para cada o arroz temperado com shoyu:

Confesso que ele estava melhor do que o que tinha comido antes. Muito mais saboroso e fácil de comer com ohashi.

Logo depois de dar uma limpada na chapa o teppanyaki man começa a preparar as carnes e vegetais (que eu dispensaria, rs):

Como eu disse, pedimos um pouco de cada, então comemos frango, carne (filet mignon), lagosta, camarões e até um pouco de vieiras!

Para acompanhar os pratos eles deixam conosco 2 molhos, um a base de mostarda e um outro que não me lembro muito bem. Ambos molhos bons, mas nada demais.

Novamente, igual a minha primeira experiência, dá um pouco nos nervos ver eles picarem o filet mignon! Se fosse pra fazer um x-filet-mignon no pão francês ok, continuo achando que eles poderiam servir em fatias, a apresentação ficaria melhor também.

Sobre os frutos do mar, as vieiras estavam boas, assim como os camarões. Sobre a lagosta, não tem jeito, ela vai bem com molho amanteigado e faltou isso.

Para finalizar, ele nos serviu um yakiudon spicy com frutos do mar! Isso mesmo, um macarrão japonês udon (fios mais grossos) temperado com shoyu e misturado com camarão e vieiras:

Estava muito gostoso saboroso, achei melhor até do que a carne sozinha que veio como prato principal. Nota importante sobre esse macarrão, ele é apimentado, muito! Nós pedimos que ele pegasse leve e ficou bom, mas mesmo assim picante, segundo o teppanyaki man ele usou 1/3 da pimenta só =O !!

Para finalizar, ele fez o famoso vulcão de cebola! Não tive tempo de gravar então busquei outro vídeo no Youtube para vocês entenderem do que estou falando:

Bacana não é mesmo?

Agora como tenho feito, algumas considerações sobre o Beninhana após essa minha 2a visita.

O Beninhana é um restaurante-show, ou seja, você vai lá pra ver um mini espetáculo além de comer, é pra se divertir mesmo. Então você tem de estar disposto, não tem como fugir e ser um ranzinza, haha.

Sobre a comida, também não adianta achar que vai ter a melhor refeição da vida, não vai, a qualidade é ok, não espetacular. Isso acontece em todos pratos, seja carne ou frutos do mar. Aproveitando, vamos falar do preço, é um pouco salgado, se prepare para gastar ali pelo menos uns 100 reais por pessoa.

Minha recomendação final é: vá com a família ou grupo de amigos! A galera faz bagunça, a criançada ama e todo mundo se diverte!

Abraços

Gourmet San

Benihana – Gourmet San foi conferir com o Chef`s Club!

Se tem um restaurante bem comercial que tem nome internacionalmente, esse é o Benihana! Com unidades pelo mundo todo, o restaurante chegou a São Paulo faz um pouco mais de 1 ano e é especializada em comida diretamente preparada na chapa (teppanyakis) por um “chapaman” que inclusive faz shows e malabarismos.

Em São Paulo o Benihana fica localizada na Rua Amauri, 517, tel (11) 3078-2549 (www.benihanabrasil.com.br) ao lado da Av. Cid Jardim, região propícia para o público moderninho da cidade. Visitei o restaurante no almoço e aproveitei do meu desconto do Chef`s Club de 50 %! Aliás você consegue adquirir o cartão anual do Chef`s Club com mês grátis utilizando o código “gourmetsan”, aproveitem, é por tempo limitado!

Alguns de vocês podem estar pensando, posa Gourmet San, mas comida na chapa? Não é japonesa! Pois bem, o Benihana é uma gastronomia fusion oriental e no próprio logo deles diz: The Japanese Steak House!

O restaurante estava bem vazio, uma mesa completa com uma chapa e sentei na outra que de 6-8 lugares, só tinham 2 ocupados, então sentei. Os garçons me explicaram o sistema e se tem algo que eu não gosto é quando no almoço só oferecem o cardápio executivo, é um preconceito que vai contra a parte comercial do negócio, poxa, sempre, sempre ofereça o menu normal e também o executivo.

Como eu já estava com o desconto doe Chef`s Club, dei uma de glutão e óbvio que pedi mais do que devia, aliás em nem sabia quando voltaria lá. De entrada pedi um tuna tataki e um sushiroll sumo (ambos por volta dos R$ 20-30,00). Aliás, vale a pena dizer que talvez um trunfo do Benihana seja manter o menu internacional, então eles devem ser o único lugar no Brasil que serevm sushis americanizados como os famosos rainbow roll.

Bom não demorou muito e veio o meu tuna tataki:

Logo de cara um dos pontos altos do almoço, prato absolutamente excelente! Atum bom, com a crosta de gergelim muito bem feita, molho também e por cima o que parecia tempura de algum vegetal pequenino, como o alho poró. Só depois de pedir esse prato fiquei um pouco pensativo sobre como deve ser o giro de peixe fresco num restaurante onde o foco é alimentos quentes…

Veio também meu Sumo Roll, que consistia em camarão, avocado e maionese especial Benihana!

O sushi em sia era bem gostoso, mas estava muito pesado nessa maionese especial, tinha de ser só um toque e não um sushi de maionese! Infelizmente não consegui comer todos =/

Para a chapa eu escolhi uma opção que serviria camarões e filé mignon por volta de uns 60-80 reais:

O teppanyakiman começa fazendo um showzinho com a espátula de metal que é legalzinho, acho que é uma experiência excelente para família com crianças, mas confesso que para um almoço de uma quarta-feira a tarde com o restaurante quase vazio foi meio vergonha alheia. E ele logo dá início fazendo arroz frito na chapa com frango, ovos e shoyu:

No final ele serve assim:

Por incrível que pareça, ele fica bem gostoso, mas comer com o hashi é difícil pois o arroz que fica escorregadio com o shoyu.

Logo depois de servir o arroz a todos na mesa ele começa o preparo das carnes de cada um e acompanhamentos como as cebolas e a abobrinha.

Quando vi o pedaço do filét mignon animei e muito, pensei logo naquele pedaço ao ponto, com a carne rosada por dentro e dos camarões fiquei feliz que eram todos para mim =)

Os camarões ele serviu primeiro:

Estavam super bem preparados e temperados, muito bom mesmo, excelentes! O tamanho dos camarões não era grande nem pequenos, médio, eu acho que foi na medida, lógica que eu ficaria feliz se fossem camarões maiores, mas deu pro gasto

Mas agora o filé mignon foi beemmmm decpcionante, primeiro que ele fez picadinho da carne, achei totalmente sem sentido, acho que ele poderia perguntar como eu preferia. Por exemplo eu sem dúvida ia pedir fatiado e ao ponto como comentei acima. Foi servido com cogumelos também.

O filé mignon realmente foi meio estranho, sabe quando você sente que está comendo algo que poderia ter feito na sua casa em 10 minutos?

No final das contas o almoço foi ok, o ponto alto foi a experiência, o camarão e o tuna tataki. Se eu voltaria? Difícil na mesma situação só se alguém quisesse muito ir lá. Mas graças ao Chef`s Club tive uma bela economia!

Abraços

Gourmet San