Omakase promocional do Aya as 2as, vale a pena? Eu fui!

Omakase Restaurante Aya jo de caviar

Oi gente, tudo bom?

Os omakases (menu degustação) que em japonês significa algo como “deixar por conta do chefe” ou “confie no chefe” estão cada vez mais caindo no gosto do paulistano, afinal é a chance de comer o melhor que o restaurante tem a oferecer, de uma maneira mais abrangente, e numa refeição só.

Pro restaurante também é bom, pois ele consegue sair do lugar comum dos pedidos de sempre e também varias e abusar mais de ingredientes diferentes.

Assim sendo, a quantidade de restaurante que possuem no cardápio 1, 2 ou até 3 tipos de omakase não é raro. Os preços obviamente são mais elevados. Acho que o omakase mais em conta que conheço é o do Shigueru, que sai por uns 130,00, depois tem o do Aze Sushi, que com o Chef`s Club sai por uns 160,00. Também tem os omakases dos restaurantes melhores ainda, como o Kinoshita e Shin Zushi, onde os omakases vão de 250 até uns 350 facilmente, mas é claro que trabalhando com a excelência em ingredientes e técnica.

O restaurante Aya, do chefe Juraci também tem seu omakase, que se não me engano custa uns 240 ou 260 reais, mas as 2as eles o oferecem pro 180,00! Eu já tinha ido conferir uma vez um bom tempo atrás e aproveitei para ir de novo.

Como sempre, vale a pena salientar que o ambiente do Aya é dos melhores. Para um casal, talvez seja o melhor de SP. O serviço do Aya também é top de linha, desde os garçons, maitre, segurança, tudo.

Quando cheguei o balcão estava 100% vazio e o Juraci não se encontrava, eu sentei na frente de um jovem oriental que morou anos no Japão (descobri no decorrer do jantar). Assim que sentei, confirmaram que era o omakasse, e eu confirmei que era o dia com preço promocional.

Sem mais churamelas, vejam tudo que me serviram (clique para ver em tamanho maior):

Pra começar, eles conseguiram me pegar pelo ponto fraco. Na minha opinião não tem melhor jeito de começar um jantar japonês do que com o tempurá de shiso com atum batido, é perfeito, e estava muito bem executado.

O tartare também estava bom, apesar de que eu achei que o foie gras em cima não combinava muito com o prato.

Sobre os sushis, o Aya manteve a mesma linha da vez passada que comi esse omakase, a grande maioria dos sushis bons, mas não excelentes. Sim, exato, sushis bem gostosos, mas não eram de chorar em cima. Com exceção da barriga de salmão chamuscada e do incrível jo de salmão com caviar, esse último é de brihar os olhos. A vieira também estava fresquíssima, geladinha, uma delícia. E para finalizar, eles serviram o signature sushi deles, o haddock empanado com mel trufado, simplesmente delicioso, de sonhar mesmo. Ah, e obrigado pelo uni cortesia =) Eles me serviram quando perguntei se não ia vir no omakase.

Como prato final, antes da sobremesa, serviram um surpreendente e delicioso lagostim a provençal, juro estava demais, comeria todos os dias, foi preparado com esmero!

E para finalizar, a sobremesa estava estupenda e perfeitamente executada. Vou ser sincero, eu gosto de banana, mas não sou fã dela como sobremesa, mas estava divina. Empanada em pedacinhos crocantes, sequinhos e com o sorvete. Raspei o prato! No fim, como tomei só bancha (cortesia) e minha conta saiu redondinha 200 reais.

Agora a consideração final. Vale a pena? Sim, vale! por 180,00 é um omakase completíssimo! Mas agora tem um ponto importante, se esse mesmo omakase for servido por 240/260 reais, aí não vale…

Então o que eu acho, minha opinião tá, que o Aya faz um omakase mais barato sim, que vale a pena, mas que também ele dá uma “acertada” nos ingredientes para adequação do preço.

Recomendo irem, vale a pena sim, principalmente como em casal =)

Abraços

Gourmet San

A Nova Geração de SP epi 3: Aya e seu Omakasse!

Olá gente, tudo bom?

Como 3o episódio da série onde exploro os novos restaurantes da cidade de São Paulo falaremos do Aya! Ele tem uma história bem única e isso se deve a seu sushiman chefe, o Juraci, que durante anos foi braço direito do Jun Sakamoto.

Já fui ao Aya umas 2x antes, provando o menu executivo normal e o omakasse executivo. Mas desta vez vamos de omakasse a noite. Se não me engano, de 2a feira o omakasse sai com desconto (e aqui vale a pena ligar lá pra conferir). O valor do omakasse varia de acordo com algumas opções que o Aya oferece a vai de 160 a 240 reais.

Como eu disse na review anterior, o Aya tem um ambiente bacana, tão legal que assumo que foi estranho ter ido lá num almoço corriqueiro.

Desta vez o diferencial foi ter ido a noite, mas antes de mais nada vejam a longa sequência de sushis que serviram:

Coisa pra caramba! Isso sem dúvida é um ponto a se exaltar, são pouquíssimos restaurantes que conseguem servir variedade tão grande de nigiris.

É uma série longa de sushis (15 ou 16 sushis), com alguns ingredientes difíceis de se encontrar, PORÉM (sim, um grande “porém), alguns sushis são bem fracos, como a “barriga de salmão” (que não parece barriga), bijupirá e o atum (akami, nada de chutoro ou toro). Esses sushis ficam desnivelados com o restante. Vale a pena lembrar que na minha última visita serviram saint-peter, outro peixe simples e que os leitores do blog ressaltaram bem que é um peixe bem basicão.

O Aya do Juraci é como se fosse uma versão mais barata e simples do Jun Sakamoto, mas mesmo que seja um pouco mais em conta o custo benefício é mais ou menos, vamos ver por quê…

Como eu disse, o ponto alto é a variedade, mas servindo peixes simples e baratos, o preço não justifica, e além disso, não se vê no corte dos peixes e no preparo de alguns sushis, técnica tão boa pra cobrar tão caro. É como se fossem pratos parecidos ao do Jun Sakamoto mas com execução abaixo.
Agora ressaltando os pontos altos, tem alguns sushis surpreendentes. O melhor de todos é o de tempura de anchova, simplesmente sensacional, nota 10! É daqueles que você come e se contorce na cadeira!
Outro que merece destaque é o de camarão com apenas seu rabo em formato de tempurá, a diferença de textura funciona muito bem. Seguindo na linha dos que fiquei surpreso foi com o salmão do alaska, e outros com um preparo diferenciado, com o tempura com ikura, a lula com yuzu e sal negro e a anchova negra em duas maneira diferentes.
Desta maneira, acho que o Aya seja uma opção boa para quem não quer dor de cabeça com reservas e que também não está no ímpeto de ter a refeição da vida. O Aya não compromete, ele é bom, um pouquinho caro para o que oferece e com o custo benefício quase bom.
Gostaria muito de ir mais vezes, talvez eu foque numa visita as 2as feiras para aproveitar o desconto!
Abraços
Gourmet San

Aya – Omakasse Executivo!!!

Olá a todos!

Tive a oportunidade novamente de ir almoçar no Restaurante Aya, do chefe Juraci, ex-braço direito do Jun Sakamoto! O restaurante fica na Rua Pedroso de Moraes, 141, em Pinheiros telefone (11) 3097-9856, (http://www.restauranteaya.com.br/). Esse restaurante é muito bacana, desde a entrada até, o hallzinho intermediário e a entrada, com o balcão e as mesinhas ao lado.

Na minha primeira visita eu fui humilde e pedi um pequeno combinado de sushi, mas desta vez eu estava de férias e empolgado então aproveitei o bom preço do omakasse de sushi executivo por 98 reais. Além disso vi os garçons oferecendo o Menu Degustação normal por um desconto de 240 por 160 reais, mas seria demais pro dia.

Tive duas surpresas, a primeira é que o Juraci não estava lá, mas também era segunda-feira e todo mundo precisa descansar, né? Minha segunda surpresa é que o restaurante estava cheio, tive de me espremer ali no balcão.

O serviço dos garçons é excelente e eles manjam do cardápio inteiro. Como bom restaurante japonês, me serviram entradas que eu não esperava. A primeira é anchova negra com shimeji e tarê:

Depois um tartare de salmão com chips e ovas de salmão (ikura). Maneira incrível de começar o almoço!

Terminei e não vou negar, os sushis demoraram um pouco para começar a chegar na minha frente, mas o restaurante estava cheio e me pareceu que muitos escolhem as sequências de sushi, dando trabalho para os dois sushimans presentes.

Porém começou a hora da sequência, segurem a respiração e vamos lá, pois é um atrás do outro.

O primeiro sushi do Omakasse executivo Aya atum chamuscado com flor de sal:

Estava bem gostoso, mas a apresentação poderia ser melhorzinha…

Sushi de Barriga de salmão com limão siciliano:

Apesar de não parece barriga de salmão, estava muito bom!

Sushi de atum:

Sushi de Olho de boi com gengibre:

Um dos melhores sushis do almoço, se não o melhor, primeira vez que provo com um tempero de gengibre, delícia!

Sushi de Anchova Negra:

Melhor anchova negra que já comi na vida, sabor super amanteigado!

Sushi de barriga de Meca:

Primeiro sushi de Meca que comi na vida, não decepcionou.

Sushi de Robalo com shiso e sal do himalaia:

Um dos melhores da refeição também! Nunca tinha comida robalo como shiso, combinam muito bem!

Sushi de Saint Peter:

Talvez o peixe mais simples e barato da noite, ainda bem que colocaram um temperinho, momiji oroshi (nabo com pimenta

Sushi de Peixe Serra:

Não me falaram mas deve ter sido marinado, a consistência era diferente da usual.

Sushi de Lula com sal negro e limão japonês yuzu:

Incrível sushi! Um dos melhores, o que mais gostei foi de ter experimentado o famoso limão japonês yuzu!

Sushi de salmão com rabo de tempurá:

O camarão em si estava ok, mas essa característica do rabo tempurá foi demais!

Sushi de Tempura de Anchova Negra com Azeite trufado:

Uma ótima maneira de encerrar a sequência de sushis! Uma peça inédita e absolutamente incrível! Todos ingredientes combinam super bem!

Mais ainda tinha mais um prato par fechar o almoço! Harumaki de Salmão Apimentado com creme de mandioquinha:

Esse é daqueles pratos que você prova, faz careta e diz “hummmmm” de tão com bom que está! O harumaki de salmão apimentado é uma receita certeira e que muitos restaurantes deveriam apostar!

Bom, terminou e eu estava satisfeitíssimo! Obviamente foi uma excelente escolha ter ido almoçar no Aya, recomendo muito que qualquer um que tenha a oportunidade vá lá. Como eu disse no post é um lugar para casais e ocasiões especiais também!

Abraços

Gourmet San

Restaurante Aya do Chefe Juraci (ex-Jun Sakamoto)

Gente…gente…Gourmet San está ficando mais ousado e vocês verão reviews bem incríveis daqui em diante! O restaurante da vez é o Restaurante Aya, localizado na Rua Pedroso de Moraes, 141, em Pinheiros telefone (11) 3097-9856, (http://www.restauranteaya.com.br/).

O restaurante é novo, não tem nem 1 ano, porém a experiência do chefe é inversamente proporcional! Estamos falando do Juraci, trabalhou como braço direto de Jun Sakamoto por 11 anos, e antes disso foi parte dos badalados Kosushi e Nagayama. Se você acredita em contos de fada essa história é para você, Juraci começou como manobrista, passou para garçom e nas horas livres aprendia um pouco sobre a arte da culinária japonesa! E hoje…chegou onde está: chefe de um dos principais restaurantes japoneses de São Paulo.

Chefe Juraci

Fazia um tempo que eu ameaçava ir ao Aya, porém não foi fácil, eu não tinha idéia de preço e qualquer sushi associado a Jun Sakamoto para mim passa a idéia de algo por volta de 200 reais! Porém desta vez não houve escapatória, pesquisei no site do Aya e vi que o almoço não passava de R$100,00 , e que havia pratos de sushis e sashimis executivos por volta de 70-80 reais. Como para mim o nível esperado de sushi era altíssimo, achei que valia a tentativa!

O restaurante fica na última quadra da Pedroso de Morais antes da Rebouças, e é do lado direito, uma construção de madeira bem moderna com um segurança na porta, não tem erro. Você se aproxima, ele corre para abrir a porta e você adentra a um jardim intermediário que dá acesso ao restaurante, é como se fosse uma salinha de espera. Assim que me aproximo da outra porta o Maître já corre para a abrir. O Maître é uma nota a parte, extremamente bem arrumado, terno, cabelo penteado para trás, dando a impressão de que você está num jantar de um restaurante francês chique (não que eu já tenha ido, porém é a idéia que vem na minha cabeça).

Foi numa segunda-feira, estava “vazio”, alguma mesas a esquerda (umas 4-5), metade ocupada, e o balcão a direita, com uns 12 lugares e apenas um casal sentado, bem a frente do Juraci. Como aquele seria meu lugar escolhido, escolhi para ficar na lateral, com boa visão para os movimentos do itamae (o chefe Juraci)! Antes de vocês me perguntarem sobre o Chefe eu falo! Reconheci o Juraci na hora, já tinha visto foto dele no site do Aya, é uma figura extremamente serena e em harmonia com a posição que ocupa.

Voltando para o principal…a comida, peguei o cardápio para conferir os preços e minha surpresa: sushi executivo por R$43,90! Quase saí correndo e dei o pulo de Pelé de comemoração! Afinal quem estava preparado para gastar uns 80 reais, ver que vai sair quase com metade disso é um alívio! O Sushi executivo consiste heim 9 nigiri sushi e 6 tekkamakis! Além disso pedi também o gohan, arroz japonês sem tempero, que como em todo bom restaurante japonês, é cortesia.

Para minha surpresa me serviram uma entrada! Um delicioso ceviche de peixe branco!

Este ceviche estava muito bom, extremamente bem temperado e refrescante, não tem nem o que dizer, comeria um prato cheio só dele!

Após o ceviche me serviram o combinado de sushi executivo! Vejam abaixo!

Agora, vamos com muita calma pois precisamos analisar cada parte! Primeiro os tekkamakis, o que vou dizer pode soar estranho, porém foi o melhor tekkamaki que já comi na vida! Incrível como é possível fazer coisas tão simples, como um enrolado de atum, melhor do que o esperado! Não sei explicar o motivo de ser tão melhor assim, mas acho que tem a ver talvez com o que o Jiro, do documentário Dreams of Sushi diz, que sushi tem a ver com timing: o peixe fresco, cortado na hora certa, com o arroz na temperatura certa e tudo servido como uma sinfonia!

Deixando um pouco de lado os enrolados de atum, vamos ao main event (evento principal), os nigiris, que deixaram Jun Sakamoto famoso e o que, provavelmente, também é o ponto forte de Juraci! Me serviram 9 nigiris, para meu lamento, 2 de salmão, não vou mentir, não gostei disso mesmo, porém pelo preço acho que até foi “justo”. Todos sushis estavam impecáveis e o mais importante, sabores distintos! Antes de analisar os sushis, vamos dar uma olhada neles mais de perto:

Em cima: atum, salmão, salmão, buri, anchova negra. Abaixo: robalo, saint peter, pargo e serra.

O primeiro que provei foi o robalo, ele chamou minha atenção por essa questão bicolor nele, em metade do nigiri sushi, entre o arroz e o peixe havia uma folha, se não me engano de shisô! Não sei o que dizer do sabor, foi algo totalmente novo para o meu paladar acostumado com nigiris medianos. Começo promissor!

Após o robalo, fui variando, todos estavam bons mesmo, muito melhores do que eu já havia provado na maioria dos lugares! Não tem como citar um a um pois eu precisaria ter anotado cada bocado! Porém o que percebi foram alguns pontos muito interessantes e que mostram esse lado artístico dos nigiri-sushi que eu nem imaginava!

Além da folha de shisô no nigiri de robalo, na construção de outros para o casal que estava na minha frente, vi que Juraci mistura raspas de limão junto ao wasabi e posso estar enganado, mas talvez o chefe tenha usado até wasabi verdadeiro em alguns deles! Pois num momento de desatenção minha o vi pegar algo num potinho, ralar bem rápido e passar no peixe!

Terminei os sushis extremamente satisfeito, na hora da conta uma surpresa, R$ 17,00 de vallet, porém eu tinha ido a pé! Ok, devo ter sido o primeiro cliente a ir a pé! Pedi ao garçom que retirasse o valor, ele o fez e antes de ir embora feliz da vida, informei ao Maître que voltaria para o omakasê (série de pratos e sushi pela escolha do chefe).