Home / Preço / Acima de 150 reais / Os melhores de SP em 6 semanas epi 1: Jun Sakamoto
jun vieira chamuscada

Os melhores de SP em 6 semanas epi 1: Jun Sakamoto

Olá a todos,

Está começando hoje uma série especial, teremos 1x por semana, todo domingo a noite, um post inédito sobre um restaurante japonês top de São Paulo e seu menu degustação (omakasse).

Mas temos uma novidade, as visitas foram feitas por um enviado especial do Gourmet San, o Will, um colega fanático por comida japonesa e que visitou  apenas as indicações dos melhores! Foi assim, através de indicações minhas e uma pré-lista deles, que se deu início a o que talvez tenha sido uma das maiores sagas de restaurantes japoneses, ele percorreu os melhores restaurantes japoneses seguidos, um por semana! Então ele tem a visão única do atual estado dos melhores

Vamos dar início a essa saga com classe: Jun Sakamoto!

Após respirar fundo e preparar o bolso, o Will resolveu ir ao famosíssimo Jun Sakamoto, que já foi aclamado por anos seguidos, como melhor restaurante japonês de São Paulo e com os melhores sushis.

O Will fez certo, ligou lá e reservou o balcão de frente ao Jun Sakamoto, valor do menu degustação com 16 sushis e alguns pratos extras: 290 reais!

Caro né? Pesado… pensando que ainda serão somados bebidas e 10% e talvez um valet!

Segundo o Will, a atmosfera é bem diferente de um restaurante japonês tradicional, o lugar é realmente muito bonito, talvez um dos mais bonitos que ele já tinha ido. Todos os pratos e sushis servidos ao Will estão abaixo:

Bastante coisa não é mesmo? Cada sushi é servido numa pedra especial individual de cada cliente. Segundo o Will, todos ingredientes são muito bons, e alguns sushis executados de uma maneira impensavelmente impecável, como o de tempurá de enguia, o de uni, vieira e lula. Porém outros com execuções mais simples, como o pargo e o carapau.

Além disso o Will que o arroz não era parecido com nada que ele jamais tivesse provado num sushi. É provável que o arroz do Jun seja importado do Japão e deve ser daqueles caríssimos (leia-se o pacote algumas centenas de dólares).

Segundo o Will, ele achou o público do Jun em geral não tão expert e que pareceu estar ali por que pode e não por que realmente gosta, aprecia e aproveita sushis da melhor maneira possível (nível que o Jun serve). Claro que cada um vai onde quer, mas o Will comentou que ao seu lado uma mulher pediu para o Jun colocar mais ou menos wasabi num sushi e que o Jun nem respondeu, deu um trejeito de resmungada, e que na hora do sushi de vieira da mulher, ele serviu direto, não finalizou chamuscando e com temperos.

Galera, um sushi bem feito não é uma mistureba de ingredientes. O arroz temperado, o wasabi e o tipo de cobertura (peixe, ovas etc…) todos tem um motivo de ser, então pedir um sushi “destemperado” ao Jun, que estudou a arte do sushi ao extremo, é estupidez.

Aliás, pegando esse gancho, o Will disse que sentar-se de frente ao Jun não foi fácil. Primeiro pela pressão de sentar-se na frente do Jun, que possui todo esse renome, e depois pela chata experiência do Jun não dirigir nem uma palavra sequer, ficar quieto o jantar todo. Vale mencionar que não é nem o Jun que serve o sushi, ele corta e prepara, seu ajudante finaliza e serve.

Outro ponto de estranheza apontado é que há 2 balcões no recinto e que esses balcões são separados, é como se fossem 2 restaurantes separados e diferentes, em um fica o Jun e num outro o outro sushiman.

Conclusão final…o lugar é lindo, os sushis em sua maioria são absolutamente excelentes, talvez os melhores de São Paulo mesmo, sobretudo pelo conjunto da obra, com um arroz absolutamente incrível, ingredientes frescos e execuções em geral estupendas. Sobre o valor, é caro, caro mesmo, talvez pudesse ser um pouco mais barato, mas pela técnica aplicada e pelo arroz, é compreensível!

Abraços e até a próxima!

Gourmet San

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

7 comments

  1. Os sushis parecem maravilhosos… E quanto a falta de conversa, vendo um vídeo de uma pessoa que foi no Jiro, não se houve uma palavra do sushi man em nenhum momento (tem aquela coisa de apreciar todos os sabores do alimento, coisa de oriental rsrsrs). Já foi no sushi hiroshi na ZN?? Recomendo se nunca foi (mas chegar cedo que fica lotado)

    • Oi Vinícius, tudo bom?

      Você conhece alguém do Sushi Hiroshi? O que indica lá?

      Sobre o Jiro, compartilhe esse vídeo por favor, adoraria vê-lo! Sim, concordo que lá deve ser bem silencioso, mas uma coisa é Jun Sakamoto e a outra Jiro Ono, acho que não dá pra por no mesmo patamar.

      Abração e obrigado por escrever

  2. Faz uns três anos que conheci o sushi hiroshi, foi meio ao acaso (procurando lugar pra comer e nada que a internet não mostre), um dos donos trabalha na área de preparação de sushis (desculpe mas sou péssimo com nomes), olha indicar depende muito sabe (geralmente vou de omakase ou pego um teishoku completo que dá pra dois que comam bem) e pego um sushis para experimentar. o link envio assim que acha lo novamente e sei lá, o Jun aparenta ser meio de lua (já pensei em ir conhecer o restaurante várias vezes, mas pelos valores é algo a se pensar muito) não comparei mas quis dizer que, o estilo de trabalho deve ser o mesmo (algo mais zen)

  3. opa e esqueci, tudo tranquilo hehehehe, um grande abraço e fui conhecer uns lugares depois que conheci o blog (to pra ir no sp tokyo só pela matéria que vc publicou… Parecia estar ótimo!)

    • Oi Vinícius, muito obrigado!

      Já tinha visto esses 2 vídeos. O do Anthony Bourdain é clássico e é basicamente o único vídeo do Jiro mesmo que já achei fora o documentário.
      Sobre o Anthony Bourdain, eu achava os programas dele legais até ver o de São Paulo, que foi uma grossura sem limites, a partir daí perdi um pouco o respeito.

      Sobreo o Jiro, fica dentro de um metrô, esse outro que você compartilhou é de uma filial do Jiro recente que eles abriram faz um tempo, mas não é onde fica o Jiro Ono mesmo.

      Mas muito obrigado por compartilhar novamente, sempre bom rever. Aliás, você já viu o filme do Jiro? Recomendo!

      abraços!

  4. Opa blz?? Sim assisti o vídeo, aliás nele mostra que havia a intenção de abrir uma filial (que deve ter o mesmo padrão de qualidade, espero) sobre o bourdain, ele sempre teve essa parte de grosseria, mas no livro (e em outro episódio em que ele veio a SP) o mesmo mantém que a cidade é feia, mas com atrativos que ele mesmo não entende (tanto que ele retorna uma pá de vezes pra cá, vai entender), abraços e mantenha as postagens hehhehehe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*