A Nova Geração de SP epi 3: Aya e seu Omakasse!

Olá gente, tudo bom?

Como 3o episódio da série onde exploro os novos restaurantes da cidade de São Paulo falaremos do Aya! Ele tem uma história bem única e isso se deve a seu sushiman chefe, o Juraci, que durante anos foi braço direito do Jun Sakamoto.

Já fui ao Aya umas 2x antes, provando o menu executivo normal e o omakasse executivo. Mas desta vez vamos de omakasse a noite. Se não me engano, de 2a feira o omakasse sai com desconto (e aqui vale a pena ligar lá pra conferir). O valor do omakasse varia de acordo com algumas opções que o Aya oferece a vai de 160 a 240 reais.

Como eu disse na review anterior, o Aya tem um ambiente bacana, tão legal que assumo que foi estranho ter ido lá num almoço corriqueiro.

Desta vez o diferencial foi ter ido a noite, mas antes de mais nada vejam a longa sequência de sushis que serviram:

Coisa pra caramba! Isso sem dúvida é um ponto a se exaltar, são pouquíssimos restaurantes que conseguem servir variedade tão grande de nigiris.

É uma série longa de sushis (15 ou 16 sushis), com alguns ingredientes difíceis de se encontrar, PORÉM (sim, um grande “porém), alguns sushis são bem fracos, como a “barriga de salmão” (que não parece barriga), bijupirá e o atum (akami, nada de chutoro ou toro). Esses sushis ficam desnivelados com o restante. Vale a pena lembrar que na minha última visita serviram saint-peter, outro peixe simples e que os leitores do blog ressaltaram bem que é um peixe bem basicão.

O Aya do Juraci é como se fosse uma versão mais barata e simples do Jun Sakamoto, mas mesmo que seja um pouco mais em conta o custo benefício é mais ou menos, vamos ver por quê…

Como eu disse, o ponto alto é a variedade, mas servindo peixes simples e baratos, o preço não justifica, e além disso, não se vê no corte dos peixes e no preparo de alguns sushis, técnica tão boa pra cobrar tão caro. É como se fossem pratos parecidos ao do Jun Sakamoto mas com execução abaixo.
Agora ressaltando os pontos altos, tem alguns sushis surpreendentes. O melhor de todos é o de tempura de anchova, simplesmente sensacional, nota 10! É daqueles que você come e se contorce na cadeira!
Outro que merece destaque é o de camarão com apenas seu rabo em formato de tempurá, a diferença de textura funciona muito bem. Seguindo na linha dos que fiquei surpreso foi com o salmão do alaska, e outros com um preparo diferenciado, com o tempura com ikura, a lula com yuzu e sal negro e a anchova negra em duas maneira diferentes.
Desta maneira, acho que o Aya seja uma opção boa para quem não quer dor de cabeça com reservas e que também não está no ímpeto de ter a refeição da vida. O Aya não compromete, ele é bom, um pouquinho caro para o que oferece e com o custo benefício quase bom.
Gostaria muito de ir mais vezes, talvez eu foque numa visita as 2as feiras para aproveitar o desconto!
Abraços
Gourmet San

A Nova Geração de SP epi 2: Geiko San

Oi gente!

Hoje é o 2o post da série especial onde visito um pouco o que a Nova Geração de restaurantes japoneses de São Paulo está aprontando. Visitarei restaurantes novos (com 5 anos de existência pra menos) mas que estão se destacando no excelente cenário gastronômico japonês da cidade de São Paulo.

Na minha opinião, o melhor restaurante dessa nova geração provavelmente seja o do post de hoje, o Geiko San! Ele possui o pacote completo: ambiente, equipe, sushis e preço. Vamos ver cada ítem desse?

Bom, antes de mais nada o Geiko San fica ali no bairro do Jardins, região nobríssima de SP, então o ponto é fino, chic! O endereço é Rua Haddock Lobo, 1416, São Paulo, Tel: (11) 3061-0150. Fica pertinho da famosa e hype hamburgueria Z-Deli, assim como de muitos outros “picos”gastronômicos.

O ambiente interno é perfeito para um jantar a 2 ou com um pequeno grupo de amigos! O sushibar é demais, assim como as mesinhas, todas e meia luz. Na área do sushibar a equipe do Geiko San ouviu minhas dicas e deixou focos de luz um pouco mais fortes, assim fica mais bacana ainda, afinal os lindos pratos ganham um destaque especial. Se puder, vá de balcão!

A equipe do Geiko San é um capítulo a parte! Quer saber o que é atendimento de alto nível? Vai lá…você vai ver! Tudo começa pelo maitre, o Tiel, que sabe tudo de atendimento ao cliente, ele acompanha tudo, desde a porta até o fundo do restaurante, dando atenção a todos clientes. Os garçons não são menos treinados, são excelentes e surpreendem, sabendo os ingredientes que estão em falta e indicando substituições de pratos na ponta da língua! E por final, os sushimans! Liderados pelo talentoso e sorridente sushiman chefe Fabrizio, a equipe se completa com o Goo e o Eduardo. Todos dão um show de simpatia e de destreza, você não espera muito pela sua comida no Geiko não, eles conversam com os clientes e preparam os pratos sem titubear.

Com todo esse ambiente e equipe, será que a comida é boa? Sim, é das melhores, e com sushis que só eles fazem! Deem uma olhada abaixo como foi meu jantar:

O Geiko San fez uns ajustes, antes possuía séries de 10, 13, 15 sushis (que eu pessoalmente gosto), porém com um volume maior de pedidos, parar e fazer um sushi por vez numa série longa dessa complicava a logística do sushibar. MAS, eles mantiveram uma sequência, que é suficiente. Ela possui 6 sushis (lula trufada, vieira trufada, barriga de salmão, atum com foie gras e salmão pochet).

Cada sushi é especial e único, não tem o que dizer, é o que acontece quando junta-se criatividade, bons ingredientes e técnica! Eu poderia falar aqui de cada sushi, mas prefiro que fique na imaginação e confiram por si mesmos! Corram!

Além desse excelente set de sushi o Geiko San possui outras excelentes opções no lindo cardápio deles, como o farto carpaccio de Salmão, salmão crispy (baterá de arroz frito), caterpillar roll e sushi unitários incríveis como como o de lula e uni e o de polvo puxado no azeite com aspargos!

E como eu disse anteriormente, você não vai esperar muito, eles são rápidos e até possuem um sistema especial de comunicação eletrônica com a cozinha. Profissionalismo na ponta da faca.

Se você quer ver mais sushis ainda do Geiko San não deixe de ler a minha primeira review.

Para finalizar, o preço. Você pode ir no lá e gastar 70 ou 200 reais, depende de quanto você quer comer, em outros restaurante fica difícil gastar pouco. Bom não estou sendo muito direto mas vou dar o caminho para vocês terem um jantar de absoluto sucesso: peçam um carpaccio e outras entradinhas como o crispy rice que são bem servidas e tem ótimo preço. Depois peça algum enrolado especial e sushi unitários que também possuem bom preço. Por final, vale muito a pena pegar algum temaki especial e o sushi set especial que citei acima.

O Geiko é completo e esse post é sobre o quanto completo ele é!

Visite-os, recomendo, mas chegue e cedo e só a noite, pois eles não abrem no almoço

Abraços

Gourmet San 

A Nova Geração de SP epi 1: Nakka

Hoje começamos no Gourmet San uma nova série especial que mostrará para vocês um pouco do que a Nova Geração de restaurantes japoneses de São Paulo está aprontando.

Analisaremos restaurantes novos (com 5 anos de existência pra menos) mas que estão se destacando no excelente cenário gastronômico japonês da cidade de São Paulo.

O primeiro restaurante dessa série é o Nakka! O conheci visitando o recém extinto BOS BBQ, excelente casa de carnes com cortes norte-americanos. Eles ficam quase na mesma quadra, o endereço é Rua Pedroso Alvarenga, 890. O valor por pessoa no Nakka varia entre 100 e 150 reais por pessoa se você realmente sentar pra comer, se for só pra beliscar pode sair menos.

Ele tem uma grande importância pois me abriu os olhos e percebi a nova tendência que estava se estabelecendo, sushis sofisticados em preparo e ingredientes. Eu tive uma experiência em especial (leia aqui), que foi absurda, não é a toa que chamei de um dos melhores jantares da vida. Foi um show de sabores, texturas e técnica do Régis Shiguematsu (hoje já saiu da casa mas deixou o talentoso Hermes Takeda no comando).

Bom, falando de ingredientes, vale a pena dizer que, assim como todos outros restaurantes dessa série, uma característica do Nakka é trabalhar com ingredientes excelentes, só compram o que tem de bom e melhor, ou pelo menos tentam e investem para isso, e acreditem, faz muita diferença! O próprio Alex Atala já disse que a maior parte do mérito de um prato é o ingrediente e o restante a técnica.

Fiz questão de visitar o Nakka mais uma vez antes de fazer essa review, então abaixo farei um compilado sobre minha reviews anteriores e essa última, okey dokie? Então vamos lá!

Vamos lembrar antes que Nakka é muito bonito (assinado por Naoki Otake), moderno, estiloso, eu diria que talvez ele seja como eu imaginaria meu restaurante se tivesse que montar um (a não ser claro que fosse meu outro desejo, um sushibar estilo Hamatyo). Nesse ambiente bonito o destaque é o sushibar sem dúvida nenhuma, eles capricharam!

Sobre o cardápio, o Nakka tem boas opções, sashimis variados e com cortes japoneses (grossos), sushis com fatias generosas, bem cortados e finalizados com diferentes temperos (azeites, trufas, ovas, sais, chamuscados). Eles possuem também algumas opções de robata que inclusive servem no menu executivo pro almoço e até hot rolls!

Vamos analisar os pratos? Fiz abaixo uma galeria com os principais pratos que já me serviram no Nakka, deem uma olhada em cada um com calma!

Os destaques são os nigiris, eles capricham! Os sushis são muito bem preparados e cada um recebe uma atenção especial. Como eu disse acima, muitos desses sushis do Nakka me abriram os olhos e o paladar. Por exemplo, eles não servem a lula crua, eles cozinham por um tempo curtíssimo para ela ficar mais macio, o que é excelente para agradar a um público não tão acostumado com o tradicional.

O restaurante também sabe o que funciona, a barriga de salmão é chamuscada ou com raspas de limão sisciliano, o atum com um foie gras dos grandes entre outros acertos que vale a pena conferir.

Preciso mencionar o baterá, o melhor que já comi! Sim, o Nakka tem o melhor batera que já provei! Como? Arroz bem temperado, peixe excelente, ovas e talvez o principal: flocos de tempurá nota 10. Vou te dizer que parece simples, mas não é, fazer tudo bem é onde mora o segredo.

Se formos analisar o cardápio todo, o Sushi Nakka (ou Sushi Especial) é o que vocês precisam pedir,  vem 8 nigiris especiais, selecionados do dia! Você vê dois desses pedidos meus nas fotos acima.

Agora vamos falar de alguns pontos que o Nakka pode melhorar ainda? Sempre é bom tentar melhorar! Acho que os carpaccios poderiam vir em maior quantidade, o sushi de kobe beef poderia ser em fatia e não um bolinho (perde sabor). Fora isso, o Nakka só precisa ficar atento em manter o alto nível dos nigiris, percebi que os cortes e preparo dos nigiris mudou um pouco com a saída de Régis Shiguematsu. Mas isso é só um desafio para o excelente Hermes Takeda suprir com o tempo.

Já foi ao Nakka? Me diga como foi! Não foi ainda? Me conte sua experiência depois!

Abraços!

Gourmet San