Home / Preço / Acima de 150 reais / Especial Guia Michelin: Kosushi, por quê?
Kosushi Estrela Michelin

Especial Guia Michelin: Kosushi, por quê?

Tudo bem pessoal?

Hoje seguindo a série de visitas aos restaurantes aqui de São Paulo que possuem 1 estrela Michelin, vamos hoje falar sobre a minha visita ao Kosushi,

Primeiramente, vou comentar alguns pontos sobre o local em si, o restaurante tem um balcão bem grande e atrás dele até que um número grande de mesas, o balcão tem a cor laranja, confesso nunca ter visto algo desse tipo antes, a altura do balcão é um pouquinho desconfortável, mas nada muito incomum do que vemos até que num grande número de restaurantes hoje em dia.

No menu não existe nenhuma série de sushis nem omakase, então você precisa ir pedindo um a um, o que na minha opinião é o primeiro ponto negativo da casa.

Na ocasião, quem me serviu foi o próprio George Yuji Koshoji que não poupou esforços para preparar o que havia de melhor no dia, montando até algumas criações próprias bem interessantes que vocês podem conferir nas fotos, o ponto alto da série foi o Dyo de Salmão + Tamago + Ikura
Todos os sushis que eu pedi estavam bons, e acredito que esse seja o segundo ponto negativo dessa minha visita, eles estavam bons, não estavam excelentes como se espera de um restaurante que possui 1 estrela Michelin, se compararmos com o Huto (Que também possui 1 estrela Michelin) vemos o qual grande é o abismo que separa ambos os restaurantes.
O preço na minha opinião é o último ponto negativo, gastei mais de 200 reais, numa série que pela qualidade dos ingredientes custaria 100-120 reais em qualquer outro restaurante bom também.
A impressão que fica é que o George Koshoji é um adereço que não orna com o restante do lugar, durante essa visita ele se mostrou muito competente e simpático, acredito que se ele estivesse numa casa mais tradicional com ingredientes de ponta e um restaurante menor, tenho certeza de que o resultado seria muito diferente.
Dos 4 restaurantes japoneses que possuem 1 estrela Michelin em São Paulo (Jun Sakamoto, Huto, Kinoshita e Kosushi), sem dúvida é o que mais me causou estranheza, é dificil entender qual foi o critério adotado que equipara Jun, Huto com o Kosushi.

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Will

Formado pela USP em Farmácia e Bioquímica, neto de japoneses oriundos de Hiroshima e Tokyo, aprendeu desde cedo a apreciar a comida japonesa preparada pela sua avó e entender e respeitar o que é a verdadeira comida japonesa tradicional. Tem como hobbie visitar restaurantes de comida japonesa por onde quer que passa seja um resturante de sushi, tempurá, izakaya, ramen ou tonkatsu. Tendo visitado os principais restaurantes japoneses do cenário gastronômico atual em São Paulo. Em 2015 visitou alguns dos principais restaurantes de sushi do mundo em Tokyo como Mizutani, Harutaka e Kyubei, além de ter visitado restaurantes em Osaka e Kyoto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*