Kampai Itaim – Combinado Super Especial e Entradas

Olá a todos!

Hoje uma análise diferente no Gourmet San! Geralmente quando visitamos restaurantes oferecem rodízios, essa é sempre nossa escolha, porém desta vez, ao visitarmos o Kampai Itaim Bibi na R. Pedroso Alvarenga, 1085, tel (11) 3079-0505 (http://www.kampairest.com.br/), apesar de ser uma  casa focada em rodízio, escolhemos por pedir a la carte!

Primeiramente por que o rodízio custa 56 reais e não contempla nada de ovas nem polvo. Acho um pouco alto demais sabe…não muito longe de lá, no Sushi Massao, pagamos 53 reais por polvo e ovas a vontade, mais de um tipo! Então desta vez optamos por pedir a la carte.

A hostess é uma jovem extremamente simpática e solícita e nos levou a mesa rapidamente, vale lembrar que o valet é baratíssimo, 5 reais e o carro ficou parado ao lado do restaurante!.

Por indicação de um leitor aqui do blog, ficamos bem atentos aos pratos quentes da casa! E realmente não decepcionaram!  Vamos ver a seguir:

Pedimos a ika tarê, para quem não sabe, ika em japonês é lula, então este é um prato de lula! Muito bom, a porção é bem generosa e com preço ótimo, 10,50 reais! Me diga onde, em qual bar vocês compra uma porção de qual quer coisa mais barata que essa…? Só se for porção de amendoim ou azeitona! A lula estava com um sabor bem característico e nem um pouco borrachuda!

Pedimos também o ebifry, aproveitando a aula de japonês, ebi significa camarão, então trata-se do camarão empanado! Outro prato quente delicioso, uma boa porção com camarões de tamanho ok, super bem temperados e um molho a base de maçã para acompanhar, como o que comi a primeira vez no Kinoshita, claro que não do mesmo nível, mas estava bom! O valor continua nota 10, por volta de 11 reais essa bela porção abaixo!

Para terminar as entradinhas pedimos o clássico rolinho primavera ou harumaki! Novamente o Kampai acertou, eles vieram pelando de tão quentes! Super corretos, crocantes com recheio de legumes com repolho e acompanhando o molho agridoce! O preço de 3 unidade é de R$ 6,50, muito bom também, pensando que o Gendai cobra R$ 7,20 em 2, um absurdo!

Agora vamos para os sushis! O cardápio do Kampai é até que grande então as escolhas não são fáceis, porém como queríamos comer ovas e polvo, perguntamos ao garçom se o Combinado Super Especial contemplava esses ingredientes, como ele disse que sim, pedimos! O valor do barco abaixo fica por R$ 89,50 e dá para 2 pessoas, com 51 peças se me lembro bem!

Infelizmente não me agradou muito não! Para um combinado que ostenta um nome com as palavras super e especial, não me impressionei com nada! Talvez pela quantidade de peças se valha o preço, mas então não tinha nada de especial!
Os sashimis vieram extremamente finos e pequenos, uramakis de salmão com creamcheese normais, dois jows apenas, muitos hossomakis simples de salmão, nigiris e fica por aí! A dupla de ovas para mim foi muito pouco. Ou seja, este combinado não deveria ter o nome que tem…Vejam mais uma foto do combinado:

Contabilizando, de especial mesmo tinhamos 5 sashimis de polvo, dois niguiris de camarão e dois de polvo, e dois gunkans de ovas…11 peças num total de 51…nem niguiri de atum tinha. E inserir tantos hossomakis achei que foi forçar a barra um pouco. Apesar estarem gostosos, a seleção poderia ser melhor!
Os sashimis, como disse, apesar da variedade boa, salmão, atum, peixe branco e polvo, vieram bem finos, sabe daqueles bem ralinhos mesmo? Meio chato.
O barco escolhido para mim também não foi correto, afinal você vê mais partes brancas do fundo do barco do que sushis…..

Como conclusão deste combinado, acho que o que acontece é que os sushimans estão tão acostumados a servirem rodízio que ao surgir um cliente que pede o a la carte, eles não dão uma atenção extra ao preparo como é de costume. Afinal é de praxe as casas servirem porções menores e menos caprichadas nos rodízios para evitar o desperdício e fazer algo mais bem elaborado nos pedidos a la carte, afinal a pessoa vai comer apenas aquilo mesmo.

Algo que esqueci de falar é que, como de costume, pedi o bancha, o chá verde japonês que sempre acompanha muito bem. O chá estava gostoso e bem quentinho e o Kampai serviu no tradicional copo, muito bonito por sinal:

Bom, ainda fico com curiosidade de comer o rodízio do Kampai, talvez eu vá na unidade de Moema, pois tive ótima referências de lá. Mas se for ao Kampai, sem dúvida nenhuma, foque nos pratos quentes que são muito bons mesmo, dos melhores que tem por aí!

Abs

Gourmet San

Gendai delivery – altos e baixos de um representante do sushi fast-food

Olá a todos!

Hoje mais uma review de um restaurante japonês que faz delivery! O escohido desta vez é o famosíssimo Gendai! Se você frequenta shopping centers sem dúvida já viu um e possivelmente já comeu o sushi do Gendai. Fazia tempo que este restaurante estava na lista do Gourmet San, justamente por ele ser tão famoso e possuir tantas unidades! Porém esta review não é de uma refeição em shopping como vocês já perceberam e sim de delivery!

O Gendai que fiz o pedido foi o do Shopping Eldorado, av. Rebouças, 3970 Lj 405A, tel 11 2197-7165. Você consegue checar todas unidades no aqui. Há a opção de pedido online assim que você seleciona uma unidade de entrega. Claro que esta seria a minha preferência, porém ao colocar meu CEP, recebi a mensagem que nenhuma unidade atendia meu endereço! Achei estranhíssimo e resolvi ligar…no telefone o atendente me disse que eles atendiam sim…ufa…!

Bom, eu já tinha resolvido o que ia pedir, com tudo anotadinho em mãos, vamos lá, mãos a obra, analisar como o Gendai se saiu no delivery! Logo de cara um ponto bem positivo, o tempo e valor de entrega, foi por volta de 35 minutos, e o preço extra foi apenas de 4 reais! Parabéns Gendai!

O pedido chegou assim:

Embalagens de comida japonesa do Gendai

As sacolas de entrega são normais, personalizadas, nada demais, mas também nada muito tosco como já tivemos com o Flying Sushi. Abrindo as sacolas, tiramos muitas coisas de dentro:

Pedido do Gendai delivery

Algo que eu realmente gostei foi do cuidado com cada embalagem. Os saquinhos plásticos com os hashis, guardanapos, shoyu e também as embalagens com a comida, seladas com adesivos e nada fora do lugar ou jogado, mandaram bem!

Agora vamos a degustação!

Eu resolvi pedir 2 tipos de enrolados especiais, ao custo de 20 reais cada porção com 8 unidades. Abaixo vocês vem o Boston Maki e o Spicytuna Uramaki.

São enrolados corretos, bons, gostosinhos, mas nada de especial para se cobrar 20 reais em 8 unidades. O Boston Maki eu achei que seria melhor com camarões empanados, porem veio camarão cozido mesmo. Já o Spicytuna, que é apimentado com tabasco é gostoso, porém não acho que a manga se encaixe bem…eu trocaria por outro ingrediente, ou nem trocaria, deixava apenas o atum e o pepino cortadinho que ia ser bom demais da conta. O arroz do Gendai logo neste primeiro prato, dá pra perceber que é bom, não veio gelado nem duro e tempero bem equilibrado.

Antes de ir para o combinado principal, vamos dar uma checada nas entradinhas? Pedi os clássicos shimeji, guioza e harumaki (rolinho primavera). No quesito entrada, digo logo de cara, o Gendai está totalmente perdido em relação aos preços, vamos ver o por que a seguir.

Logo o mais trágico, meia porção de shimeji por R$ 15,50! Honestamente, eu achei que viria uma quantidade razuável, mas vejam abaixo a tristeza que recebi…

Eu juro que eu não tirei nem um pouco do shimeji antes de bater a foto, ele realmente veio assim, acreditem! O Gendai cobra 15 reais por esse prato…O sabor, apesar de dar a impressão de nutritivo, tenho certeza absoluta que não é o que a maioria das pessoas espera, ele parecia mais um daqueles famosos macarrões instantâneos de copo, tipo Cupnudles, lamentável, nota zero. Eu não pagava mais de 2-3 reais se tivesse visto a cara antes…mas…fiz o trabalho para poupar vocês!

Depois os guiozas, pedi meia porção também, sai por 7,25 reais! Eles vieram ok, nada a reclamar, sabor normal, recheio também. Não veio quente, mas também não frio. Como vocês podem ver abaixo, ele não é mergulhado no óleo, o que é uma vantagem sobretudo para o sabor e nossa saúde!

A última entradinha que pedi foi o famoso harumaki ou rolinho primavera, por 3,60 reais a unidade, caro! O Gendai o entregou como fazem as famosas casas de comida chinesa delivery, dentro daquela caixinha de papelão. O molho agridoce veio dentro de sachês. O sabor estava bom, provavelmente logo que ele saiu estivesse bem gostoso, mas frio estava apenas comestível, nada para se arregalar os olhos… É Gendai…atenção nesses pratos quentes aí!!

Agora ta na hora o main event, o combinado carro chefe! Eu pedi o que eles chama no cardápio de Boat Misto para 2 pessoas por 84 reais e 38 peças. Provavelmente se você pede no shopping, eles te servem num barquinho, bem legal a proposta, visto que pouquíssimos restaurantes fazem isso hoje. O preço é bom também, acho condizente com o que foi servido!

O combinado inteiro estava bom, só acho que eles não deveriam colocar esses enrolados uramakis califórnia, são muito sem graça e poucos restaurantes realmente os fazem gostosos. Vocês podem ver também 4 uramkis juntinhos, são uramakis de salmão grelhado com molho tarê, uma delícia, um dos melhores mesmo!

Os nigiris estavam bons, os de atum, camarão e truta salmão. Lembre-se que todo peixe que você vê acima que parece salmão, não é! É truta salmonada! O Gendai não trabalha mais com salmão! Mas é um peixe com um sabor gostoso e até que similar ao salmão, porém a textura é totalmente diferente. O último nigiri que não citei, é o de salmão skin, simplesmente horrível, horrível mesmo, nos enviaram uma pele de salmão que parece que foi esquecida na grelha, dura, fina e seca…bem ruinzinha, mil anos luz do nigiri de salmão skin do Yashiro. Vejam abaixo:

Aproveitando a foto de cima, vamos falar dos hot rolls, eles são bem bons, o único lado negativo é o tamanho, seguem a linha dos hossomakis. Mas a massinha e o molho tarê combinam perfeitamente, o Gendai acerta nesta proposta, sem dúvida, eu repetiria!

Eu coloque novamente a foto do combinado acima para falarmos de 2 pontos importantes, os sashimis e os hossomakis de truta salmonada. Vamos começar pelos últimos. eu fiquei bem surpreso pela falta de recheio do hossomakis, muito mais arroz do que peixe! Parecem enrolados daquelas bandejinhas que você compra em supermercado, sabe? Agora sobre os sashimis, teremos muita coisa para falar.

O polvo me surpreendeu ao vir, quer dizer, estava na lista do combinado, porém se não viesse não me surpreenderia. Ele estava ok, meio borrachudo demais, acho que erraram o ponto de cozimento. O peixe branco estava bem bom, suave e saboroso. A truta salmonada aí se percebe fácil que não é salmão, poxa, mesmo os leigos tem de perceber. O corte do sashimi é totalmente diferente, e a textura, oposta ao do salmão, é um peixe menos denso aparentemente e algo muito ruim aconteceu…encontramos isso num dos sashimis de truta salmonada:

Sabe como se chama isso ? Não…não é espinha, hahaha, isso se chama descuido e pouco caso. Qualquer pessoa que se dedica a fazer uma tarefa, tem de fazer bem feito, poxa, deixar passar uma espinha deste tamanho para mim só significa uma coisa, fez na correria. O pedaço do peixe que nos foi servido provavelmente foi alguma das pontas do peixe que é onde geralmente se esquecem espinhas como essa. Ainda bem que ninguém engasgou!

Agora, indo para uma direção totalmente oposta da trusta salmonada, temos o sashimi de atum, que para minha surpresa foi cortado com extrema maestria pelo sushiman:

Vocês estão vendo as fibras paralelas na vertical? Então, para se chegar neste resultado é preciso cortar corretamente o filé do atum desde o começo, mostrando, obviamente que quem o fez, sabia o que estava fazendo, e muito bem! Esse é o jeito correto de servir sashimi de atum, sempre fique atento nesses detalhes! Claro que nem sempre é possível servir desta maneira, mas é o que deve ser buscado!

Bom gente, eae curtiram? Vocês acham que vale a pena pedir delivery do Gendai? Bom, eu acho que sim, desde que você se concentre nos pratos que eles são fortes, como os combinados! Deu para ver claramente que os pratos quentes não tem nada de especial e são caros! Já na parte fria, com os sushis e sashimis a coisa melhora com sushis de um nível legal. A velocidade da entrega assim como o preço são sensacionais.

Espero que o Gourmet San tenha contribuído e vocês já possam ter uma idéia para pedir um sushi do Gendai em casa! As análises de sushi delivery não param por aqui! Vocês terão mais, em breve!

Até a próxima!

Gourmet San

Tempurá de Sorvete

Olá a todos!

Recentemente escrevemos um post sobre o Mori Sushi. Relatamos que a visita foi justamente no dia do aniversário do Gourmet San, na review não falamos sobre algo muito especial, pois achamos que não cabia mais informações, porém de hoje não passa.

Para finalizar o jantar comemos um fantástico tempurá de sorvete! É uma versão diferente da outra experiência que tivemos, do fantástico tempurá de floresta negra! Mas mesmo assim estava uma delícia! Saca só…

É gente, comida japonesa não é só sushi não, é sorvete também!

Abraços

Gourmet San

Gourmet San e a cartilha do Mori Sushi

Olá a todos!

Muitos de vocês já devem ter percebido que o rodízio de sushi favorito do Gourmet San é o Mori Sushi localizado na Rua da Consolação, 3.610 nos Jardins. www.morisushi.com.br. Porém já recebi alguns feedbacks de amigos meus não tão empolgados quanto minhas palavras e reviews sobre o restaurante. Vou tentar explicar o motivo a seguir.

O Mori Sushi é um restaurante onde o papel do sushiman é um pouco maior do que na maioria dos restaurantes japoneses que oferecem rodízio de sushi. Tenho certeza que muitos de vocês possuem um restaurante favorito, que vocês visitam com maior frequência e que acabam já sendo conhecidos pela moça da porta, os garçons e no caso de restaurantes japoneses, os sushimans. No Mori esse processo de fidelização é um pouco mais forte  devido ao serviço frontal e personalizado no sushibar.

Gourmet San a partir de sua 2a visita ao Mori resolveu sentar no balcão e desde então fez questão de ser atendido sempre pelo mesmo sushiman (Salve Retalhador!). Durante 5 anos de visita ao restaurante, uma ou outra vez arrisquei ir fora do balcão, mas não foi a mesma coisa, tem gente que ama da mesma maneira, mas para mim, pobre mortal, o custo benefício é muito maior no balcão mesmo. Então as pessoas que dizem que não acham o Mori bom, talvez devessem tentar o balcão, e mais de uma vez.

Porém chegou o momento de encerrar as reviews do Mori Sushi, pelo menos por enquanto, são muitas já, então teremos esta  review e mais uma que merece ser postada. Depois vamos dar chance a outros restaurantes, ok? A visita deste post foi no dia do aniversário do Gourmet San!

Para começar foi servida uma bela seleção de sashimis:

 Acima, vocês podem ver, da esquerda pra direita: atum, salmão, dourada, carapau e polvo! Todos são fenomenais, em especial o salmão, o carapau e o polvo! O restaurante possui uma nutricionista e uma rotina de recolher amostras de cada peixe para assegurar a qualidade do pescado servido. Geralmente não sou muito fã de me encher de sashimis, porém nesta ocasião eu estava com vontade de comer variedade de peixe mesmo!

A seguir uma das melhores entradas que você pode ter, um usuzukuri de salmão e camarão com molho ponzu, ovas e cebolinha. Para quem está acostumado a comer entradinhas de salmão no molho ponzu, essa é das melhores, muito resfrescante, dificilmente deixar uma sequer fatia no prato, recomendo muito!

 Seguindo no jantar de aniversário, alguns nigiris de salmão skin com lâminas de limão, claro que tudo com molho tarê por cima. Muito bom, apesar de não ser um de meus pratos favoritos, eu aprendi a apreciar no decorrer dos anos!

O prato a seguir é um dos mais famosos do Mori Sushi e é campeão de pedidos, tenho certeza! É o netamaki, também conhecido por butaah jow ou simplesmente porquinho, hahaha. É um enrolado de salmão com camarão empanado, couve crispe e molho tarê! Comeria todo dia este prato, muito bom mesmo, nota 10!

Até agora, com esses pratos, você consegue perceber que o Mori é um restaurante que serve um sushi contemporâneo, certo? Mas eles também sabem fazer o tradicional, um exemplo é que pedi um tirashi sushi (chirashizushi) e o resultado foi o abaixo!

Estava ótimo, uma refeição completa! Hahaha, atum, salmão, polvo, carapau, camarão, dourada e claro que por baixo de tudo isso o arroz para sushi, o shari! Claro que não podemos comparar o tirashi do Mori com outros por aí, pois diversos restaurantes tradicionais oferecem tirashis de nível altíssimo, com ovas, enguia etc, etc. Mas para um rodízio está bom demais!

Seguindo com meus pratos favoritos do Mori Sushi, temos o golden uraebitem, que é o enrolado uramaki com camarão empanado e ovas! E como vocês podem ver ele possui alface no meio ainda. Este é o tipo de enrolado que quando você come, você esquece de todos os outros! Mas ele não está sozinho neste grupo…

Como foi dito acima, há alguns enrolados que te fazem esquecer dos normaizinhos que você já comeu, um deles é o uraebitem com ovas acima, porém há variedades, com outros tipos de tempero, como o abaixo, com cebolinha e alho frito, que é tão bom quanto, se não melhor! Neste abaixo você pode ver que vai creamcheese e um pouco de molho tarê também, estou louco para fazer em casa!

Desses enrolados inesquecíveis, há um último…que é sensacional e segue bem a linha contemporânea de sushi que o Mori segue! Se trata de um enrolado de salmão estilo jow com creamcheese, com salmão e camarão no topo e claro molho tarê! É com experiências como essas que faz o Gourmet San dar uma incrementada por conta própria em pratos de outros restaurantes, como o Shake Negui da Temakeria e Cia!

Claro que eu não sou fã de sushi com creamcheese, porém se a proposta é essa, tem de fazer bem feito como foram esses enrolados acima! Um negócio é servir um uramaki de salmão com creamcheese com arroz ruim, sem tempero e gelado, outra, totalmente diferente, é servir o que o Mori serve: um sushi contemporâneo de qualidade.

Os próximos 2 pratos talvez sejam os maiores representantes da culinária japonesa contemporânea do Mori!

Primeiramente, nigiris de atum chamuscados e temperados com alho frito entre outras coisas.

É simplesmente uma delícia, dá vontade de comprar um desses mini lança-chama para fazer igual em casa! Lógico que a qualidade do atum também é ótima!

Por último, o prato que demonstra todo interesse do restaurante em se mostrar a frente de todos os outros, sendo referência em rodízio de sushi de São Paulo.

É o Salmão Gravlax! Uma receita nórdica de salmão, onde o salmão é curado e fica armazenado por dias com uma mistura de açúcar, sal e ervas. O resultado é delicioso, além de visualmente diferente!

Eae, gostaram da seleção do jantar? Bom, então vamos voltar a discussão inicial do post…se você for ao Mori Sushi você comerá tudo isso acima? Não, muito provável que não.

Primeiro que eles são um restaurante que tentam sempre servir coisas diferentes, além dos clássicos é claro, então talvez alguns pratos não estejam disponíveis, como algum peixe ou ingrediente especial (salmão gravlax por exemplo). Segundo que voltamos aquilo da fidelidade do cliente, me diga, vocês acham que eles vão mandar para mesa nigiris estilizados? Polvo no sumissô? Sashimi de carapau?  E arriscar ver o garçom voltar e jogar tudo fora? Claro que  não…

Então como fazer para conseguir o melhor do Mori Sushi? Primeiro, tente sentar no balcão, não ignore o sushiman, mostre que você gosta e se interessa pela comida japonesa além de temakis de salmão completo e também está disposto a comer coisas diferentes. Segundo, não adianta ficar mudo e achar que os pratos lindos vão surgir na sua frente, o sushiman não é advinho, converse com ele, diga o que gosta ou gostaria de experimentar! Caso você não sente no balcão, não é o fim do mundo, converse com o garçom, peça pratos e ingredientes diferentes!

Agora já falei muito, vamos comer um sushi que ganhamos mais.

Abs

Sushi Yuki – Melhor Restaurante Japonês de Buenos Aires

Gourmet San hoje tem um post diferente: uma review de um sushi estrangeiro!

Vocês lerão abaixo um depoimento sobre o melhor restaurante japonês, não de São Paulo, mas de Buenos Aires! Pois é, em pleno país das carnes, fui atrás do melhor sushi hermano!

A tarefa não foi fácil, muita pesquisa na internet, consulta de diferentes fontes, reviews e acabei por formar uma listinha dos melhores. Mas no final das contas escolher foi fácil, o Sushi Yuki do Chefe Kazuo-San tem depoimentos como: “o único restaurante japonês de BA sem creamcheese no cardápio”, “sushis tradicionalmente japoneses” ou “melhor restaurante japonês de Buenos Aires de longe”. Portanto já tinha me escolha, o Sushi Yuki, localizado na Rua Pasco, 740, no bairro Congreso, tel 4942-7510.

Uma das reviews que li diziam que era bom fazer reservas para não ter surpresas! Segui a dica e liguei um dia antes, reservando as 21h o balcão para duas pessoas. Fiquem sabendo que lá se fala, além do espanhol, inglês e japonês! Então fique a vontade de usar outras línguas caso não domine o espanhol. O restaurante existe há mais de 40 anos, quando o pai de Kazuo San veio do sul do Japão para Buenos Aires e desde então o chefe vem trabalhando com culinária japonesa!

Chegou a hora, pegamos um taxi do hotel e passamos o endereço ao motorista. Não diga que você vai ao Sushi Yuki, a esmagadora maioria não conhece, as pessoas que perguntei sobre o restaurante, não o conheciam, ou seja, tiro duas conclusões: 1- os argentinos realmente não estão muitos ligados ao sushi tradicional e 2- o Sushi Yuki é uma jóia escondida na cidade de Buenos Aires. E é escondida mesmo, chegando no local, a entrada é de um prédio comum e você precisa olhar pela janela para ver que a 1a porta da direita possui decoração japonesa. Tocamos a campainha e a porta elétrica foi aberta.

Balcão reservado no Sushi Yuki

O ambiente é muito legal, sóbrio, consegue ser simples e decorado ao mesmo tempo, coisa de japonês né? Poucas mesas, 2 ou 3 salinhas com tatame o logo na sua frente o balcão com 6 lugares e o Chefe Kazuo-San atrás. Quem te recepciona é um jovem japonês de 20 e poucos anos super simpático e poliglota.

Chefe Kazuo-San

Nos sentamos e demos uma olhada no cardápio mas eu já sabia o que ia pedir: omakasê, a escolha do chefe! Mas após consultar Kazuo-san, o jovem japonês nos disse que é preciso avisar com 1 dia de antecedência para ele preparar alguns pratos especiais. Pois bem, retornamos ao cardápio e pedimos um Tirashi-sushi  (Chirasizushi) pelo valor de 110 pesos (algo como 50 reais)! O chefe nos perguntou se sabíamos o que era, eu disse que sim e em seguida eles no perguntou se queríamos o tradicional ou o no estilo Osaka, que segundo ele o arroz vai misturado com os demais ingredientes. Achei melhor fica com o tradicional, com o arroz na base.

Antes do tirashi nos serviram 4 diferentes entradas, uma melhor que a outra, acompanhem:

Entradas servidas para 2 pessoas

Eae, identificaram alguma? Já adianto que todos estavam deliciosas, vou analisar uma a uma pois elas merecem.

Primeiro a entrada menos impressionante de todas, o atum cozido, picado e temperado.

Entradinha de atum

Eu digo que ele é a mais simples pois ele lembra um patezinho de atum só que mais bem elaborado, obviamente feito com carne de atum de melhor qualidade, temperado com gergelim, cebola etc.

A segunda entrada foi inédita para o Gourmet San! Como ainda faltam restaurantes tradicionais japoneses especializados em sushi para eu visitar, nunca tinha provado o tamagoyaki, omelete japonês, mas isso acabou essa noite!

Tamagô(yaki)

Se eu posso descrever este prato com uma frase é: a arte de fazer ovo frio ser uma delícia. O tamagô é bom mesmo, me surpreendi, o sabor do ovo fica leve e dá gosto de saborear. O processo para fazê-lo é bem difícil como já falamos aqui no blog.

A 3a entrada é um clássico japonês que eu acho que deveria ser mais explorado pelos restaurantes japoneses aqui do Brasil, a bardana!

Raiz de bardana temperada

Raiz de bardana é muito bom e faz super bem, além de que é uma delícia servida desta foram, no Sushi Yuki ela levou uns temperos extras como gergelim! Comeriam uns 2-3 desse.

A 4a e última entrada foi a fantástica saladinha de polvo e lula molho ponzu!

Polvo e lula no molho ponzu

Esses 4 pequenos pratos foram um início nota 10 ao jantar. Claro que nenhum deles é cobrado ou faz parte de algum couvert obrigatório que será somado na conta final. Tudo já está incluso em sua refeição!

Enquanto terminávamos as entradas o Sr. Kazuo nos observava e deixava a postos o Tirashi e assim que terminamos ele estendeu sua mão e entregou o belíssimo prato abaixo!

Tirashi do Sushi Yuki

O Tirashi contemplava salmão, atum, camarão, polvo, hirame, shitake, tamagô e anagô! Todos ingredientes estavam deliciosos assim como o arroz shari, perfeitamente temperado, comemos tudo com muito prazer, sonharei por um bom tempo com este tirashi! A grande surpresa para mim foi o shitake, confesso que quando o vi fatiando não fazia idéia do que era, mas combinou perfeitamente com tudo servido! Vamos dar uma olhada em duas fotos com zoom pois merece!

Tirashi do Sushi Yuki

Abaixo você pode ver bem no topo do prato os cogumelos shitake! Não posso esquecer de citar o atum, com uma coloração tão viva quanto jamais vi, assim como um gosto bem mais agressivo, delícia!

Tirashi do Sushi Yuki

Após o Tirashi, peguei o cardápio novamente e já sabia o que ia pedir, a sequência de sushis (nigirisushi) a escolha do chefe! O prato custa 120 pesos, por volta de 60 reais! O Sr. Kazuo me perguntou se eu queria os sushis em duplas ou unitários, lógico que pedi unitários, assim a diversidade seria muito maior! O chefe também me perguntou se eu queria o wasabi ao lado ou dentro dos nigiris, lógico que pedi dentro!

Em pouco tempo Kazuo-San estendeu o seguinte prato para nós:

Sushis pela escolha do chefe

Acima vocês podem ver nigiris de salmão (shake), atum (maguro), lula (ika), anagô, camarão (ebi), polvo (tako), hirame, robalo e gunkam de foie gras de peixe. Sim faltam alguns sushis para serem identificados, mas juro que já me senti meio que intruso perguntando sobre o hirame, apesar de ser bem receptivo, não dá vontade de interromper muito o Sr. Kazuo enquanto ele trabalha.

Vejam abaixo o sushi de lula e do lado direito o gunkam de foie gras de peixe

Eu achei que seria difícil bater o Tirashi mas essa escolha de sushis do chefe foi sensacional, todos peixes fresquíssimos e muito refrescantes. Para mim a grande surpresa foi o gunkam de foie gras de peixe, uma delícia, o chefe espreme um limãozinho em cima para completar. Outro fato que faz os nigiris de chefe Kazuo tão bons é o acabamento e detalhe em cada um dos sushis, deem uma olhada como o sushi não é apenas arroz e peixe. Por exemplo, o polvo e o anagô levam um molho em cima, alguns outros sushis acompanham temperinhos (geralmente shissô) que ficam presos ao sushi pela fitinha de nori.

Veja os temperinhos presos nos sushis!

Quando você termina você fica feliz e triste. Feliz pois acabou de comer sushis fantásticos e triste pois acabou e não sabe quando comerá algo assim novamente.

Perguntei jovem japonês que serve como intérprete se eles possuíam algum tipo de ovas como uni (ouriço) ou ikura (salmão)! O chefe nem esperou a tradução e já disse com cara meio triste que estando na Argentina ele não consegue importar!

Como ainda havia um espacinho na barriga pedimos mais 2 pratos.

O primeiro é a famosa sopinha de missô (missoshiro) que acompanhava tofu, o preço era 30 pesos (15 reais), comparando com o mercado brasileiro o valor é alto, porém me deu uma expectativa de vir algo realmente bom!

Sopa a base de Missô

Ela, como o resto do jantar estava muito boa e como uma sopa de missô deve ser: reconfortante!

O último da noite, para fechar com chave de ouro foram 3 fatias de sashimi de atum que estavam me encarando desde que sentei no sushibar! Após consulta o preço das 3 fatias ficou por 25 pesos, 12 reais! Ótimo preço!

Sashimi de atum

Quando o Kazuo San pegou o filé do atum para fatiar, fiquei de olho na espessura dos cortes, queria ver a técnica e se os sashimis seriam no estilo japonês (mais grossos). E foram como você puderam observar!

O prato montado com nabo e folha de shissô merece um zoom, foi a forma perfeita de encerrar a noite:

Sashimi de atum com corte japonês

Antes que me perguntem se não bebemos nada, pedimos o bancha, chá verde tradicional servido em muitos lugares. Mas o sushi Yuki não trabalha com bancha para minha surpresa e sim com o sencha, tão bom quanto, se não melhor! E claro que, como bom restaurante japonês, o Sushi Yuki não cobra pelo chá!

Sencha

Depois de tantas descrições, espero que vocês fiquem com a imaginação e vontade de visitar o Sushi Yuki. Sem dúvida é uma visita obrigatória para quem passa por Buenos Aires!

O valor é muito em conta para o que foi servido, 285 pesos para duas pessoas (não cobram serviço), algo em torno de 70 reais para cada um. Me diga, onde em São Paulo você paga 140 reais por tudo isso? Eu te respondo, em lugar nenhum!

A dica é: foi para Buenos Aires? Esqueça as carnes um dia e visite o Sr. Kazuo e o Sushi Yuki.

 

Restaurante Yashiro – buffet de sushi com ovas e ostras!

Olá amantes da culinária japonesa!

Se vocês acompanham o blog, devem ter lido a review que foi feita do tradicional Restaurante Japonês Yashiro, Rua. Fernão Dias, 525, tel 3812-3203, em Pinheiros! É uma das melhores opções de almoço para quem gosta de bons sushis, sashimis entre outras coisinhas como ovas e ostras.

Da primeira vez já tinha sido sensacional, porém fiquei meio decepcionado apenas por não ter dado sorte de ter encontrado ostras! Mas confiei nas palavras dos garçons e da simpática senhora japonesa do caixa e retornei! O buffet do almoço fica por R$ 50,00 é um dos melhores custo benefício da cidade! Realmente não tem do que reclamar…acompanhem abaixo.

Como eu já sabia como funcionava o sistema, não perdi tempo, deixei minhas coisas no balcão, peguei um prato e parti para o buffet!

Acima vocês veem o balcão do Yashiro, ele parece desabitado porém não se iludam, fiquei meio sem graça de tirar com os 3 sushimans japoneses lá, um deles bem velhinho, então aproveitei um momento de ausência.

Mas…vamos falar de comida, o buffet do Yashiro é dividido em duas partes, o frio e o quente. O quente não chama muita minha atenção, eles servem uns 8 pratos entre shimeji, guiozas, macarrão etc. Então eu me concentro nos frios!

Como o Yashiro oferece ovas e ostras, não pensei duas vezes, 3 gunkam de ovas, 1 deles de uni (ovas de ouriço) . Peguei também alguns tempurás de camarão que estavam muito melhores do que os da 1a visita minha, agora crocantes e cheios de sabor. Os sashimis e sushis estavam bons também! Ah o rolinho primavera também estava melhor do que antes, mais quente.

Claro que eu não posso esquecer de um dos principais e mais deliciosos ítens, 3 ostras que não são grandes e as ostras empanadas, são boas demais, vejam elas no espetinho, com limão, sem palavras vocês precisam provar.

Ostras temperadas

Após finalizar este prato, logo levantei e fui para o segundo. Infelizmente com apenas 1h de almoço fica difícil comer com calma =( . Geralmente quando vou para o repeteco eu pego algo que me agradou muito e os que deixei para trás na primeira sentada.

Como vocês podem ver abaixo, é óbvio que os meus favoritos disparados são os sushis gunkam ovas, agora com as pretas (de peixe voador) e as verdes (temperadas com wasabi). As ostras também nunca são demais, atenção que elas possuem tempero picante de tabasco. Peguei também a mais da ostra empanada  e o tempurá de camarão, que como eu disse, estava muito bom. Na parte de baixo ao lado das ostras empanadas você vê o frango empanado, infelizmente não estava bom, meio borrachudo demais e frio.

Calma, vocês podem ter achado que esqueci dos nigiri sushi do centro do prato, mas não! Eu quero falar em especial do salmão skin. O Yashiro faz algo sensacional, ele realmente serve um salmão skin muito pouco tostado ou queimado, ele é servido praticamente como tirado direto do peixe. Fiquei bem receoso, mas claro que confio na experiência dos sushimans de lá! Provei e me surpreendi, uma delícia, é um outro conceito de salmão skin, vocês não concordam?

Ovas servidas no buffet do Yashiro

Para finalizar meu almoço delicioso no Yashiro, o terceiro prato. Geralmente na minha última ida ao buffet eu tento pegar o que acho indispensável numa refeição japonesa, principalmente com sushi. Então caprichei nos nigiris que são a forma de sushi mais tradicional! Vejam que peguei novamente um nigiri de salmão skin! Juro que me surpreendia ao por na boca, muito bom e macio.

Não pude esquecer das ostras, elas não tão grandes como as do Hideki, mas pelo custo benefício, reclamar seria ridículo. Por último, mas não esquecidos, repetecos de sushis de ovas de ouriço, uni e de peixe voador, e 3 sashimis de polvo com formatos diferentes! Eu sei que muitas pessoas ainda não gostam de ovas mas deveriam experimentar são cheias de sabor e textura.

Esta foi minha 2a experiência no buffet de comida japonesa do Restaurante Yashiro em Pinheiros. Vale muito a pena, claro que R$ 50,00 num almoço não é algo rotineiro, mas vale a pena dar uma economizada e ir de vez em quando! É de longe um dos melhores custo-benefício da cidade de São Paulo!

Recomendadíssimo pelo Gourmet San! Voltarei sempre!

 

Restaurante Sushi Massao – boa opção de rodízio no caro Itaim!

Olá a todos!

Como todos sabem, o trabalho do Gourmet San é visitar restaurantes japoneses e fazer reviews caprichadas para vocês terem uma real e honesta noção do que esperar antes de escolher onde comerá seu sushi de cada dia.

Desta vez o escolhido foi o Sushi Massao, localizado na Rua Adolfo Tabacow, 218 – Itaim Bibi , tel 3078-2260 (http://www.sushimassao.com.br). Algo raro nos dias de hoje, no Sushi Massao você encontrará o próprio Chefe Massao atrás do balcão, aliás, aproveite que eles servem rodízio de sushi no balcão e sente-se lá. Claro, se você não quiser, ainda terá como opção mesas e até tatame!

Chegamos por volta das 22h em uma sexta-feira e o lugar estava mais ou menos vazio, 50% das mesas ocupadas. Sentamos logo no balcão e confirmamos o valor do rodízio que nos haviam dito, 40 e poucos reais porém com a possibilidade de um rodízio especial de balcão com ingredientes extras, como camarão e ovas! Tentei saber o valor deste rodízio avantajado, porém acabaram não me informando, mesmo assim disse logo ao Sr. Massao no balcão que seria com ovas pois senti firmeza de que não sairia muito absurdo.

No começo o atendimento foi meio mal humorado, tanto o ágil Sr. Massao como a garçonete, pois na hora que pedimos os pratos quentes ela nos atendeu como se estivessemos atrapalhando.

Porém como eu disse acima, no balcão do Sr. Massao o negócio é rápido e dinâmico, mal sentamos e falamos o que queríamos ele já começou a colocar comida em nossa frente, direto no balcão, assim que é bom!

O sashimi de salmão estava bem fresco e super saboroso, os gunkam de ovas de capelim temperadas com wasabi estavam igualmente bons, a alga muito crocante assim como deve ser! Gostei de ver, poxa eu escolhi um rodízio com ovas, nada melhor do que servir isso logo de cara! Odeio aqueles restaurante que querem que você encha a barriga com besteiras para não comer os ingredientes mais caros! Ponto pro Sushi Massao.

O Sr. Massao e os outros 2 sushiman do balcão são bem ágeis e iam montando nosso balcão de forma bem dinâmica. Outra coisa que gostei foi que eles servem de forma individual, com porções iguais para as pessoas sentadas e não um amontoado de sushis unitário.

Continuando com o que nos foi servido, nigiris de atum, de salmão e sashimi de salmão marinado! Quero que vocês comecem a reparar em como os sushis e sashimis são postos no balcão, mais a frente comentarei!

Como já disse, os peixes do Massao são bem frescos mesmo e o arroz servido é gostoso, não é gelado nem quente, é temperatura ambiente. O salmão que eles estavam usando sem dúvida era de um peixe bem grande pois os cortes eram generosos e as listras brancas bem espessas, depois dei uma olhada na geladeirinha do sushibar e pude comprovar isso.

Abaixo vocês veem mais uma parte do balcão, com sashimi de polvo bem macio, nigiri de salmão, sashimi de salmão e um nigiri de camarão com creamcheese, nunca tinha comido assim e fica até que bonzinho viu! Porém deem uma olhada no sashimi de polvo, um empilhado em cima do outro, não gostei muito, meio que desleixo…

Agora abaixo uma pequena obra de arte do Sr. Massao, um gunkam de ovas com 3 lâminas de pepino que combinam perfeitamente com o sabor do sushi! Nota 10! Muito bonito e gostoso! Apreciem:

Bom…vocês não tão sentido falta de nada? Os pratos quentes! Logo que começamos o jantar pedimos a garçonete os harumakis de carne de porco com legumes (rolinhos primavera), guiozas, shimeji e tempurá de legumes! O tempo foi passando…não veio rapidamente, por um lado isso é bom, quer dizer que eles fazem na hora, por outro lado pode parecer que eles esqueceram! Bom foi meio a meio!  Por uma lado os harumakis e guiozas vieram bem quentinhos (embora o guioza tenha vindo frito, no vapor ou na chapa é bem melhor!), por outro lado esqueceram completamente do shimeji e dos tempurás!

Mas o jantar não fica por aqui! O Sushi Massao possui sushis mais criativos e muito saborosos!

Nos serviram sashimi de robalo com lâminas de limão! Estavam gostosos, mas nada demais, apenas ok. É gostoso comer um sashimi de peixe branco bom, servir peixe prego não dá!

O que você vê abaixo são duas variações de sushi jows, ambos bons e eu repetiria umas 10x!

Agora talvez o sushi mais sem graça da noite, mas que mesmo assim estava ok devido a qualidade do peixe e do arroz, uramaki de salmão com creamcheese. Não culpo o Sushi Massao, a grande maioria das pessoas gosta deste enrolado…

A grande decepção de todos os pratos: o sashimi de atum! Estava bem ruim, fibroso demais. Gourmet San que já fez sashimi de atum muitas vezes sabe que provelvemente foi utilizado uma ponta do filé do peixe. Isso foi muito triste pois na geladeirinha deles do sushibar havia um lindo pedaço de atum bem vermelho!

Sempre é bom comer algo inédito e isso foi proporcionado! Um dos 3 sushimans nos serviu o prato abaixo, é meio que um sushi jow com molho tarê, salmão skin e gergelim!

Quando eu achei que a criatividade deles já tinha acabado nos serviram um nigiri de salmão com ovas em cima, algo que eu só tinha visto no Hiro e parecido apenas no Mori Sushi! Estavam bom demais, diferente do sushi gunkam de ovas do começo do post, este não é temperada com wasabi, portante não são picantes!

Para finalizar, mais um sushi que eu só havia comido no Mori Sushi, o americanizado spicy tuna uramaki, ou seja o enrolado de atum apimentado com tabasco e com cobertura de salmão. Ele é muito gostoso e acho que é algo que os restaurantes brasileiros deveriam começar a incorporar mais nos cardápios dos rodízios.

Bom gente, este é o rodízio que comi no Sushi Massao, ele é bom, ótimo custo benefício, provavelmente o melhor da região, são poucos lugares que servem essa variedade, inclusive com ovas, por 53 reais o rodízio com ovas, polvo, camarão etc.

Porém o Sushi Massao precisa dar uma acertada em algumas coisas. Primeiro  o atendimento um pouco desleixado e desatento, tanto no balcão como das garçonetes. Em segundo lugar, o local precisa dar uma renovada, ele tem muita cara de self-service por kilo de horário do almoço.  O principal seria uma troca na cor do balcão de sushi, o que já daria um ar mais sóbrio ao local, como também uma repaginada na mobília e na parte do caixa que estava bem bagunçada.

De resto eles estão muito bem, lugar bom, preço bom, qualidade e variedade do sushi boa! Caso  deem uma retocada nestes pontos eles poderiam concorrer com os restaurantes pops do Itaim Bibi! Porém talvez a proposta seja justamente esse diferencial mais simples! Nada contra, o que importa no fundo é a comida mesmo! Então se você está cansado de pessoas esnobes e quer um lugar tranquilo, vá ao Sushi Massao!

Restaurante Sassá Sushi

Olá a todos!

Em busca de  restaurantes para novas reviews e experiências, Gourmet San resolveu visitar um semi-pop restaurante japonês da noite paulistana, o Sassá Sushi, localizado na R. Horácio Láfer, 640  São Paulo, 04538-083 (11) 3078-4538 (www.sassasushi.com.br/). Estava para visitar esse restaurante já fazia um tempo, mas ele sempre perdia para outras opções como o Mori Sushi! Mas não agora, impulsionado por algumas reviews na internet, decidir visitá-lo!

Sassá Sushi sem dúvida possui concorrência de diversos outros restaurantes japoneses tops por estar numa região nobre, principalmente os da R. Mário Ferraz, como Original Shundi, Shinjuku, Koban e Aoyama. Porém ele possui alguns diferenciais gastronômicos que o fazem valer a pena e o preço é competitivo para a região, o rodízio de sushi completíssimo sai por R$ 57,00!

Quando cheguei, achei o ambiente um pouco vazio demais para uma sexta-feira a noite, o lado bom é que foi possível escolher um lugar bom! A iluminação é bem indireta e em todas mesas tem velas, muito legal, embora eu não ache que combine com comida japonesa…

Um garçom gordinho e careca foi bem dinâmico em explicar e anotar as entradas e o que queríamos, embora a cara dele de emburrado durasse por boa parte da noite, ele fez um bom serviço. Talvez sua irritação fosse devido a alguma falha interna, pois era possível ouvir um telefone tocar sem parar num outro ambiente e ninguém atendia.

Estava friozinho e resolvi pedir um chá verde para dar um esquentada e no final da refeição ajudar na digestão. Infelizmente eles cobram, não muito, mas uns 3 reais…E infelizmente também, ele não veio naqueles copinhos de cerâmica clássicos japoneses, veio numa xícara!

Chá verde em xícara...???

Poxa, é muito chato tomar um chá verde em xícara num restaurante japonês, me senti num chá da tarde inglês!

Depois dessa decepção começou a chegar a comida, fiquei muito atento aos campeões de reviews positivas, a lula e camarão na manteiga e ervas!

Para quem não sabe, esses pratos são bem perigosos de se fazer e bem fáceis de dar errado, pois ambos podem ficar borrachudos!

Porém o Sassá Sushi acertou em ambos pratos, a lula (ika em japonês) foi a grande surpresa positiva, bem temperada, muito gostosa, e nada borrachuda! Quase nenhum restaurante serve lula  mas realmente é um bom prato, desde que não esteja borrachuda!

O camarão estava bom também…mas não igual a lula. O sabor estava muito bom, bem salgadinho e macio, a única coisa que me incomodou no prato foi o excesso de molho meio aguado!

 As outras entradas foram boas, principalmente o shimeji. O Sassá Sushi não foge do comum, serve os cogumelos na chapinha de ferro quente. O tempero estava ótimo, eu gostei do tamanho das porções, perfeito para o consumo de cada pessoa! Vejam como o ambiente de velas ficou legal apesar de eu não gostar muito.

Você podem ver no shimeji acima, assim como na lula e no camarão, as folhinas verdes e outros temperos para aumentar o sabor. Acho muito legal isso, mostra a preocupação dos chefes em realmente temperar cada prato e tirar o máximo de sabor, afinal é para isso que pago para ir a um restaurante! Shimeji na manteiga qualquer um faz um mais ou menos em casa!

Seguindo o jantar tivemos outras entradinhas!

Guiozas fritos…Uma pena, poderiam ser no vapor, creio que para o nível do restaurante seria melhor. Talvez eles até sirvam a versão mais saudável, mas não nos foi oferecido.

Harumakis  (rolinhos primavera) de queijo…neste eu nem toquei, pela cara já vi que era de queijo! Me desculpe mas com esse tipo de prato eu realmente me revolto e seja com qual restaurante for, servir pastel de queijo é forçar a barra, para mim harumaki é com repolho!

E talvez uma das melhores entradas, bolinhos de salmão empanados com molho picante! O molho é um show a parte, já comi algo parecido no Midori! É algo que aprecio muito, lembra um pouco o molho barbecue mas  com uma outra proposta, e sem dúvida deve ir gengibre pois ele é picante, doce e refrescante ao mesmo tempo!

Carpaccio de salmão no molho a base de maracujá e ceviche de peixe branco!

Esses 2 pratos estavam bons demais, no ponto mesmo, o ceviche estava extremamente macio e saboroso e o salmão combina muito bem com o molho a base de maracujá que eles fazem. Porém a apresentação do carpaccio de salmão deixa a desejar, muito jogado, poderia ser mais bem montado!

Bom, já tem texto demais das entradas, vamos logo para os pratos principais e o combinado de sushi e sashimi!

Eles servem um sushi jow flambado, delícia! Mas poderia ser melhor, acho que faltou um molho tarê e talvez um creamcheese no lugar do arroz (apesar de eu ser contra creamcheese em sushi, se é para ir para esse caminho, vá até o fim).

Neste ponto, o garçom gordinho com cara de emburrado já estava mais solícito e outros garçons estavam muito sorridentes nos servindo, então tivemos a idéia de pedir um sushi flambado diferente e eles toparam!

Nos serviram um sushi jow flambado mas agora com uma cobertura de shimeji com cream cheese em cima!

E para quem não notou, olha só o cuidado do Sassá Sushi na apresentação do prato, eles colocam fatia de pepino embaixo de cara sushi para que ele não seja encharcado pelo óleo!

Também foi servido um belo combinado de sushi e sashimi!

Para minha surpresa tudo veio impecável e emboas proporções, nota 10 pro sushimen do Sassá Sushi que mandou bem nas quantidades e nas escolhas dos sushis e sashimis. Dê uma olhada, sashimi de salmão, atum e polvo, todos bons com boas espessuras, nada muito fininho. Também serviram nigiris, jows e enrolados variados, inclusive com algumas ovas em volta!

Após acabarmos com este combinado, pegamos o cardápio do rodízio e pedimos mais alguns pratos especiais!

Sashimi de salmão selado com molho tarê e gergelim:

Sashimi de atum selado com molho tarê e gergelim:

Ambos pratos estavam deliciosos mas um pouco pesados demais! Creio que os chefes do Sassá Sushi podem dar uma revisadas neles e mudar a finalização, com diferentes temperos, crostas e molhos! Fica a dica!

Também nos serviram um prato que me surpreendeu muito, sashimi de polvo num molho escuro que parecia ser a base de shoyu e azeite! Realmente muito bom e diferente, eu já comi polvo no missô, polvo a provençal, porém nunca assim! Mandaram bem!

Você acha que acabou? Não! Nossa fome estava grande e os sushimens estavam animados, então pedimos mais um prato ainda, sashimi de hadock defumado!

Nunca havia provado este peixe, e pouquíssimos restaurantes o servem! Nota 10 ao Sassá Sushi por isso! O sabor é bem característico, parece chester e possui uma consistência muito macia, é delicioso mesmo!

De sobremesa está incluso sorvete Haagen Dazs!

Sorvete Haagen Dazs de doce de leite

Encerro por aqui esta análise pois já estou ficando com saudade de todos esses pratos! Fomos muito bem servidos e retornaria sem dúvida. O preço de 57 reais pelo rodízio é bom e é incrível a variedade de pratos bons que são servidos!

Há algumas falhas e melhorias que eles podem fazer, é verdade e precisam ser ditas! Não dá para servir chá verde japonês em xícara! Também é preciso dar um up no ambiente, arredondar a finalização de alguns pratos e, sem dúvida nenhuma, um restaurante moderninho como este precisa de um sushibar onde clientes possam sentar de frente para o sushiman e serem servidos diretamente.

Sassá Sushi pode ser “cabeça” dos melhores rodízios de sushi de São Paulo, bastam algumas mudanças essenciais para isso.

Restaurante Hideki – delivery de sushi!

Olá a todos!

O Gourmet San está “preguiçoso” nesse frio e ultimamente tem pedido mais sushi delivery para aproveitar e analisar alguns serviços desses! Se você acompanha o blog do Gourmet San e gosta de pedir sushi em casa, sem dúvida leu a review campeã de acessos do Meu Sushi e também a mais recente do Flying Sushi!

Pois bem, desta vez demos um passo adiante e pedimos um sushi de um restaurante japonês bem tradicional e famoso, o Hideki! Há diversas reviews do Hideki aqui no Gourmet San, desde Restaurant Week, passando por buffet no almoço e rodízio no jantar. No quesito delivery o Hideki não possui um serviço próprio, eles terceirizam através do DiskCook!

Para pedir deveria ser fácil, apenas entrar no site deles, realizar o cadastro e fazer seu pedido, porém não foi bem por aí. Logo de cara uma incoerência grande, quando chequei meu CEP na área de entrega ele foi aceito, mas assim que fui finalizar meu pedido deu erro, dizendo que eu estava fora da área de entrega. Resultado, tive de ligar! Até que foi tranquilo, a atendente pegou meus dados, meu pedido, meu CEP foi aprovado mas na hora de pagar não havia opção de pagar direto para o entregador e tive de passar meu cartão de crédito via telefone para o DiskCook e rezar para que todos que trabalham lá ajam de boa fé e não utilizem meu dados para fins indevidos.

Após realizar o pedido o tempo de espera ficou no mesmo que Meu Sushi e do Flying Sushi, por volta de 50 minutos, mas o pessoal do DiskCook  me ligou algumas vezes com dificuldade de encontrar meu endereço e depois o entregador ficou pedindo desculpas de forma muito acintosa, não gostei muito do tom, me pareceu até um pouco irônico ou ele queria gorjeta, algo assim. Porém 15 reais de entrega é demais para o meu gosto para ainda dar algo ao motoboy!

A sacola de entrega do Hideki é muito chique! Parece que você saiu de alguma loja de roupa da Oscar Freire!

Dentro estava tudo arrumadinho!

Vejam o que veio dentro da sacola! De brinde recebi uma mini garrafinha de azeite extra-virgem e uma revista de culinária oriental chamada Hashii.

Agora chegou a hora de analisar cada prato!

Primeiro o mais simples, o gohan, ele veio morno, sendo que gostoso mesmo é bem quentinho, ele estava ok, nada demais. A porção veio bem grande como vocês podem ver na embalagem de papel alumínio, o preço é 3 reais, achei bem barato!

Também pedi 2 duplas de sushi ao preço de 8 reais cada uma: peixe serra e carapau.  Eram as duplinhas mais baratas e que iriam me satisfazer! Vejam abaixo como elas vieram dentro da embalagem:

Terrível correto? Isso vai totalmente contra o que a culinária japonesa preza: harmonia em todos aspectos da refeição, sobretudo na apresentação! O Hideki deveria ter embalagens menorzinhas para acomodar melhor os sushis e eles não saírem rolando assim! Ou colocar recados de que os sushis extras foram inseridos no combinado maior. Bom…antes de comer eu dei uma arrumadinha neles.

Apesar da apresentação terrível, os sushis estavam muito bons não há como negar, a qualidade dos peixes do Hideki é top mesmo!

Deixando de lado os coadjuvantes, vamos partir para o centro das atenções, o Super Combinado Especial compreço de R$135,00! Salgado né? Sim…porém eles oferecem muitos sashimis, nigiris, ovas e sushis exóticos!

Vamos dar uma olhada nele:

A minha primeira surpresa foi sem dúvida os tekkamakis (enrolados de atum) que vieram acompanhados com ovas de salmão (tobiko) em cima! Gostei muito mesmo! Quando você morde as ovas, você sente elas estourando e depois soltando um leve gosto de salmão!

Mas os tekkamakis são o menos importante! Os sashimis do Hideki é que são incríveis! Eles possuem uma grande variedade, e a qualidade é sempre impecável. Neste Combinado Super eles serviram generosas fatias de atum (akami – a parte mais vermelha do peixe), polvo rosado (tako), salmão selado, robalo e vieiras!

Todos peixes estavam muito bons mesmo, o que menos me empolgou infelizmente foi a vieira, as fatias estavam muito finas e acho que faltou algum tempeirinho!

Uma outra parte do Super Combinado foram os nigiris e sushis exóticos! Como nigiris serviram atum semi gordo (chu-toro), atum gordo (o-toro) e de lula (ika), todos eles estavam ok, gostosos, mas nada de sensacionais! Não sei por que mas não consegui sentir muito sabor neles e o arroz do nigiri de alguns estava desmontando.

Os sushis exóticos foram um show a parte!! O primeiro da esquerda pra direita é um enrolado de peixe prego com filhote de enguia e ovas com wasabi. No meio um gunkan de salmão com ovas de salmão! E a direita o mais exótico que já comi! Um enrolado de polvo com ostra apimentada em cima!!! Demais!!!

E por aqui se encerra o delivery do Hideki pedido pelo Gourmet San! Vale a pena? Depende de quanto você está disposto a investir. A comida não é muita, não encherá a barriga, porém a qualidade e variedade realmente é altíssima! Vale a pena uma vez ou outra eu acho!

O único problema real do Hideki são as embalagens de entrega, eles precisam dar um jeito nisso! Os sushis chegam muito bagunçados, revirados etc. É necessário espaços mais compactos para eles ficarem mais firmes e chegarem ao cliente de forma mais apresentável. Alguns nigiris desmontaram, sashimis perdidos no meio dos enfeites de nabo e folhas de shisô.

Abraços

Gourmet San

Restaurante Aya do Chefe Juraci (ex-Jun Sakamoto)

Gente…gente…Gourmet San está ficando mais ousado e vocês verão reviews bem incríveis daqui em diante! O restaurante da vez é o Restaurante Aya, localizado na Rua Pedroso de Moraes, 141, em Pinheiros telefone (11) 3097-9856, (http://www.restauranteaya.com.br/).

O restaurante é novo, não tem nem 1 ano, porém a experiência do chefe é inversamente proporcional! Estamos falando do Juraci, trabalhou como braço direto de Jun Sakamoto por 11 anos, e antes disso foi parte dos badalados Kosushi e Nagayama. Se você acredita em contos de fada essa história é para você, Juraci começou como manobrista, passou para garçom e nas horas livres aprendia um pouco sobre a arte da culinária japonesa! E hoje…chegou onde está: chefe de um dos principais restaurantes japoneses de São Paulo.

Chefe Juraci

Fazia um tempo que eu ameaçava ir ao Aya, porém não foi fácil, eu não tinha idéia de preço e qualquer sushi associado a Jun Sakamoto para mim passa a idéia de algo por volta de 200 reais! Porém desta vez não houve escapatória, pesquisei no site do Aya e vi que o almoço não passava de R$100,00 , e que havia pratos de sushis e sashimis executivos por volta de 70-80 reais. Como para mim o nível esperado de sushi era altíssimo, achei que valia a tentativa!

O restaurante fica na última quadra da Pedroso de Morais antes da Rebouças, e é do lado direito, uma construção de madeira bem moderna com um segurança na porta, não tem erro. Você se aproxima, ele corre para abrir a porta e você adentra a um jardim intermediário que dá acesso ao restaurante, é como se fosse uma salinha de espera. Assim que me aproximo da outra porta o Maître já corre para a abrir. O Maître é uma nota a parte, extremamente bem arrumado, terno, cabelo penteado para trás, dando a impressão de que você está num jantar de um restaurante francês chique (não que eu já tenha ido, porém é a idéia que vem na minha cabeça).

Foi numa segunda-feira, estava “vazio”, alguma mesas a esquerda (umas 4-5), metade ocupada, e o balcão a direita, com uns 12 lugares e apenas um casal sentado, bem a frente do Juraci. Como aquele seria meu lugar escolhido, escolhi para ficar na lateral, com boa visão para os movimentos do itamae (o chefe Juraci)! Antes de vocês me perguntarem sobre o Chefe eu falo! Reconheci o Juraci na hora, já tinha visto foto dele no site do Aya, é uma figura extremamente serena e em harmonia com a posição que ocupa.

Voltando para o principal…a comida, peguei o cardápio para conferir os preços e minha surpresa: sushi executivo por R$43,90! Quase saí correndo e dei o pulo de Pelé de comemoração! Afinal quem estava preparado para gastar uns 80 reais, ver que vai sair quase com metade disso é um alívio! O Sushi executivo consiste heim 9 nigiri sushi e 6 tekkamakis! Além disso pedi também o gohan, arroz japonês sem tempero, que como em todo bom restaurante japonês, é cortesia.

Para minha surpresa me serviram uma entrada! Um delicioso ceviche de peixe branco!

Este ceviche estava muito bom, extremamente bem temperado e refrescante, não tem nem o que dizer, comeria um prato cheio só dele!

Após o ceviche me serviram o combinado de sushi executivo! Vejam abaixo!

Agora, vamos com muita calma pois precisamos analisar cada parte! Primeiro os tekkamakis, o que vou dizer pode soar estranho, porém foi o melhor tekkamaki que já comi na vida! Incrível como é possível fazer coisas tão simples, como um enrolado de atum, melhor do que o esperado! Não sei explicar o motivo de ser tão melhor assim, mas acho que tem a ver talvez com o que o Jiro, do documentário Dreams of Sushi diz, que sushi tem a ver com timing: o peixe fresco, cortado na hora certa, com o arroz na temperatura certa e tudo servido como uma sinfonia!

Deixando um pouco de lado os enrolados de atum, vamos ao main event (evento principal), os nigiris, que deixaram Jun Sakamoto famoso e o que, provavelmente, também é o ponto forte de Juraci! Me serviram 9 nigiris, para meu lamento, 2 de salmão, não vou mentir, não gostei disso mesmo, porém pelo preço acho que até foi “justo”. Todos sushis estavam impecáveis e o mais importante, sabores distintos! Antes de analisar os sushis, vamos dar uma olhada neles mais de perto:

Em cima: atum, salmão, salmão, buri, anchova negra. Abaixo: robalo, saint peter, pargo e serra.

O primeiro que provei foi o robalo, ele chamou minha atenção por essa questão bicolor nele, em metade do nigiri sushi, entre o arroz e o peixe havia uma folha, se não me engano de shisô! Não sei o que dizer do sabor, foi algo totalmente novo para o meu paladar acostumado com nigiris medianos. Começo promissor!

Após o robalo, fui variando, todos estavam bons mesmo, muito melhores do que eu já havia provado na maioria dos lugares! Não tem como citar um a um pois eu precisaria ter anotado cada bocado! Porém o que percebi foram alguns pontos muito interessantes e que mostram esse lado artístico dos nigiri-sushi que eu nem imaginava!

Além da folha de shisô no nigiri de robalo, na construção de outros para o casal que estava na minha frente, vi que Juraci mistura raspas de limão junto ao wasabi e posso estar enganado, mas talvez o chefe tenha usado até wasabi verdadeiro em alguns deles! Pois num momento de desatenção minha o vi pegar algo num potinho, ralar bem rápido e passar no peixe!

Terminei os sushis extremamente satisfeito, na hora da conta uma surpresa, R$ 17,00 de vallet, porém eu tinha ido a pé! Ok, devo ter sido o primeiro cliente a ir a pé! Pedi ao garçom que retirasse o valor, ele o fez e antes de ir embora feliz da vida, informei ao Maître que voltaria para o omakasê (série de pratos e sushi pela escolha do chefe).