A Nova Geração de SP epi 3: Aya e seu Omakasse!

Olá gente, tudo bom?

Como 3o episódio da série onde exploro os novos restaurantes da cidade de São Paulo falaremos do Aya! Ele tem uma história bem única e isso se deve a seu sushiman chefe, o Juraci, que durante anos foi braço direito do Jun Sakamoto.

Já fui ao Aya umas 2x antes, provando o menu executivo normal e o omakasse executivo. Mas desta vez vamos de omakasse a noite. Se não me engano, de 2a feira o omakasse sai com desconto (e aqui vale a pena ligar lá pra conferir). O valor do omakasse varia de acordo com algumas opções que o Aya oferece a vai de 160 a 240 reais.

Como eu disse na review anterior, o Aya tem um ambiente bacana, tão legal que assumo que foi estranho ter ido lá num almoço corriqueiro.

Desta vez o diferencial foi ter ido a noite, mas antes de mais nada vejam a longa sequência de sushis que serviram:

Coisa pra caramba! Isso sem dúvida é um ponto a se exaltar, são pouquíssimos restaurantes que conseguem servir variedade tão grande de nigiris.

É uma série longa de sushis (15 ou 16 sushis), com alguns ingredientes difíceis de se encontrar, PORÉM (sim, um grande “porém), alguns sushis são bem fracos, como a “barriga de salmão” (que não parece barriga), bijupirá e o atum (akami, nada de chutoro ou toro). Esses sushis ficam desnivelados com o restante. Vale a pena lembrar que na minha última visita serviram saint-peter, outro peixe simples e que os leitores do blog ressaltaram bem que é um peixe bem basicão.

O Aya do Juraci é como se fosse uma versão mais barata e simples do Jun Sakamoto, mas mesmo que seja um pouco mais em conta o custo benefício é mais ou menos, vamos ver por quê…

Como eu disse, o ponto alto é a variedade, mas servindo peixes simples e baratos, o preço não justifica, e além disso, não se vê no corte dos peixes e no preparo de alguns sushis, técnica tão boa pra cobrar tão caro. É como se fossem pratos parecidos ao do Jun Sakamoto mas com execução abaixo.
Agora ressaltando os pontos altos, tem alguns sushis surpreendentes. O melhor de todos é o de tempura de anchova, simplesmente sensacional, nota 10! É daqueles que você come e se contorce na cadeira!
Outro que merece destaque é o de camarão com apenas seu rabo em formato de tempurá, a diferença de textura funciona muito bem. Seguindo na linha dos que fiquei surpreso foi com o salmão do alaska, e outros com um preparo diferenciado, com o tempura com ikura, a lula com yuzu e sal negro e a anchova negra em duas maneira diferentes.
Desta maneira, acho que o Aya seja uma opção boa para quem não quer dor de cabeça com reservas e que também não está no ímpeto de ter a refeição da vida. O Aya não compromete, ele é bom, um pouquinho caro para o que oferece e com o custo benefício quase bom.
Gostaria muito de ir mais vezes, talvez eu foque numa visita as 2as feiras para aproveitar o desconto!
Abraços
Gourmet San

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *