Home / Dicas de Restaurantes / Introdução aos Izaka-yas: Botecos Japoneses
Tebasaki

Introdução aos Izaka-yas: Botecos Japoneses

Quem sou eu?

Primeiramente, deixe eu me apresentar, sou o Marcelo Asamura, o mais novo colunista do blog Gourmetsan.

Sou proprietário da loja Konbini Produtos Orientais, sou entusiasta da culinária japonesa e asiática em geral.
Entre as minhas preferências culinárias, estão os pratos quentes japoneses e por este motivo, sou grande apreciador de Izaka-yas e Saquês Japoneses.

A convite do Breno, criador do Gourmetsan, decidi ajudá-lo na difícil, mas muito prazerosa tarefa de cobrir os botecos japoneses de São Paulo.
Nos últimos anos, os Izaka-yas ganharam grande  destaque na mídia e cada vez mais casas de saquê (tradução literal de Izaka-ya) estão surgindo pela capital paulistana. Além delas, casas de Lamen também estão aparecendo em bairros não tradicionais, ou seja, fora da Liberdade. Também vou buscar falar destas casas maravilhosas, visto que eu adoro um bom Lamen.

Breve Introdução sobre Izaka-yas

Para você que não sabe o que é um Izaka-ya, fique bem atento às minhas publicações, pois muita novidade está surgindo e vamos buscar acompanhar de perto a maioria dos botecos japoneses aqui de São Paulo. Entre as novidades que eu já estou acompanhando, temos os Izaka-yas tradicionais como o Bueno Izaka-ya no qual você pode encontrar o Chanko Nabe (cozido consumido pelos lutadores de Sumô), e os novos Izaka-yas mais modernos como por exemplo o Minato Izaka-ya (com pratos mais sofisticados e um público bem animado), ambos eu já visitei e recomendo, mas falarei a respeito deles nas minhas próximas publicações.

Fiz um levantamento a e cheguei a cerca de 20 estabelecimentos em São Paulo que podemos considerar como um Izaka-ya ou Lamen-houses, e já devo ter visitado quase metade dessa lista. Falarei mais a respeito disso individualizando cada Izaka-ya visitado, só para se ter uma ideia de alguns: Ban, Bohn, Bueno, Hirá, Imai, Issa, Jipangu, Kabura, Kidoairaku, Kintarô, Matsu, Minato, Mitsuyoshi, Taka Daru, Yakitori, 2nd Floor, Aska, Jojo Ramen, Lamen Kazu, Tan Tan, Meu Udon (Espaço Kazu), Lamen-açu. E essa lista vai aumentar, com certeza.

O principal objetivo desta publicação é dar uma visão geral sobre o que são os famosos Izaka-yas.

Mas o que é exatamente um Izaka-ya?

Na minha humilde definição e me baseando também em especialistas no assunto como o Jo Takahashi do blog Jojo Scope, uma das maiores autoridades no assunto, inclusive com livro publicado “Izakaya: Por Dentro dos Botecos Japoneses” que está entre os meus livros preferidos de culinária japonesa, de forma sucinta, é o BOTECO JAPONÊS.

Explico melhor, é uma local que os japoneses vão para beber, e se você está mal informado, os japoneses bebem bastante, é uma questão até cultural, sair do trabalho e beber com os chefes e colegas de trabalho. Então, na essência é um pub ou bar, no qual você tem pequenas porções ou petiscos (Otsumami – おつまみ) (talvez um boa referência sejam as TAPAS ESPANHOLAS) para acompanhar a sua bebida que pode ser: Saquês japoneses, Shochus que eu vou falar mais tarde, Cervejas, Whisky e Drinks mais sofisticados hoje em dia nos izaka-yas modernos.

Bom, o que tem de diferente no Izaka-ya. Eu diria que TUDO. Se você pensa que vai num Izaka-ya para comer Sushi e Sashimi, talvez você se decepcione. Um ou outro Izaka-ya acaba atendendo este público, mas normalmente, mesmo quem costuma pedir Sushi ou Sashimi em Izaka-yas não está procurando Sushis ou Sashimis comuns, quer algo bem diferente, ou melhor, algo EXCLUSIVO.

Mas seguindo a linha tradicional, a maioria dos Izaka-yas tem cardápios diferentes, então é bem possível que você nunca fique entendiado visitando diferentes Izaka-yas, sempre vai ter algo novo para experimentar e a ideia é essa mesmo. Para você ter uma noção, têm alguns Izaka-yas que renovam seus cardápios de tempo em tempo e você sempre vai ver algo novo no cardápio do mesmo local.

Então vamos aos pratos mais populares, em outras publicações, falarei de bebidas:Karaaguê (frango frito ao estilo japonês), Kimpira Gobô (bardana), Okonomiyaki (panqueca japonesa), Edamame (soja), Karê Rice (curry), Missô Nasu (berinjela com missô), Gyoza (pastelzinho japonês), robatas (espetinhos japoneses), Potato Salad (salada de batata), Korokke (croquete ao estilo japonês), Tebazaki (Mistura de Asinha de Frango com Gyoza), Ramen (Lamen), em alguns você encontra até pratos preparados com Wagyu (conhecido como Kobe Beef). Eu diria que para os japoneses, é um tipo de Comfort Food e você vai notar assim que visitar um Izaka-ya, comida deliciosa mais caseira preparada com bastante cuidado, mas nem todos são assim.

Fora o tradicional, se você quer ir atrás do sushi e sashimi, então saiba que você pode encontrar iguarias em alguns locais (Aizomê, Minato e Imai) como Uni (ouriço-do-mar), Torô (atum gordo), Pratos com Nattô (soja fermentada),  Cortes diferenciados de Sashimi (Peixe serra, Carapau, Meca, Robalo, e muitos outros), fora as criações inusitadas dos chefs que são muito habilidosos e impressionam com a apresentação artística, vocês vão entender do que estou falando nas próximas publicações.
Essa categoria de Izaka-ya é bem interessante, mas é para aqueles que querem ter um experiência gastronômica diferenciada e estão dispostos a gastar bem mais do que o normal.

Bom, deixo vocês com algumas fotos dos pratos que eu mencionei e espero que vocês tenham gostado desta publicação.

Karaage ou Karaague

Karaage ou Karaague (fonte da imagem: Japanese Cooking 101)

Kimpira Gobo

Kimpira Gobo (fonte da imagem: Japanese Cooking 101)

Okonomiyaki

Okonomiyaki (fonte da imagem: Spark People)

Edamame

Edamame (fonte da imagem: MomJunction)

Um grande abraço,

Marcelo Asamura

Algumas Referências Interessantes: Huffington Post , Jo Jo Scope e Adega de Sake

 

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Marcelo Asamura

Empreendedor digital, fundador da loja virtual Konbini de Produtos Orientais, entusiasta da culinária japonesa e asiática. Especialista em Saquês pela ABS-SP (Associação Brasileira de Sommeliers - SP), discípulo do Sake Samurai Alexandre Iida e apreciador de Izaka-yas (botecos japoneses).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*