Home / Aya / Restaurante Aya do Chefe Juraci (ex-Jun Sakamoto)
Tekkamakis enrolados de atum, Nigiri sushi de Robalo, saint, pargo, carapau, anchova negra, olho de boi, serra, salmao, atumReview do Restaurante Japonês Aya em Pinheiros Chefe Juraci ex Jun Sakamoto (2)

Restaurante Aya do Chefe Juraci (ex-Jun Sakamoto)

Gente…gente…Gourmet San está ficando mais ousado e vocês verão reviews bem incríveis daqui em diante! O restaurante da vez é o Restaurante Aya, localizado na Rua Pedroso de Moraes, 141, em Pinheiros telefone (11) 3097-9856, (http://www.restauranteaya.com.br/).

O restaurante é novo, não tem nem 1 ano, porém a experiência do chefe é inversamente proporcional! Estamos falando do Juraci, trabalhou como braço direto de Jun Sakamoto por 11 anos, e antes disso foi parte dos badalados Kosushi e Nagayama. Se você acredita em contos de fada essa história é para você, Juraci começou como manobrista, passou para garçom e nas horas livres aprendia um pouco sobre a arte da culinária japonesa! E hoje…chegou onde está: chefe de um dos principais restaurantes japoneses de São Paulo.

Chefe Juraci

Fazia um tempo que eu ameaçava ir ao Aya, porém não foi fácil, eu não tinha idéia de preço e qualquer sushi associado a Jun Sakamoto para mim passa a idéia de algo por volta de 200 reais! Porém desta vez não houve escapatória, pesquisei no site do Aya e vi que o almoço não passava de R$100,00 , e que havia pratos de sushis e sashimis executivos por volta de 70-80 reais. Como para mim o nível esperado de sushi era altíssimo, achei que valia a tentativa!

O restaurante fica na última quadra da Pedroso de Morais antes da Rebouças, e é do lado direito, uma construção de madeira bem moderna com um segurança na porta, não tem erro. Você se aproxima, ele corre para abrir a porta e você adentra a um jardim intermediário que dá acesso ao restaurante, é como se fosse uma salinha de espera. Assim que me aproximo da outra porta o Maître já corre para a abrir. O Maître é uma nota a parte, extremamente bem arrumado, terno, cabelo penteado para trás, dando a impressão de que você está num jantar de um restaurante francês chique (não que eu já tenha ido, porém é a idéia que vem na minha cabeça).

Foi numa segunda-feira, estava “vazio”, alguma mesas a esquerda (umas 4-5), metade ocupada, e o balcão a direita, com uns 12 lugares e apenas um casal sentado, bem a frente do Juraci. Como aquele seria meu lugar escolhido, escolhi para ficar na lateral, com boa visão para os movimentos do itamae (o chefe Juraci)! Antes de vocês me perguntarem sobre o Chefe eu falo! Reconheci o Juraci na hora, já tinha visto foto dele no site do Aya, é uma figura extremamente serena e em harmonia com a posição que ocupa.

Voltando para o principal…a comida, peguei o cardápio para conferir os preços e minha surpresa: sushi executivo por R$43,90! Quase saí correndo e dei o pulo de Pelé de comemoração! Afinal quem estava preparado para gastar uns 80 reais, ver que vai sair quase com metade disso é um alívio! O Sushi executivo consiste heim 9 nigiri sushi e 6 tekkamakis! Além disso pedi também o gohan, arroz japonês sem tempero, que como em todo bom restaurante japonês, é cortesia.

Para minha surpresa me serviram uma entrada! Um delicioso ceviche de peixe branco!

Este ceviche estava muito bom, extremamente bem temperado e refrescante, não tem nem o que dizer, comeria um prato cheio só dele!

Após o ceviche me serviram o combinado de sushi executivo! Vejam abaixo!

Agora, vamos com muita calma pois precisamos analisar cada parte! Primeiro os tekkamakis, o que vou dizer pode soar estranho, porém foi o melhor tekkamaki que já comi na vida! Incrível como é possível fazer coisas tão simples, como um enrolado de atum, melhor do que o esperado! Não sei explicar o motivo de ser tão melhor assim, mas acho que tem a ver talvez com o que o Jiro, do documentário Dreams of Sushi diz, que sushi tem a ver com timing: o peixe fresco, cortado na hora certa, com o arroz na temperatura certa e tudo servido como uma sinfonia!

Deixando um pouco de lado os enrolados de atum, vamos ao main event (evento principal), os nigiris, que deixaram Jun Sakamoto famoso e o que, provavelmente, também é o ponto forte de Juraci! Me serviram 9 nigiris, para meu lamento, 2 de salmão, não vou mentir, não gostei disso mesmo, porém pelo preço acho que até foi “justo”. Todos sushis estavam impecáveis e o mais importante, sabores distintos! Antes de analisar os sushis, vamos dar uma olhada neles mais de perto:

Em cima: atum, salmão, salmão, buri, anchova negra. Abaixo: robalo, saint peter, pargo e serra.

O primeiro que provei foi o robalo, ele chamou minha atenção por essa questão bicolor nele, em metade do nigiri sushi, entre o arroz e o peixe havia uma folha, se não me engano de shisô! Não sei o que dizer do sabor, foi algo totalmente novo para o meu paladar acostumado com nigiris medianos. Começo promissor!

Após o robalo, fui variando, todos estavam bons mesmo, muito melhores do que eu já havia provado na maioria dos lugares! Não tem como citar um a um pois eu precisaria ter anotado cada bocado! Porém o que percebi foram alguns pontos muito interessantes e que mostram esse lado artístico dos nigiri-sushi que eu nem imaginava!

Além da folha de shisô no nigiri de robalo, na construção de outros para o casal que estava na minha frente, vi que Juraci mistura raspas de limão junto ao wasabi e posso estar enganado, mas talvez o chefe tenha usado até wasabi verdadeiro em alguns deles! Pois num momento de desatenção minha o vi pegar algo num potinho, ralar bem rápido e passar no peixe!

Terminei os sushis extremamente satisfeito, na hora da conta uma surpresa, R$ 17,00 de vallet, porém eu tinha ido a pé! Ok, devo ter sido o primeiro cliente a ir a pé! Pedi ao garçom que retirasse o valor, ele o fez e antes de ir embora feliz da vida, informei ao Maître que voltaria para o omakasê (série de pratos e sushi pela escolha do chefe).

Comentários

comments

05 Passos para Fazer Sushi

About Gourmet San

Formou-se na Escola de Comunicações da USP mas segue carreira em uma multinacional do ramo da tecnologia. Compartilha no Gourmet San toda sua paixão pela culinária japonesa, que veio da visita de mais de 100 restaurantes diferentes, de centenas de horas de vídeos no Youtube e de muita leitura e bate papo com itamaes. Apesar de seus amigos acharem que ele só come sushi, não dispensa de forma alguma uma boa pizza ou um cheesebacon maionese.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*